Translate

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Post.51: O PAI NOSSO

        A única oração que Jesus ensinou, e que aprendemos desde de criança, a chamar por Aquele Pai que está no Céu. No Pai Nosso, Jesus sintetizou, tudo o que iríamos precisar para a nossa vida, e todo o Seu ensinamento ficou digamos “portátil” nesta linda prece, oração, reza; vamos refletir um pouco sobre cada palavra: 
PAI NOSSO

Pai Nosso, (Essas duas palavras traduz todo ensinamento de Jesus, a essência da Segunda Revelação de Deus, que mostra um Deus que é Pai, e não a figura personificada da Primeira Revelação, que mostrou um Deus raivoso, com personalidade humana, muito longe desse Pai que Jesus apresentou.)

Que estais no Céu (Não é que Deus esteja no espaço geográfico azul, é que Deus está nos acompanhando sempre do alto, os nossos passos estão sempre sendo guiado por Ele, pois Deus é um Pai presente, que está perto, mesmo estando aparentemente longe; Ele estando nos observando do alto, tem todos os parâmetros das nossas atitudes.)

Santificado seja o Vosso Nome (Jesus nos fala nesta parte, para que o Nome de Deus não seja usado como algo banal, para ganho material, que não seja usado com hipocrisia; mas no mais refinado sentido, e para ser espalhado com amor, sem querer e nem esperar nada em troca, é se doar como Jesus fez.)

Venha a nós o Vosso Reino (Que venha a nós a Tua mansidão. Que o amor e a paz reinante, em Mundos Felizes possa ser realidade um dia aqui no nosso planeta.)

Seja feita a Vossa Vontade, (A vontade de Deus está nas Suas Leis, e as Leis de Deus são irrevogáveis, únicas para todo o sempre, estáveis em toda parte do Universo. Somos Filhos Dele, e o Pai só quer o melhor para os filho.)

Assim na Terra como no Céu (Que o amor para com o próximo, a paz reinante nas esferas espirituais avançadas de luz,que a alegria... possam ser realidades um dia no planeta Terra.)

O Pão-Nosso de cada dia nos daí hoje (Jesus lembrou também de como é difícil conseguir o alimento diário, por isso roga a Deus para que não falte o alimento de cada dia, nem que seja o básico como o pão, lembrando que no tempo em que Jesus viveu era complicado conseguir alimentos devido aos altos preços, não muito diferente dos dias atuais.)

Perdoai-nos as nossas ofensas (Somos seres imperfeitos, por isso que vivemos neste Mundo de Provas e Expiações, todos nós cometemos ofensas para com o próximo, machucamos os sentimentos, magoamos; por isso que, nos perdoa Pai; mas carregando na consciência que é preciso fazer de tudo para não voltar a cometer as ofensas, pois ferir os sentimentos alheios não é brincadeira.)

Assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido (Perdoar o próximo é fundamental para ter uma vivencia confortável, por isso como Deus nos perdoa as nossas ofensas, temos que perdoar os erros dos outros perante nós, perdoar 7 vezes, 70 vezes, 700 vezes...)

E não nos deixeis cair em tentação (Somos pessoas falhas, fáceis de cometer erros, por isso que Jesus nos ensinou a pedir a Deus para nos darmos forças, e compreensão para podermos aprender a não cometermos erros e faltas, e assim não criar mais dividas para o futuro.)

Mas livrai-nos do Mal. (Mas apesar de sermos seres em processo de aprendizagem rumo a perfeição, Deus tem piedade de nós e nos livra de todo o mal. Pois, Deus nos ama independente de quem somos, e quem ama não se vai, apenas permanece, com todo o seu amor e paciência.)

Amém (A ultima palavra do Pai Nosso: Amém, no entanto se tirarmos o acento da letra “e”, fica Amem, que é Amar, o maior ensinamento de Jesus, o sentimento que Ele inaugurou no nosso planeta, pois nunca antes ninguém falou desse sentimento tão complexo, como Ele falou. A única oração que Jesus ensinou, com esta ultima palavra: Amem, fecha com chave de ouro essa lindíssima e complexa oração, traduzindo tudo o que está nesta oração, e traduzindo o que temos em nossa essência, porque somos filhos do Amor, e este é o nosso destino final.) 

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Post.50: A ILHA DOS SENTIMENTOS

Em uma ilha moravam todos os sentimentos. Um certo dia, todos os
moradores foram avisados que a ilha iria afundar. Então, todos os sentimentos se apressaram para sair da ilha, pegando cada qual o seu barco. Mas o amor queria ficar mais um pouco com a ilha antes que ela afundasse, quando deu por si percebeu que a parte em que o seu barco estava já tinha afundado. Quando, estava quase se afogando, o Amor começou a pedir ajuda.

Então o Amor avistou a Riqueza, que estava carregando os seus últimos valores no seu lindo barco, o Amor disse:
- Riqueza, leve-me com você.
- Não posso, Amor. Há muito ouro e prata no meu barco. Não tem lugar para você.

Mais a frente estava a Vaidade, o Amor correu até ela:
-Vaidade, por favor mim ajude.
- Amor, não posso te ajudar, você está todo molhado e vai estragar o meu barco novo.

Amor correu mais um pouco e encontrou a tristeza:
- Tristeza, leve-me com você.
- Ah! Amor, estou tão triste que prefiro ir sozinha.

Já cansado, esperou mais um pouco, e viu um barco passar, era a Alegria, mas ela estava tão alegre que nem viu o Amor chamá-la.

Então o Amor começou a ficar desesperado, e a chorar, neste momento uma voz o chamou:
- Vem Amor, eu levo você!
Era um velhinho que tinha parado o barco, mas o Amor ficou tão feliz que esqueceu-se de perguntar o seu nome.

Quando já estavam seguros e desembarcados em uma praia, o Amor viu a Sabedoria e foi lhe perguntar:
- Sabedoria, quem era aquele velhinho que mim trouxe aqui?
A Sabedoria respondeu:
- Era o Tempo.   
- O Tempo? Mas porque só o Tempo me Trouxe?
- Porque só o “Tempo” é capaz de entender o “Amor”.


Muitas vezes nos colocamos em situações de riscos, porque o nosso amor anseia em ficar mais um pouco com o outro, ou anseia por ajudar um pouco mais o outro, ou porque a despedida é desoladora. Mas só o tempo é capaz de nos fazer compreender esse amor que nós sentimos, ou os outros compreender o nosso amor, e nós o deles. Riqueza e vaidade passam por cima de todo amor existente. A tristeza deixa passar o amor, em um momento essencial para este ser usado. A alegria, nem percebe o amor, por tamanha euforia . Apenas o tempo é capaz de dar o tempo certo ao amor, para que ele seja entendido; se ninguém te compreender agora, calma o tempo é o grande remédio, para todas as barreiras e entraves serem ultrapassados e o amor ser visto, e acima de tudo entendido, tempo pra nós compreendermos o nosso amor. Se tem um relacionamento em qualquer grau difícil, tenha calma e paciência e se utilize do TEMPO, que apenas ele RESGATA o AMOR.  


Essa postagem está relacionada com a postagem anterior de numero 49, se você não leu vai gostar de ler: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2013/06/post49-cada-pessoa-tem-um-jeito-de-amar.html

domingo, 23 de junho de 2013

Post.49: CADA PESSOA TEM UM JEITO DE AMAR

     O amor é essencial para a vida, é o que devemos desenvolver a cada dia, é o nosso destino final, sermos seres de amor. Desenvolve-lo não é fácil, os caminhos de amar tem obstáculos complicados de serem vencidos, mas amar é a única verdade que temos, e o único caminho para completarmos a nossa jornada evolutiva, ninguém disse que aprender a amar seria fácil, pensando bem nada que é fácil é bom, pois não nos faz crescer, não nos faz aprender, por isso tem que ser difícil, complicado e muitas vezes parecer até ser impossível.
  
     A família é a primeira e a principal fonte do desenvolvimento do amor, o núcleo familiar nos possibilita este aprendizado por toda a nossa vida. E sempre falo: que o mais difícil de viver é conviver, mas é nesta convivência muitas vezes difíceis que o amor começa a desabrochar como uma flor, como flores sobre pedras. Por isso, cada pessoa tem um jeito de amar, que depende também de como foi a cultura familiar em que cresceu.


     Aquele amor, extremamente abdicado, mas que não é de ficar demonstrando isto para que todos vejam, de ficar abraçando e beijando, por isso muitas vezes esse tipo de amor é mal interpretado, no entanto quando é necessário esse amor é capaz de servir de uma maneira extremamente linda, com dedicação, tentando contornar todos os problemas apresentados.
     Aquele amor, que tem uma forma mais abertas de se expressar, com mais facilidade de abraçar e beijar os seus amados e dizer: te amo, e claro servindo quando há necessidade.
     Aquele amor, que necessita demonstrar tal sentimento em todos os momentos, e que é necessário para ele que os outros também demonstre amor para com ele.
    Aquele amor que só transparece quando o outro ta doente, ou quando precisa de ajuda.
     Aquele amor, que não é demonstrado com um eu te amo, ou como é bom de ter você aqui do lado, mas um amor que é demostrado com varias risadas e companheirismo.
     Aquele amor, em que acompanha o outro de longe, que quando fazem coisas ruins fica entristecido, mas que tem o poder de voltar a felicidade novamente, e de demonstrar coisas boas para que o outro aprenda.
     Aquele amor, que quer ajudar o outro com conselhos, ensinar o caminho certo, pois já percorreu antes e não quer que o próximo se perca nele, no entanto, se o outro não aceita tais conselhos dado pelo amor, o amor coerente espera, e ajuda a levantar o outro quando ele cair.
     Aquele amor, que zela o outro de longe, e que está perto com a mão firme para acolher quando necessário.         
     Aquele amor, que se preocupa com o outro a toda hora, a todo o momento, e quer cuidar do próximo com total desprendimento.
     Aquele amor, que mais parece uma pedra, mas que em algum momento da vida deixa florescer lindas flores, sobre essa pedra tão solida.

      Respeito é fundamental para aceitar as pessoas como elas são, não importa que tipo de parentesco, ou de amizade, aprender a respeitar o jeito de ser do outro, já é exercitar o amor. O triste é que, há pessoas que ainda não desenvolveu o amor, pelo incrível que pareça. Cada dia é uma nova oportunidade, de aprender a amar. Como Renato Russo cantava na música Pais e Filho que: 
É preciso amar as pessoas 
Como se não houvesse amanhã


Que Deus nos permita termos momentos essenciais, para que possamos exercitar esse lindo sentimento. Que Deus seja nosso sol, para iluminar nosso caminho, em busca de sermos pessoas melhores. Que Deus nos conceda mais um outro dia para ajustar as nossas atitudes, a caminho do amor.. Que assim seja. Que a nossa luz brilhe, paz na terra, amor para a humanidade.
Jardim Espírita.   

“Viver é sempre dizer aos outros que eles são importantes. Que nós os amamos, porque um dia eles se vão e ficamos com a impressão de que não os amamos o suficiente.”      Chico Xavier

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Post.48: AS TRÊS REVELAÇÕES DE DEUS

A lei de Deus está gravada na nossa consciência, mas para ajudar a humanidade a entende-la de uma maneira mais simples e explicita, Deus enviou a Terra primeiramente Moises, depois Jesus e por ultimo permitiu a codificação da Doutrina Espírita.   

A Primeira Revelação: Moisés 
         Os 10 Mandamentos formam a primeira revelação de Deus a Humanidade. Então, os ensinamentos que Moisés pode transmitir foi de acordo com a cultura do tempo em que ele viveu, um tempo que não tinha praticamente nenhum conhecimento, e teve que impor o temor a um povo naturalmente turbulento e indisciplinado, pois tinha que combater os abusos enraizados e os preconceitos  da servidão do Egito. Para que esse povo difícil de ser domados pudessem conviver de uma forma mais civilizada foi preciso apresentar a eles Deus de uma forma rígida e terrível, para impressionar homens ignorantes, que não possuíam senso moral e uma justiça mais amena e delicada, então só foi possível Moisés transmitir coisas básicas em que o povo podia ver com os próprios olhos, como falar da vida terrestre, de penas e de recompensas temporárias. As leis mosaicas, propriamente ditas, tinham um caráter essencialmente  transitórios.

A Segunda Revelação: Cristo
        Jesus veio trazer ensinamentos mais elevados, para complementar a lei de Moisés, pois a humanidade já estava mais madura para encarar novos ensinamentos mais complexos como: a pluralidade das existências, a vida espiritual, as penas e as recompensas morais, o principio dos deveres com Deus e com o próximo. Cristo combateu constantemente o abuso das praticas exteriores e as falsas interpretações, sendo assim a reforma mais radical em relação a lei de Moisés está no seguinte ensinamento: “ Amar a Deus acima de todas as coisas, e ao próximo como a si mesmo”, e dizendo: está aí toda a lei e os profetas.
       Sua autoridade decorria da natureza excepcional de seu Espírito e de sua missão Divina; veio ensinar aos homens que a verdadeira vida não está sobre a Terra, mas no reino dos céus; ensinar-lhes o caminho que para lá conduz, os meios de se reconciliar com Deus, e os sobre a marcha das coisas futuras para o cumprimento dos destinos da humanidade. Mas, Jesus não pôde dizer tudo o que sabia a um povo com uma cultura rígida e com falta de entendimento,então sobre muitos pontos se limitou a falar a verdade que Ele mesmo declarou que não poderiam  ser compreendidas naquela época, precária de moral, de paz e de informação; falou de tudo, mas não de uma maneira explicita; para se compreender o sentido oculto de certos ensinamentos do Mestre Nazareno, foi preciso novas idéias desabrocharem e novos conhecimentos proporcionar o entendimento, e essas novas idéias não poderiam vir antes de um certo grau de maturidade da humanidade. A ciência deveria contribuir poderosamente para a eclosão e o desenvolvimento das idéias; seria preciso então dar a ciência o tempo de progredir. Moisés conduziu o povo pelo temor, o Cristo, pelo amor e pela caridade.  

A Terceira Revelação: Espiritismo
        O Espiritismo chegou ao conhecimento do homem quando Deus julgou a humanidade preparada para compreender os ensinamentos que Jesus não pode ensinar.
        A lei do Antigo Testamento está personificada em Moisés; a do Novo Testamento está personificada no Cristo; o Espiritismo é a terceira revelação da lei de Deus, mas não está personificada em nenhum indivíduo, porque são os Espíritos que passou para a humanidade tais ensinamentos, são eles as vozes do céu, sobre todos os pontos da Terra, e por uma multidão inumerável de intermediários, vindo cada um trazer aos homens o tributo das suas luzes, para fazê-los conhecer o mundo espiritual e a sorte que nele os espera.
       Cristo disse: “Eu não vim destruir a lei, mas dar-lhe cumprimento”, igualmente o Espiritismo diz: “Eu não vim destruir a lei Cristã, mas cumpri-la”. O Espiritismo não ensina nada de contrário ao que Jesus Cristo ensinou, apenas desenvolve, completa e explica, em termos claros para todos entenderem o que foi falado por Jesus em forma alegórica. Vem cumprir, nos tempos preditos, o que o Cristo anunciou, e preparar o cumprimento das coisas futuras. É, pois, obra do Cristo que o preside, como igualmente anunciou, a regeneração que se opera e prepara o reino de Deus sobre a Terra.
       O Espiritismo é a nova ciência que vem revelar aos homens, por provas irrecusáveis, a existência e a natureza do mundo espiritual, e suas relações com o mundo corporal; o Espiritismo nos mostra a vida espiritual não mais como uma coisa sobrenatural, mas como uma das forças vivas e incessantes ativas na Natureza, como algo normal, simples e natural. Inicia o homem nos mistérios da vida futura; vem combater o materialismo, enfim, vem estabelecer, entre os homens, o reino da caridade e da solidariedade anunciado pelo Cristo. O Espiritismo é a chave com a ajuda da qual tudo se explica com facilidade. O Espiritismo não é uma luz nova, mas uma luz mais brilhante, porque surge de todos os pontos do globo, pela voz daqueles que viveram. Tornando evidente o que estava obscuro, enfim, ele marca a era dos tempos preditos pelo o Cristo e pelos profetas.
      Pelo Espiritismo, Deus vem fazer um último apelo à prática da lei ensinada pelo Cristo: a lei de amor e da caridade.

 
Moisés Lavrou, o Cristo Semeou, o Espiritismo vem colher. O espiritismo é uma nova era para humanidade.
 
 
 
Fonte: O Evangelho Segundo o Espiritismo
            O que é o Espiritismo
Fique a vontade para comentar!

domingo, 16 de junho de 2013

Estudo mostra a aparencia Humana daqui a 20, 60 e 100 mil anos

Como sabemos, a aparência do homem atual mudou muito desde os ancestrais. Há 800.000 e 200.000  atrás, alterações climáticas coincidiram com a triplicação do tamanho do cérebro humano, levando ao estreitamento do rosto.

Então, para decifrar como seria a aparecia humana no futuro, Nickolay Lamm, que é artista e pesquisador, e Alan Kwan geneticista computacional da universidade de Washington, trabalharam juntos para desenhar por meio de estudos como podemos parecer daqui até 100.000 mil anos.

Com a tecnologia de engenharia de genoma zogótico no futuro, vai ser capazes de controlar a biologia e a evolução humana, da mesma forma que controlamos elétrons atualmente.  Kwan acredita que daqui a 60.000 anos a nossa habilidade de controlar o genoma humano também terá efeito nas características faciais. Como a engenharia será a regra, “o destino dos rostos humanos será determinado pelos gostos”, afirma a pesquisa. Os olhos ficarão maiores, com a tentativa de colonizar o Sistema Solar, visto que a distância do sol aumentará. Da mesma forma, a pele ficará mais pigmentada, para diminuir os danos dos raios ultravioletas fora da proteção do ozônio terrestre.

Desde o século 14 o aumento da testa no ser humano vem aumentando; a revista odontológica inglesa “British Dental Journal” publicou que: comparadas as pessoas do século 14, hoje temos características faciais menos proeminentes, mas testas maiores. Então uma das provisões dos estudos de Lamm e Kwan é a continuação do aumento da testa.  O estudo diz ainda que a preocupação com a estética, vai está presente, pois a face humana estará inclinada para características que os seres humanos acham atraentes, como: linhas fortes, nariz retos, olhos profundos e simetria perfeita entre os lados direito e esquerdo”. Os olhos serão maiores, acostumados a pouca luz e com menos visão periférica. Tudo isso para proteger-nos dos efeitos danosos dos raios cósmicos. Haverá outras mudanças: narinas maiores para facilitar a respiração fora da Terra ou cabelos mais densos para manter uma cabeça maior aquecida.

Kwan diz acreditar que as tecnologias usadas no corpo ainda estarão presentes, mas de formas mais sutis. Em vez de Google Glass ou iWatch, as pessoas usarão implantes discretos que manterão a aparência natural, como lentes e dispositivos auriculares. Daqui a 100.000 anos, as pessoas estarão todas conectadas às tecnologias, mas de uma forma que não atrapalhe a aparência humana “perfeita”.

 A seguir as ilustrações feitas por Nickolay Lamm:
 
 Homem e mulher atual.
 
 
Em 20 mil anos a cabeça será maior, com uma testa sutilmente grande em comparação a anterior. O anel amarelo em torno dos olhos são lentes que devem representar o Google Glass do futuro.
 
 
Em 60 mil anos os seres humanos terão as cabeças ainda maiores. Os olhos grandes, com um verde brilhoso como os de gatos. O arco superciliar será ainda mais proa conquista espacial deve levar a novas adaptações, como olhos grandes para se adaptar a regiões longes do Sol, pele pigmentada para evitar os efeitos da radiação ultravioleta prejudicial longe da camada de ozônio protetora da Terra, pálpebras espessas e um arco superciliar mais marcado - área mais escura abaixo das sobrancelhas - para evitar os efeitos da baixa gravidade que desorienta os astronautas. Além disso, a cabeça será ainda maior e dispositivos de comunicação conduzidos pelos ossos serão instalados nas orelhas para se comunicarem com as lentes.
 
 
Em 100.000 anos o rosto humano atenderá à proporção áurea, com grande olhos. As características já vistas serão ainda mais proeminentes. Haverá uma área cinza no olho para diminuir a visão periférica e os dispositivos tecnológicos continuarão a se comunicar por meio dos ossos.
 
 
 
Este estudo que foi notícia nesta ultima semana, e tem coerência com a última postagem do Jardim Espírita sobre a evolução da Raça Humana.  Isso mostra como o Espiritismo é ciência, que leva por base a razão. Como a ciência ajuda a evolução da humanidade, e os espíritos de luz inspiram os cientistas e pesquisadores a rumarem para as conquistas e opiniões certas, então sim, o Ser Humano pode ter essa aparência no futuro; como já falamos antes é a evolução Humana somada a adaptação ao meio.
Que a nossa Luz Brilhe! Paz na Terra!   

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Post.47: AS RAÇAS HUMANAS

            A origem das raças se perde na noite dos tempos, mas como pertencem todas à grande família humana, qualquer que seja a estirpe primitiva de cada uma, elas puderam se misturar entre si e produzir novos tipos. Do ponto de vista físico, a característica dominante das raças primitivas, é o desenvolvimento da força bruta em detrimento da força intelectual. Atualmente é o contrario: o homem faz mais pela inteligência que pela força do corpo e, portanto, faz cem vezes mais porque soube tirar proveito das forças da natureza, o que não fazem os animais.

          
         O que distingue os povos são os espíritos que têm, mais ou menos, os mesmos gostos e as mesmas inclinações que se encarnam em meio simpático, e frequentemente no mesmo meio, onde podem satisfazer suas inclinações.  Um espírito que progrediu suficientemente em uma raça, e não encontra na sua raça um meio correspondente ao grau que alcançou, se encarnará em um povo mais avançado. À medida que uma geração dá um passo à frente, ela atrai por simpatia novos espíritos mais avançados, e que talvez sejam os que viveram em um mesmo país, se progrediram; e é assim que passo a passo, uma nação avança. Se a maioria dos novos fosse de uma natureza inferior, os velhos partindo cada dia e não retornando a um meio mais inferior, o povo denegaria e acabaria por se extinguir. Porque, não teria os mais evoluídos para “puxar” os mais atrasados, na marcha evolutiva da humanidade, por isso que tem que haver as misturas de níveis evolutivos.   

           Na historia da humanidade é possível observar o desaparecimento de raças e o surgimento de outras, ou seja, algumas raças diminuem ou chegam ao fim, para que outras fiquem no seu lugar, como outras raças surgiram para tomar o nosso um dia. Isso é o aperfeiçoamento, o melhoramento da humanidade, que é realizado pela sucessão de raças no decorrer dos séculos, sendo um trabalho lento e suave, para que não haja abalos.

           A raça humana atual tende a invadir toda a terra e a substituir as raças que se acabam, mas também terá o seu período de decrescimento e de desaparecimento; e outra(s) raça(s) mais avançada(s) nos substituirá, tendo descendência da raça humana atual. Os espíritos dos homens atuais, são os mesmo  espíritos que habitaram os seres primitivos, então os espíritos dos homens atuais vão estar habitando os corpos da raça que um dia irá substituir a raça humana atual, isto é, nós voltamos para nos aperfeiçoarmos em novos corpos, de raças mais avançadas, no entanto ainda estamos longe da perfeição.

Isto é a evolução das espécies, a evolução do ser humano. O aperfeiçoamento sempre vem!

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Post.46: TUDO PASSA - MENSAGEM DE CHICO XAVIER

Em algum ou alguns momentos das nossas vidas passamos por situações de provações, de dificuldades, de amarguras, de solidão, de perda, de saúde debilitada... Mas tudo passa, como a tristeza passa, a felicidade passa; nada é constante na vida de provas e expiações, a única coisa que fica é que temos que ter a perseverança, a fé, mas uma fé raciocinada. Ninguém neste planeta deixa de passar por algum problema ou alguma provação, pois eles vêem porque é preciso para que tenha a superação da nossa parte, e quando o obstáculo é vencido com resignação nos elevamos cada vez mais a Deus, evoluímos. Vivemos em um mundo que não é de felicidade, por isso ser feliz não é determinação, mas temos que cultivar a felicidade com o que temos, nos parâmetros em que vivemos.
Dedico esta belíssima mensagem de Chico Xavier a mim, a você, a todos que já teve problemas, que estão passando por eles e aos que enfrentaremos no futuro. Pois...    

Tudo passa... 

Todas as coisas na Terra passam.
Os dias de dificuldade passarão...
Passarão, também, os dias de amargura e solidão.

As dores e as lágrimas passarão.
As frustrações que nos fazem chorar... Um dia passarão.

A saudade do ser querido que está longe, passará.

Os dias de tristeza...
Dias de felicidade...
São lições necessárias que, na Terra, passam, deixando no espírito imortal
as experiências acumuladas.

Se, hoje, para nós, é um desses dias,
repleto de amargura, paremos um instante.
Elevemos o pensamento ao Alto
e busquemos a voz suave da Mãe amorosa,
a nos dizer carinhosamente: 'isto também passará'

E guardemos a certeza pelas próprias dificuldades já superadas que não há mal que dure para sempre,
semelhante a enorme embarcação que, às vezes, parece que vai soçobrar diante das turbulências de gigantescas ondas.

Mas isso também passará porque Jesus está no leme dessa Nau
e segue com o olhar sereno de quem guarda a certeza de que a
agitação faz parte do roteiro evolutivo da Humanidade
e que um dia também passará.

Ele sabe que a Terra chegará a porto seguro
porque essa é a sua destinação.

Assim, façamos a nossa parte o melhor que pudermos,
sem esmorecimento e confiemos em Deus,
aproveitando cada segundo, cada minuto que, por certo, também passará.

Tudo passa...
exceto Deus.
Deus é o suficiente!


Pelo Espírito Emmanuel.
Psicografia de Chico Xavier.


terça-feira, 11 de junho de 2013

Dica de livro: A VOLTA

Uma ótima história sobre reencarnação é contada no livro: A volta, de Bruce e Andrea Leininger, escrito por Ken Gross. Bruce e Andrea narram a historia real do filho James, que teve o seu inicio de infância muito perturbado, devido a sonhos e lembranças da sua ultima vida, como um piloto de avião da segunda guerra mundial. Os pais preocupados com toda as coisas que o filho narrava, foram em busca de alguma explicação, e passaram a pesquisar, e ir encontrar as pessoas que James dava o nome; encontrando essas pessoas se depararam com a Reencarnação, em que não acreditavam nesta hipótese, mas depois de muito esforço e materiais  reunidos e pessoas vivas que encontraram, compreenderam que o seu filho James era o piloto de guerra James Huston Jr., sim o filho deles tinha o mesmo nome que tinha na vida passada.

Sem duvida alguma este livro trás uma magnífica historia real de comprovação sobre a Reencarnação, e sendo uma historia apresentada por pessoas que não acreditavam nesta hipótese, de voltarmos a vida. No livro, é apresentado fotos de James Huston Jr., dos oficiais que com ele serviu na segunda guerra mundial, da sua família, ou seja um livro imperdível de ser lido.

 
James Huston Jr. & James Leininger
Ps.: Eu achei o James “atual” muito parecido com o James “piloto de avião de guerra”, os traços do rosto se parecem, veja na foto ao lado. Ai vem a pergunta: É possível o corpo físico atual se parecer com o da ultima encarnação?  Sim, principalmente quando o tempo entre a ultima encarnação e a atual foi curto, como é o caso de James; por isso que ele carrega na vida atual a aparência física da sua ultima encarnação.
 

Uma ótima leitura e descobrimento para quem não leu o livro A Volta, e para quem já leu fique a vontade para comentar! Amei ler esta historia!

Fico com um agradecimento enorme a você, que vem sempre aqui no Jardim Espirita, a procura da Doutrina de Luz, que é a Doutrina Espirita. Abraço e que a nossa luz Brilhe! Paz na Terra!

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Post.45: MAIS ALGUMAS EXPLICAÇÕES SOBRE REENCARNAÇÃO

--> A reencarnação é uma necessidade da vida espiritual,assim como a morte é uma necessidade da vida corporal. Os espíritos sabem que devem retomar um corpo, mas não sabem quando isso se dará, como é o caso da morte.

--> O espírito pode apressar a sua volta ao corpo fazendo a solicitação por seus votos; e pode também retardar a sua volta, recuando diante das provas, pois entre os espíritos existem também covardes e indiferentes. Mas retardar a nova vida na matéria, é como em enfermo que recusa um remédio que pode curá-lo.  

--> Um espírito que se encontra bastante feliz, em uma condição mediana na erraticidade (que é a vida espiritual) e não tem interesse de se elevar, não pode prolongar esse estado indefinidamente, pois o progresso é uma necessidade que o espírito experimenta, cedo ou tarde. O único destino de todos é: elevar-se.

--> Se o espírito reencarnate está nas esferas onde reina a afeição, os espíritos que o ama  acompanha-o  no momento da reencarnação, assistindo a sua partida do mundo espiritual; o acompanham até o último momento, encorajando-o, e freqüentemente, o seguem durante a vida.

--> Se o corpo escolhido para o espírito morrer antes de nascer, ele pode escolher outro. No entanto, quando um encarnação falha para o espírito, por uma causa qualquer, nem sempre é suprida imediatamente por outra; o espírito precisa de tempo para escolher de novo, a menos que a reencarnação imediata provenha de uma determinação anterior.

--> O espírito uma vez encarnado, não pode lamentar a escolha do corpo,  pois não possui  consciência da sua escolha. Mas pode achar a carga muito pesada, e se a crê acima de suas forças recorre, então ao suicídio, que é uma imensa tristeza.   

--> No intervalo entre a concepção e o nascimento o espírito possui mais ou menos as suas faculdades, porque ele não está ainda encarnado, mas vinculado. Nesse período, seu estado é pouco próximo ao de um espírito encarnado durante o nosso do corpo. Á medida que o momento do nascimento se aproxima, suas idéias se apagam, assim como a lembrança do passado da qual não tem mais consciência, como homem, uma vez entrando na vida; mas essa lembrança lhe volta pouco a pouco à memória, no estado de espírito. Mas, ao nascer, o espírito não recobra imediatamente a plenitude de suas faculdades, elas se desenvolvem gradualmente com os órgãos, sendo para ele uma nova existência e é necessário que aprenda a se servir dos seus instrumentos.

--> E o estado intelectual e moral do espírito no momento do nascimento é o que tinha antes da sua união com o corpo, quer dizer, a alma possui todas as idéias adquiridas anteriormente, mas em razão da perturbação que acompanha a sua mudança, suas idéias estão momentaneamente em estado latente, como vimos anteriormente.

 
Acreditar na Reencarnação,é crer em um Deus Pai, Amoroso e Bondoso, que permite que sejamos livres para fazer as nossas próprias escolhas, mesmo sendo quem somos, criaturas com erros. Que foi por meio de muitas vidas, de muitos séculos, que conseguimos as experiências necessárias para nos tornamos o que somos hoje. Mas ainda temos muito trabalho até chegarmos a sermos Arcanjos. E o melhor de tudo, sempre encontramos e sempre vamos encontrar as pessoas que amamos nessa longa jornada, até a perfeição.  
Que a nossa luz brilhe, Paz na Terra!

 
 
Fonte: O Livro dos Espíritos.

As Postagens 41 à 45 são sobre Reencarnação, acompanhe as demas, você vai gostar! Abraço.

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Post.44: TIPOS DE ENCARNAÇÃO

Há quatro tipos de reencarnação, que vão de acordo com o grau de adiantamento do espírito.  São eles:

Reencarnação Compulsória:
Este tipo de reencarnação é destinada a espíritos que não tem capacidade de fazer as suas próprias escolhas, devido ao seu adiantamento evolutivo atrasado ou por faltas graves que impedem a liberdade de escolha. O espírito é acolhido sem previa concordância e até sem o seu conhecimento. E também, a reencarnação compulsória é imposta pela Lei de Deus nos casos que exige longas expiações. Neste, tudo acontece naturalmente, de uma forma automática; este processo acontece de tal maneira: os espíritos inferiores com idéias fixas, entram em grande associação com o útero, que tem circunstâncias  adequadas para a sua nova reencarnação, em moldes totalmente dependentes da hereditariedade. Mas até mesmo nesses casos os espíritos superiores responsáveis pelo destino do planeta terra supervisionam a distancia essas entidades reencarnantes; ou seja, nenhuma existência está abandonada, a ajuda carinhosa de Deus está sempre presente, os espíritos supervisores dos renascimento na Terra, tem conhecimento de todas as reencarnações  automáticas/compulsória, que é o maior número no nosso planeta.     

Reencarnação Acidental:
Neste, a fecundação não estava prevista, decorrente de uma relação sexual casual. Então quando ocorre a fecundação neste caso, o espírito que esteja próximo ao casal é atraído para o óvulo fecundado. Assim, os mecanismos automáticos se carregam de propiciar a ligação na fecundação. Na reencarnação acidental se encaixam os reencarnantes  originário de estupro e de outros “acidentes” semelhantes. Alguns suicídios podem ser ocasionados por esse tipo de reencarnação, por não ter havido planejamento reencarnatório e sendo uma forma de alterar o planejamento.

Reencarnação proposta ou semi-voluntaria:
Este tipo é levado em conta o livre-arbítrio que o espírito tem a sua disposição. Os débitos e méritos são analisados sem imposição pelos mentores espirituais, em seguida programam a melhor forma  para liquidar ou diminuir as dívidas em pendência, e as possibilidades para o progresso moral e espiritual. Como não é imposta estas analises, o espírito encarnante pode discutir certas questões e pedir alterações, que podem ser aceitas ou não. É a circunstância de muitos de nós.  

Reencarnação livre ou missionária:
Esta é para os espíritos que são redimidos ou próximo da redenção no plano terreno. Estes possuem ampla liberdade de escolha. A missão na terra é de desempenhar tarefas elevadas em qualquer setor do conhecimento humano, como nas ciências, na filosofia ou na religião, para ajudar na evolução da humanidade. Como Sócrates, Buda, Krishna, e Jesus de Nazaré. 

 
"Quantas existências, quantos corpos, quantos séculos, quantos serviços, quantos triunfos, quantas mortes necessitamos ainda?" (André Luiz)


As Postagens 41 à 45 são sobre Reencarnação, acompanhe as demas, você vai gostar! Abraço.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Post.43: PERÍODO DA GESTAÇÃO - ASPECTOS PSICOLÓGICOS DO ESPÍRITO E DOS PAIS

   
 
         A encarnação para o espírito é um período de muitas perturbação para alguns e para outros menos, dependendo da grau evolutivo que se encontra, pois é muito mais difícil encarnar (nascer) do que desencarnar (morrer), é como se o espírito fosse enterrado no nascimento e desenterrado quando morre, renascer é uma espécie de exílio, de clausura. Esta perturbação se iniciada com a redução do perispirito (ver postagem42) e vai aumentando até no nascimento, quando atinge o auge de inconsciência; depois que nasce este vai ficando lúcido novamente, a medida que as células do sistema nervoso vai se amadurecendo.  O espírito sabe que renascer é uma lei da natureza, como é morre. Uma ansiedade grande toma o espírito pela incerteza sobre as provas que vai ter que enfrentar.


A intensidade da perturbação depende de:

           A evolução do espírito que vai encarnar: espíritos inferiores, que não tem esclarecimento, entra em profunda perturbação nas primeiras horas da gestação. Já os espíritos esclarecidos, mais evoluídos sofre uma perturbação suave e que se apresenta mais no final da gestação. 
 
      O tempo da gestação: a perturbação é menor no inicio e chega no auge no fim da gestação.

            O emocional da mãe e do espírito: o período da gestação é uma verdadeira troca mutua de pensamentos e sentimentos, entre o feto e a mãe; sendo que o espírito recebe da mãe os pensamentos e emoções, e a mãe sente claramente as vibrações do feto. A mãe é como se fosse uma saída de fluídos, e assim o seu psicológico sofre alterações, certos casos para melhor outros para pior.

Emoções do espírito para a mãe: Em certas gravidez, mulheres que são ansiosas, deprimidas, sentem bem estar no período da gestação, isto pelo fato da vibração emanada pelo espírito, de tranqüilidade, de sentimentos bons. Em outras mulheres, pode ocorrer o contrário de sentir sentimentos que não tinha antes como se sentir deprimida, triste, da sua mente não responder mais como antes; isto pode ocorrer em função das vibrações baixas do espírito, no estado de feto.  
Emoções da mãe para o espírito:Já as mamães tristes, com ansiedade, deprimidas, transmite essas vibrações para o espírito, que agrava mais ainda o seu estado de perturbação do então feto. André Luiz nos informa que há casos em que essa vibração pessimista da mãe é tão intensa para o espírito do bebê, que este abandona o útero da genitora, sendo considerado um aborto inconsciente. E as mães calmas, amorosas, otimistas transmite todas essas sensações harmoniosas para o espírito, que se transforma em coragem para ele, contribuindo para o estado de equilíbrio do feto.

       O estado emocional do pai: não apenas a mãe sente as alterações no campo mental e emocional, o pai também pode sentir essas mudanças. Este pode sentir mais confiante, alegre, mais de bem com a vida. Em outros casos sente ciúmes da esposa e passa a dar-lhe atenção; pode também se sentir agressivo, triste, deprimido... Sendo estas vibrações do espírito, em que tiveram um passado feliz ou infeliz juntos, que vem encarnar para mais uma oportunidade de desfazerem as mágoas, tristezas, inimizades... para assim, sanarem as dividas mutuas, e concretizarem a amizade, servindo também para a mãe.

         Estado emocional da familia: os conflitos domésticos, são registrados pelo espírito. Isto pode causar muitas vezes problemas emocionais ou físicos no bebê; como insegurança, uma constante irritabilidade, incontinência urinária durante a noite...      



       Então equilíbrio da mãe e dos familiares durante a gestação, é tudo. Muito amor tem que ser dado a mãe nesse período para que ela passe confiança para o espírito que está se preparando para encarnar. E a mãe tem que se doar por inteira com total abnegação, para acolher esse espírito que está vindo, que precisa de muito amor, paciência, alegria... para iniciar a sua mais nova caminhada evolutiva.


As Postagens 41 à 45 são sobre Reencarnação, acompanhe as demas, você vai gostar! Abraço.