Translate

domingo, 23 de junho de 2013

Post.49: CADA PESSOA TEM UM JEITO DE AMAR

     O amor é essencial para a vida, é o que devemos desenvolver a cada dia, é o nosso destino final, sermos seres de amor. Desenvolve-lo não é fácil, os caminhos de amar tem obstáculos complicados de serem vencidos, mas amar é a única verdade que temos, e o único caminho para completarmos a nossa jornada evolutiva, ninguém disse que aprender a amar seria fácil, pensando bem nada que é fácil é bom, pois não nos faz crescer, não nos faz aprender, por isso tem que ser difícil, complicado e muitas vezes parecer até ser impossível.
  
     A família é a primeira e a principal fonte do desenvolvimento do amor, o núcleo familiar nos possibilita este aprendizado por toda a nossa vida. E sempre falo: que o mais difícil de viver é conviver, mas é nesta convivência muitas vezes difíceis que o amor começa a desabrochar como uma flor, como flores sobre pedras. Por isso, cada pessoa tem um jeito de amar, que depende também de como foi a cultura familiar em que cresceu.


     Aquele amor, extremamente abdicado, mas que não é de ficar demonstrando isto para que todos vejam, de ficar abraçando e beijando, por isso muitas vezes esse tipo de amor é mal interpretado, no entanto quando é necessário esse amor é capaz de servir de uma maneira extremamente linda, com dedicação, tentando contornar todos os problemas apresentados.
     Aquele amor, que tem uma forma mais abertas de se expressar, com mais facilidade de abraçar e beijar os seus amados e dizer: te amo, e claro servindo quando há necessidade.
     Aquele amor, que necessita demonstrar tal sentimento em todos os momentos, e que é necessário para ele que os outros também demonstre amor para com ele.
    Aquele amor que só transparece quando o outro ta doente, ou quando precisa de ajuda.
     Aquele amor, que não é demonstrado com um eu te amo, ou como é bom de ter você aqui do lado, mas um amor que é demostrado com varias risadas e companheirismo.
     Aquele amor, em que acompanha o outro de longe, que quando fazem coisas ruins fica entristecido, mas que tem o poder de voltar a felicidade novamente, e de demonstrar coisas boas para que o outro aprenda.
     Aquele amor, que quer ajudar o outro com conselhos, ensinar o caminho certo, pois já percorreu antes e não quer que o próximo se perca nele, no entanto, se o outro não aceita tais conselhos dado pelo amor, o amor coerente espera, e ajuda a levantar o outro quando ele cair.
     Aquele amor, que zela o outro de longe, e que está perto com a mão firme para acolher quando necessário.         
     Aquele amor, que se preocupa com o outro a toda hora, a todo o momento, e quer cuidar do próximo com total desprendimento.
     Aquele amor, que mais parece uma pedra, mas que em algum momento da vida deixa florescer lindas flores, sobre essa pedra tão solida.

      Respeito é fundamental para aceitar as pessoas como elas são, não importa que tipo de parentesco, ou de amizade, aprender a respeitar o jeito de ser do outro, já é exercitar o amor. O triste é que, há pessoas que ainda não desenvolveu o amor, pelo incrível que pareça. Cada dia é uma nova oportunidade, de aprender a amar. Como Renato Russo cantava na música Pais e Filho que: 
É preciso amar as pessoas 
Como se não houvesse amanhã


Que Deus nos permita termos momentos essenciais, para que possamos exercitar esse lindo sentimento. Que Deus seja nosso sol, para iluminar nosso caminho, em busca de sermos pessoas melhores. Que Deus nos conceda mais um outro dia para ajustar as nossas atitudes, a caminho do amor.. Que assim seja. Que a nossa luz brilhe, paz na terra, amor para a humanidade.
Jardim Espírita.   

“Viver é sempre dizer aos outros que eles são importantes. Que nós os amamos, porque um dia eles se vão e ficamos com a impressão de que não os amamos o suficiente.”      Chico Xavier

Um comentário:

  1. O amor é a base de tudo amamos e somos amados desde a nossa concepção e mais além Deus em seu infinito amor nos enviuo seu único filho para ele nos mostrar o que é amar em uma época em que a raça humana não sabia o que é amar. Origado mais uma vez amigos do jardim

    ResponderExcluir

Todos podem deixar seu comentário no Jardim Espírita. Se for caso de resposta, responderei assim que poder, podendo levar alguns dias.
Não publicarei comentários que contenham termos vulgares, palavrões, ofensas, publicidade e dados pessoais (como e-mail, telefone, endereços, etc.). Então fiquem a vontade para comentar!