Translate

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Post.45: MAIS ALGUMAS EXPLICAÇÕES SOBRE REENCARNAÇÃO

--> A reencarnação é uma necessidade da vida espiritual,assim como a morte é uma necessidade da vida corporal. Os espíritos sabem que devem retomar um corpo, mas não sabem quando isso se dará, como é o caso da morte.

--> O espírito pode apressar a sua volta ao corpo fazendo a solicitação por seus votos; e pode também retardar a sua volta, recuando diante das provas, pois entre os espíritos existem também covardes e indiferentes. Mas retardar a nova vida na matéria, é como em enfermo que recusa um remédio que pode curá-lo.  

--> Um espírito que se encontra bastante feliz, em uma condição mediana na erraticidade (que é a vida espiritual) e não tem interesse de se elevar, não pode prolongar esse estado indefinidamente, pois o progresso é uma necessidade que o espírito experimenta, cedo ou tarde. O único destino de todos é: elevar-se.

--> Se o espírito reencarnate está nas esferas onde reina a afeição, os espíritos que o ama  acompanha-o  no momento da reencarnação, assistindo a sua partida do mundo espiritual; o acompanham até o último momento, encorajando-o, e freqüentemente, o seguem durante a vida.

--> Se o corpo escolhido para o espírito morrer antes de nascer, ele pode escolher outro. No entanto, quando um encarnação falha para o espírito, por uma causa qualquer, nem sempre é suprida imediatamente por outra; o espírito precisa de tempo para escolher de novo, a menos que a reencarnação imediata provenha de uma determinação anterior.

--> O espírito uma vez encarnado, não pode lamentar a escolha do corpo,  pois não possui  consciência da sua escolha. Mas pode achar a carga muito pesada, e se a crê acima de suas forças recorre, então ao suicídio, que é uma imensa tristeza.   

--> No intervalo entre a concepção e o nascimento o espírito possui mais ou menos as suas faculdades, porque ele não está ainda encarnado, mas vinculado. Nesse período, seu estado é pouco próximo ao de um espírito encarnado durante o nosso do corpo. Á medida que o momento do nascimento se aproxima, suas idéias se apagam, assim como a lembrança do passado da qual não tem mais consciência, como homem, uma vez entrando na vida; mas essa lembrança lhe volta pouco a pouco à memória, no estado de espírito. Mas, ao nascer, o espírito não recobra imediatamente a plenitude de suas faculdades, elas se desenvolvem gradualmente com os órgãos, sendo para ele uma nova existência e é necessário que aprenda a se servir dos seus instrumentos.

--> E o estado intelectual e moral do espírito no momento do nascimento é o que tinha antes da sua união com o corpo, quer dizer, a alma possui todas as idéias adquiridas anteriormente, mas em razão da perturbação que acompanha a sua mudança, suas idéias estão momentaneamente em estado latente, como vimos anteriormente.

 
Acreditar na Reencarnação,é crer em um Deus Pai, Amoroso e Bondoso, que permite que sejamos livres para fazer as nossas próprias escolhas, mesmo sendo quem somos, criaturas com erros. Que foi por meio de muitas vidas, de muitos séculos, que conseguimos as experiências necessárias para nos tornamos o que somos hoje. Mas ainda temos muito trabalho até chegarmos a sermos Arcanjos. E o melhor de tudo, sempre encontramos e sempre vamos encontrar as pessoas que amamos nessa longa jornada, até a perfeição.  
Que a nossa luz brilhe, Paz na Terra!

 
 
Fonte: O Livro dos Espíritos.

As Postagens 41 à 45 são sobre Reencarnação, acompanhe as demas, você vai gostar! Abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem deixar seu comentário no Jardim Espírita. Se for caso de resposta, responderei assim que poder, podendo levar alguns dias.
Não publicarei comentários que contenham termos vulgares, palavrões, ofensas, publicidade e dados pessoais (como e-mail, telefone, endereços, etc.). Então fiquem a vontade para comentar!