Translate

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Post.50: A ILHA DOS SENTIMENTOS

Em uma ilha moravam todos os sentimentos. Um certo dia, todos os
moradores foram avisados que a ilha iria afundar. Então, todos os sentimentos se apressaram para sair da ilha, pegando cada qual o seu barco. Mas o amor queria ficar mais um pouco com a ilha antes que ela afundasse, quando deu por si percebeu que a parte em que o seu barco estava já tinha afundado. Quando, estava quase se afogando, o Amor começou a pedir ajuda.

Então o Amor avistou a Riqueza, que estava carregando os seus últimos valores no seu lindo barco, o Amor disse:
- Riqueza, leve-me com você.
- Não posso, Amor. Há muito ouro e prata no meu barco. Não tem lugar para você.

Mais a frente estava a Vaidade, o Amor correu até ela:
-Vaidade, por favor mim ajude.
- Amor, não posso te ajudar, você está todo molhado e vai estragar o meu barco novo.

Amor correu mais um pouco e encontrou a tristeza:
- Tristeza, leve-me com você.
- Ah! Amor, estou tão triste que prefiro ir sozinha.

Já cansado, esperou mais um pouco, e viu um barco passar, era a Alegria, mas ela estava tão alegre que nem viu o Amor chamá-la.

Então o Amor começou a ficar desesperado, e a chorar, neste momento uma voz o chamou:
- Vem Amor, eu levo você!
Era um velhinho que tinha parado o barco, mas o Amor ficou tão feliz que esqueceu-se de perguntar o seu nome.

Quando já estavam seguros e desembarcados em uma praia, o Amor viu a Sabedoria e foi lhe perguntar:
- Sabedoria, quem era aquele velhinho que mim trouxe aqui?
A Sabedoria respondeu:
- Era o Tempo.   
- O Tempo? Mas porque só o Tempo me Trouxe?
- Porque só o “Tempo” é capaz de entender o “Amor”.


Muitas vezes nos colocamos em situações de riscos, porque o nosso amor anseia em ficar mais um pouco com o outro, ou anseia por ajudar um pouco mais o outro, ou porque a despedida é desoladora. Mas só o tempo é capaz de nos fazer compreender esse amor que nós sentimos, ou os outros compreender o nosso amor, e nós o deles. Riqueza e vaidade passam por cima de todo amor existente. A tristeza deixa passar o amor, em um momento essencial para este ser usado. A alegria, nem percebe o amor, por tamanha euforia . Apenas o tempo é capaz de dar o tempo certo ao amor, para que ele seja entendido; se ninguém te compreender agora, calma o tempo é o grande remédio, para todas as barreiras e entraves serem ultrapassados e o amor ser visto, e acima de tudo entendido, tempo pra nós compreendermos o nosso amor. Se tem um relacionamento em qualquer grau difícil, tenha calma e paciência e se utilize do TEMPO, que apenas ele RESGATA o AMOR.  


Essa postagem está relacionada com a postagem anterior de numero 49, se você não leu vai gostar de ler: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2013/06/post49-cada-pessoa-tem-um-jeito-de-amar.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem deixar seu comentário no Jardim Espírita. Se for caso de resposta, responderei assim que poder, podendo levar alguns dias.
Não publicarei comentários que contenham termos vulgares, palavrões, ofensas, publicidade e dados pessoais (como e-mail, telefone, endereços, etc.). Então fiquem a vontade para comentar!