Translate

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Post. 115: OS MÉDIUNS

              Há pessoas que tem conhecimento da sua faculdade ou das suas faculdades, porque uma pessoa pode ter mais de uma. E há outras pessoas que desconhecem que são médiuns, mas mesmo assim servem de meio de comunicação para os espíritos. Vamos conhecer a classificação dos médiuns:
Médiuns Facultativos ou Voluntários:
                    Esses médiuns tem conhecimento da faculdade que possuem, não permitindo que aconteça comunicação espontâneas e em momentos impróprios. Sabem que possuem a faculdade e se predispõe ao intercâmbio com o mundo espiritual , em um momento destinado a comunicação, não que realizam as manifestações quando queiram, pois sem a vontade do espírito que irá se comunicar nada conseguirão. São os que tem consciência da sua mediunidade, e que produzem as manifestações espíritas da própria vontade.
Médiuns Inconscientes ou Involuntários:
                     São também chamados de médiuns naturais. Esses não tem consciência da faculdade que possuem, exercendo influência sem seu conhecimento.  Existem pessoas que nenhuma idéia fazem do Espiritismo, ou do espiritualismo, até mesmo entre as mais incrédulas e que servem de instrumento para os espíritos sem saber e sem querer.
               As manifestações espíritas de todos os gêneros podem operar-se por influencias destes últimos, que sempre existiram, em todas as épocas e em todos os povos. A ignorância e a credulidade lhe atribuíram um poder sobrenatural e, conforme os tempos e os lugares, fizeram deles santos, feiticeiros, loucos ou visionários. O Espiritismo mostra que com eles, apenas dá a manifestação espontânea de uma faculdade natural e inerente a todas as pessoas.


E em relação a categoria dos médiuns, Kardec os dividiu em duas grandes categorias que são:
Médiuns de Efeitos Físicos:
                   São aqueles que tem o poder de provocar efeitos materiais ou manifestações ostensivas.
Médiuns de Efeitos Intelectuais:
                  Os que são mais propensos a receberem e a transmitirem as comunicações inteligentes.
Todas as outras variedades se prendem mais ou menos diretamente a uma ou a outra dessas duas categorias. 


Se quer saber mais sobre mediunidade acesse as seguintes postagens:
Post.114 - Mediunidade: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2014/01/post-114-mediunidade.html
Post.116 - Tipos de Mediunidade: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2014/02/post116-tipos-de-mediunidade.html

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Post. 114: MEDIUNIDADE

           A mediunidade possibilita que uma pessoa seja intermediária entre os espíritos e os homens, e todo o ser humano é um médium, pois a mediunidade é uma faculdade inerente ao homem, assim a predisposição mediúnica não depende do sexo, da idade, do temperamento, da condição social, da raça, da cultura, da religião, da inteligência e até mesmo das qualidades morais.

           A mediunidade apresenta diferentes graus de desenvolvimento e se manifesta de maneira diversa em cada pessoa, todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos espíritos é, por esse fato, médium, podendo ser desde a mais tenra idade, até a mais avançada.  

         A mediunidade é uma ponte que liga o mundo físico ao mundo espiritual, possibilitando assim: um elo entre os dois mundos, comprovação do mundo espiritual, oportunidade de servir, aperfeiçoamento do espírito,  reencontro com os que já desencarnaram, aprendizado entre encarnados e desencarnados (ou vice-versa, pois podemos ajudar os desencarnados menos evoluídos que nós), ajuda entre os dois mundos; sendo um dom que Deus nos permitiu possuir, nos colocando em relação direta com aqueles que vivem no mundo espiritual.

           Deus nos deu os sentidos físicos para identificar e facilitar a vivencia no mundo material, que são: a visão, a audição, o olfato, o paladar e o tato. E com a mediunidade Deus nos permite a identificação, a percepção do mundo espiritual, ela lida com energias das quais só podemos perceber seus efeitos, energias que a ciência ainda desconhece, e que são sutis para o nosso corpo físico.

         É um dom gratuito, o de ser interprete dos espíritos, para  instruções dos homens, para lhes mostrar o caminho do bem e conduzi-los à fé, pois Deus quer que a luz chegue a todos. E não para vender palavras que não pertencem ao médium, visto  que não são frutos de suas concepções, nem de suas pesquisas, nem de seus trabalhos pessoais.   

          O processo de comunicação dá-se somente através da identificação do espírito com o médium, perispírito a perispírito, cujas propriedades de expansibilidade e sensibilidade, entre outras, permitem a captação do pensamento, das sensações e das emoções, que se transmitem de uma mente para outra mente através do veículo sutil, que é o perispírito.  Assim, as comunicações, seja de efeitos físicos e/ou inteligentes, realizam-se pela ação fluídica do espírito sobre o médium, sendo preciso que o fluído deste último se identifique com o do espírito, se conclui assim que, a facilidade das comunicações depende do grau de afinidade existente entre os dois fluídos.  E quanto mais elevado o médium for moralmente e intelectualmente, melhor instrumento este se tornará aos espíritos.

          Cada médium é assim mais ou menos apto para receber a impressão ou a impulsão do pensamento de tal ou tal espírito; podendo ser bom instrumento para um e péssimo para outro. Se achando juntos dois médiuns, igualmente bem dotados, poderá o espírito manifestar-se por um e não por outro. É um erro acreditar-se que basta ser médium para receber, com igual facilidade, comunicação de qualquer espírito. E lembrando sempre que: o médium não tem o poder de chamar um determinado espírito e ele vim só pelo querer do médium, é como Chico Xavier falava “O telefone só toca de lá pra cá”, ou seja, qualquer médium só se comunica com os espíritos quanto eles querem, quando é necessário, nunca um médium se comunica apenas pela sua vontade.

         Alguns se admira de que, por vezes, a mediunidade seja concedida a pessoas indignas, capazes de a usarem mal, ou para o mau. Deus dar esta faculdade a todos, e lhes dá a liberdade de usá-la,isto é o livre arbítrio, mas não deixa de punir o que delas abusa. Assim, a mediunidade é dada sem distinção, a fim de que os espíritos possam levar a luz em todas as fileiras, em todas as classes da sociedade, ao pobre como ao rico; aos sábios para fortalecer no bem; aos viciosos para os corrigir.


        O desabrochar da mediunidade representa para o ser humano um novo horizonte que se abre para ele. Sendo um convite, um chamado a fim de que se volte para o bem, que desperte para a realidade maior da vida. É uma responsabilidade sim, mas, sendo vivenciada com seriedade, com amor e disciplina, será sempre fonte de benefícios, em primeiro lugar para o próprio médium.   

        Está na hora da mediunidade deixar de ser vista como um peso, um tormento, empecilho; e passar a ser vista e encarada como uma oportunidade de evolução, de aprendizagem e de auxílio. 


Se quer saber mais sobre mediunidade acesse as seguintes postagens:
Post.115 - Os Médiuns: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2014/01/post-115-os-mediuns.html
Post. 116 -  Tipos de Mediunidade: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2014/02/post116-tipos-de-mediunidade.html

domingo, 19 de janeiro de 2014

Post. 113: ONDE ESTÁ O ESPÍRITO DE ADOLF HITLER?

          Muito se busca na internet por curiosidade sobre o paradeiro do espírito de Adolf Hitler, e há uma informação a este respeito, sendo a fonte Geraldo Lemos Neto em que diz que Chico Xavier passou tal informação em uma das conversas que mantinha com o médium.
No entanto, a Doutrina Espírita nos ensina que informações ou ensinos novos para merecerem crédito é preciso  em termos de revelação espiritual, passar tudo pelo crivo da razão, da lógica, do bom senso, e contar com a participação de várias fontes que se apoiem mutuamente.
Assim, devemos ter cautela, cuidado com estas informações abaixo que estão circulando pela internet, já que o próprio Chico Xavier não se encontra entre nós. Coloco abaixo o texto de autoria de Geraldo Lemos Neto para o amigo leitor ter acesso a tal informação em que está circulando na internet (e para quem não sabe do que estamos falando nesta postagem, saber do que se trata este texto). Mas sempre mantenhamos a cautela em relação a novas revelações, devemos sempre dar atenção às revelações espirituais novas se elas servirem de estímulo para o nosso crescimento moral e espiritual.

O texto e as informações que publico abaixo é de autoria de Geraldo Lemos Neto, de uma das suas conversas com Chico Xavier:

“(...)perguntei ao Chico sobre Hitler. Onde estaria o espírito de Hitler ? Chico então me contou uma história muito interessante. Segundo ele, imediatamente após a sua desencarnação, o espírito de Hitler recebeu das Altas Esferas uma sentença de ficar 1.000 anos terrestres em regime de solitária numa prisão espiritual situada no planeta Plutão. Chico explicou-me que esta providência foi necessária não somente pelo aspecto da pena que se lhe imputara aos erros clamorosos, mas também em função da Misericórdia Celeste em protegê-los da horda de milhões de almas vingativas que não o haviam perdoado os deslizes lamentáveis. Durante este período de 10 séculos em absoluta solidão ele seria chamado a meditar mais profundamente sobre os enganos cometidos e então teria nova chance de recomeçar na estrada evolutiva.
Quando o espírito de Gandhi desencarnou, e ascendeu aos Planos Mais Altos da Terra pela iluminação natural de sua bondade característica, ao saber do triste destino do algoz da humanidade na II Grande Guerra Mundial, solicitou uma audiência com Jesus Cristo, o Governador Espiritual da Terra, e pediu ao Cristo a possibilidade de guiar o espírito de Hitler para o Bem, o Amor e a Verdade. Sensibilizado pelo sacrifício de Ghandi, Nosso Senhor autorizou-o na difícil tarefa e desde então temos Gandhi como dos poucos que se aproximam do espírito de Hitler com compaixão e amor...

Impressionado perguntei ao Chico : Então Chico, o Planeta Plutão é uma planeta penitenciária ?
E ele me respondeu : É sim, Geraldinho. Em nosso Sistema Solar, temos penitenciárias espirituais em Plutão, em Mercúrio e na nossa Lua terrena. Eu soube por exemplo que o espírito de Lampião está preso na Lua. É por isso que alguns astronautas que lá pisaram, sentindo talvez um frio na alma, voltaram à Terra meio desorientados e tristes. Soube de um até que se tornou religioso depois de estar por lá !

Como vemos o nosso Chico era capaz de desvendar muitos mistérios em torno da organização da vida mais além ! E com que simplicidade e naturalidade ele nos falava dessas coisas ...”



Fonte Do texto de Geraldo Lemos Neto: https://www.facebook.com/notes/geraldo-lemos-neto/chico-xavier-e-os-ovnis-extraterrestres-plut%C3%A3o-hitler-e-gandhi/300197843387230

Lembrando sempre que  devemos ter cautela, cuidado com estas informações que estão circulando pela internet, já que o próprio Chico Xavier não se encontra entre nós para comprovar a veracidade.

Você pode gostar de ler a postagem sobre as cartas que Gandhi escreveu para Hitler: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2015/09/as-cartas-que-gandhi-escreveu-para.html

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Post. 112: O QUE HÁ NAS PROFUNDEZAS DA NOSSA PERSONALIDADE?

     O que guardamos ou ocultamos para os outros e até para nós mesmos no interior do nosso ser? Será que temos vergonha desses pontos frágeis? Ou displicência, não dando a atenção devida? Ou falta de tempo para poder examinar nossos sentimentos e atitudes? Não podemos negar o que somos, nem o nosso jeito de ser, o que podemos fazer é nos trabalhar, nos modelar novamente, nos aceitar para que o próximo passe a nos aceitar também.
     Esta mensagem de Carlos Baccelli, que se chama Nas Profundezas, relata em algum ponto o que guardamos dentro de nós. Pois, somos espíritos em processo de aprendizado e aprender é nossa meta, porque temos inteligência suficiente permitida por Deus para podemos nos melhorar.


Nas Profundezas

O que te contraria revela o ponto frágil de tua personalidade.
O que te irrita coloca à mostra o teu orgulho sob disfarce.
O que te melindra trás à tona o sentimento que vive em tuas profundezas.
O que consegue te provocar denuncia as imperfeições que dissimulas.
O que te desequilibra diagnostica o teu grau de intemperança.
Quase sempre, o homem se assemelha às águas aparentemente tranquilas e cristalinas de um lago, bastando, porém, que algo lhe revolva as entranhas, para que elas se turvem, indicando quanto carecem ainda purificar-se.

Carlos Baccelli




segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Post.111: VIAGEM ASTRAL: UMA EMANCIPAÇÃO DA ALMA

A emancipação da alma é a capacidade que todo ser humano tem de projetar a sua consciência para fora do corpo físico. Quase todas as noites nos projetamos, mas o cérebro apresenta dificuldades para registrar lembranças de eventos de quando a consciência está fora do corpo. Por isso, confundimos certas viagens astrais com sonhos.

Essa experiência tem diversos nomes dependendo do segmento doutrinário, como: Viagem Astral (Esoterismo); Projeção Astral (Teosofia); Experiência Fora do Corpo (Parapsicologia); Viagem da Alma (Eckancar); Projeção do Corpo Psíquico ou Emocional (Rosa Cruz); Projeção da Consciência (Projeciologia); e para o Espiritismo Desdobramento, Desprendimento Espiritual ou Emancipação da Alma.

Vamos chamar os espíritos que passam por essa experiência de projetores. Há projetores que só se projetam próximos ao seu corpo físico, dentro do ambiente que está dormindo, sem jamais se projetar para lugares distantes, já outros pode ir para lugares distantes, sendo conhecidos ou desconhecidos. E muitos sonhos de vôo e de queda estão relacionados diretamente com a movimentação da alma durante a projeção da consciência. Vejamos os tipos de emancipação:

Emancipação da alma involuntária
                Neste tipo de emancipação a pessoa sai do corpo sem querer e não entende como isso acontece. Em alguns casos a emancipação ocorre antes mesmo da pessoa adormecer, mas, em geral, é quando a pessoa se deita e adormece normalmente, e “desperta” flutuando fora do seu corpo físico. Na maioria das vezes, a pessoa projetada observa seu corpo físico adormecido e fica assustada. Já outros ficam em desespero e mergulham no corpo físico violentamente para sair daquela situação estranha à elas. Outros pensam que estão vivendo um pesadelo e procuram desesperadamente acordar seu corpo físico. Já outras pessoas que se projetam involuntariamente se sentem tão bem nessa situação que não se questionam e não se assustam pelo fato, e nem como ocorreu e por que, pois a sensação de liberdade e flutuação é tão boa que nada mais importa para elas. Quando despertam no corpo físico, muitos imaginam terem tido um sonho bom.  Assim, a pessoa não tem conhecimento do que ocorre e, por isso, vem o medo de tal experiência, esse medo está na razão direta da falta de conhecimento das pessoas sobre esta questão.

Emancipação da alma voluntário
                Neste, a pessoa sai do corpo pela sua vontade, e comanda o desenvolvimento da experiência e está totalmente consciente do que está acontecendo fora do corpo físico. Podendo observar seu corpo carnal com tranquilidade; viajar para lugares diferentes ou conhecidos do plano físico ou extrafísico; podendo voar e atravessar objetos físicos; se encontrar com outros projetados ou espíritos desencarnados... E volta para o corpo físico à hora que desejar. Assim, a pessoa tem pleno conhecimento do que ocorre e procura desenvolver o processo segundo a sua vontade.


Sensações da emancipação

  •  Catalepsia Projetiva                                                                                                       O projetor pode sentir uma paralisia dos seus membros. Essa paralisia é chamada de catalepsia projetiva ou astral; e não pode e não deve ser confundida com a catalepsia patologia, que é uma doença rara. A catalepsia projetiva pode ocorrer tanto antes, quanto após a projeção. Podendo acontecer da seguinte maneira: a pessoa desperta durante o sono e descobre que não pode se mover, estando completamente paralisado, como se uma força invisível impedisse os movimentos. Muitos em desespero,  tenta gritar, mas não consegue, tenta abrir os olhos, mas também não obtém resultado, tendo uma sensação de agonia e de impotência muito fortes. Depois do ocorrido alguns criam fantasias imaginando que um espírito lhe dominou e parou os seus movimentos. Mas, isto é o efeito da catalepsia projetada, e ela é benigna, não apresentando nenhum risco e sendo totalmente inofensiva, ela apenas pode produzir a projeção se a pessoa ficar calma e pensar em flutuar acima do corpo físico. Depois de algum tempo, que pode variar de alguns segundos até cerca de três minutos, a paralisia do corpo para e o corpo volta a e mover novamente. O que se pode fazer para "despertar" é ficar parado, respirar lentamente e esperar que passe. Enquanto se concentra na respiração, a mente divaga e quando menos espera o corpo deixa de estar paralisado. Outro conselho é tentar mover um dedo e lentamente o resto da mão, do braço... Até que todo o corpo se mova. Ou piscar os olhos, ou focar em um único músculo e tentar movê-lo.                                                                                                                       
  •  A Sensação de escorregar ou cair em um buraco                                                             Pode também ocorrer pequenas repercussões físicas no início da projeção, principalmente nos membros. Como, quando se está começando a adormecer, tem a sensação de estar escorregando ou caindo por um buraco; isto acontece por causa de uma pequena movimentação da alma no interior do corpo físico.


Estado vibracional
                São vibrações intensas que percorrem a alma e o corpo físico antes da projeção. Na verdade, essas vibrações são causadas pela aceleração das partículas energéticas da alma, criando assim um circulo fechado de energias. Essas energias são totalmente inofensivas e tem como finalidade a separação dos dois corpos, o físico do espiritual.



    Portanto, se você se encontrar nessa situação durante a noite ou durante o dia, e caso não pretenda se projetar fora do corpo físico, e queira recuperar o controle do corpo carnal, basta ter calma e tentar mover um dedo da mão ou uma pálpebra, que imediatamente, readquirirá o movimento.  Mas, se você quiser passar por tal experiência, não tente se mover; fique calmo e pense firmemente em sair do corpo e flutuar acima dele, não tenha medo nem ansiedade e a projeção se realizará.

             Mas, todas as nossas atitudes devem ser tomadas com total consciência e responsabilidade, pois nada deve ser feito de uma forma de brincadeira ou por curiosidade. Mas, temos que ser informados sobre temas como esses, que muitas vezes acontece no nosso dia a dia.


Se você já passou por uma experiência assim, compartilha conosco. 

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Post. 110: LIMPEZA DA TERRA

                33. Tendo a Terra chegado ao tempo marcado para se tornar uma morada de felicidade e de paz, Deus não quer que os maus espíritos encarnados continuem aí para levar a perturbação aos bons; por isso deverão desaparecer. Irão expiar seu endurecimento em mundos menos avançados onde trabalharão de novo para seu aperfeiçoamento, numa série de existências mais infelizes e mais penosas ainda que na Terra.

                Formarão, nesses mundos, uma nova raça esclarecida e cuja tarefa será fazer progredir os seres atrasados que os habitam, com a ajuda de seus conhecimentos adquiridos. Daí não sairão para um mundo melhor senão quando tiverem merecimento, e assim por diante, até que atinjam a purificação completa. Se a Terra era para eles um purgatório, esses mundos serão seu inferno, mas um inferno de onde a esperança jamais está banida.

   34. Ao passo que a geração proscrita vai desaparecer rapidamente, uma nova geração se eleva cujas crenças serão fundadas sobre o Espiritismo Cristão. Assistimos à transição que se opera, prelúdio da renovação moral da qual o Espiritismo marca o advento.   

Fonte: Livro O Que é o Espiritismo (na parte de O Espiritismo em sua Mais Simples Expressão)




No item 34 sobre as crenças serem fundadas com o Espiritismo Cristão, isto significa que, o mundo não vai ter uma única ideologia religiosa, mas sim chegar na essência do que são os Ensinamentos Cristão a muito tempo perdidos; e acreditar na vida após a morte, na reencarnação como sendo leis universais. O Espiritismo veio para não deixar a verdadeira essência dos ensinamentos de Jesus serem esquecidos, pois a Doutrina Espírita nos estimula a seguir tais máximas, a ver mais longe, a ter um conhecimento mais vasto sobre a vida futura, sobre a espiritualidade que é a nossa verdade. E desta forma, quando chegar o tempo marcado por Deus segundo o merecimento da Humanidade, as religiões vão se transformar por se mesmas e voltar seus olhos novamente para os sagrados ensinamentos de Jesus, vislumbrar a espiritualidade, e os respeito pelas demais religiões; assim como o Espiritismo já pratica. 



"A religião do futuro será cósmica e transcenderá um Deus pessoal, evitando os dogmas e a teologia."   (Albert Einstein)


domingo, 5 de janeiro de 2014

MENSAGEM: O TRABALHO PELO PROGRESSO DA HUMANIDADE

             Em que pese a dedicação e o amor de Deus e dos Espíritos luminares voltados com abnegação às tarefas sacrificais em favor do progresso espiritual da humanidade, não se tem conseguido evitar a consumação da tragédia e da dor, nas manifestações das necessidades humanas a expandir-se através das suas experiências na conquista árdua dos valores morais e reais da vida.
Há séculos o Senhor vem derramando bênçãos e revelações consoladoras buscando orientar e educar os homens para conduzi-los à felicidade e à paz.
Entretanto, nos entre choques do egoísmo e da ambição, do orgulho e da vaidade, vêm eles se digladiando mutuamente. Guerras, lutas, crimes sociais, políticos, a estabelecerem toda sorte de conseqüências reparadoras e diligentes na reconquista do equilíbrio.
Abençoada dor que acorda a criatura!
Abençoada luta que cria condições de reajuste e de progresso!
Ideal sublime que nos faz pensar em um mundo sem dor nem guerra, onde todos se ajudem e se amem!
Onde o respeito e a amizade, a dedicação e o amor estabeleçam padrões de igualdade de direitos, e todas as classes sociais possam conviver sem digladiarem-se, com prejuízos recíprocos.
Onde todos se estimem e as fronteiras entre as raças e países sejam abertas, sem armas ou barreiras.
Onde a política seja utilizada visando o bem de todos no sagrado ministério do progresso!
Utopia!..., dirão muitos. Parece-me ver o sorriso descrente da maioria, mas, eu respondo: meta obrigatória do futuro. Destino para o qual fomos criados. Evolução!
Entretanto, nada parece mais distante do panorama atual da Terra do que essa conquista.
O mundo conturbado geme envolto em crises e guerras, protestos e terror, cataclismos e sofrimentos.
A moral, parece ter desaparecido e o materialismo ganha novos surtos estabelecendo conflito, ovacionando o vício.
Todavia, a obra de redenção prossegue inexorável. As leis da Justiça Divina, imutáveis, dão a cada um, segundo suas obras e o tempo, amigo constante, encarrega-se de restaurar a verdade na intimidade do ser.
A humanidade encontra-se dividida em dois grandes grupos: os que sabem e os que ignoram. Os que já entenderam e os que estão cegos.
Nós desejamos cerrar fileiras com aqueles que acreditam no futuro do espírito, no progresso da humanidade terrena e trabalham para apressá-lo, na certeza de que Deus nos faculta a alegria de colaborarmos em sua obra, muito embora estejamos conscientes da nossa inferioridade e dos nossos débitos perante as Leis Divinas.
E, justamente por termos tantas vezes sido soldados da violência, nos decidimos a batalhar pela paz.
Assim, nós, Espíritos desejosos de fazer o bem, nos reunimos em torno de instrutores abnegados e nos dispusemos ao trabalho, cada um dentro do campo de atividades que nos compete. Desta forma, atendendo aos dispositivos do nosso trabalho, nos reunimos em assembléia no plano espiritual.
Nossa arma, o amor; nosso objetivo,o esclarecimento; nosso desejo, a conquista da paz e da libertação do homem.

Que Jesus nos abençoe,

Lucius

São Paulo, 30 de março de 1974.