Translate

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Post.43: PERÍODO DA GESTAÇÃO - ASPECTOS PSICOLÓGICOS DO ESPÍRITO E DOS PAIS

   
 
         A encarnação para o espírito é um período de muitas perturbação para alguns e para outros menos, dependendo da grau evolutivo que se encontra, pois é muito mais difícil encarnar (nascer) do que desencarnar (morrer), é como se o espírito fosse enterrado no nascimento e desenterrado quando morre, renascer é uma espécie de exílio, de clausura. Esta perturbação se iniciada com a redução do perispirito (ver postagem42) e vai aumentando até no nascimento, quando atinge o auge de inconsciência; depois que nasce este vai ficando lúcido novamente, a medida que as células do sistema nervoso vai se amadurecendo.  O espírito sabe que renascer é uma lei da natureza, como é morre. Uma ansiedade grande toma o espírito pela incerteza sobre as provas que vai ter que enfrentar.


A intensidade da perturbação depende de:

           A evolução do espírito que vai encarnar: espíritos inferiores, que não tem esclarecimento, entra em profunda perturbação nas primeiras horas da gestação. Já os espíritos esclarecidos, mais evoluídos sofre uma perturbação suave e que se apresenta mais no final da gestação. 
 
      O tempo da gestação: a perturbação é menor no inicio e chega no auge no fim da gestação.

            O emocional da mãe e do espírito: o período da gestação é uma verdadeira troca mutua de pensamentos e sentimentos, entre o feto e a mãe; sendo que o espírito recebe da mãe os pensamentos e emoções, e a mãe sente claramente as vibrações do feto. A mãe é como se fosse uma saída de fluídos, e assim o seu psicológico sofre alterações, certos casos para melhor outros para pior.

Emoções do espírito para a mãe: Em certas gravidez, mulheres que são ansiosas, deprimidas, sentem bem estar no período da gestação, isto pelo fato da vibração emanada pelo espírito, de tranqüilidade, de sentimentos bons. Em outras mulheres, pode ocorrer o contrário de sentir sentimentos que não tinha antes como se sentir deprimida, triste, da sua mente não responder mais como antes; isto pode ocorrer em função das vibrações baixas do espírito, no estado de feto.  
Emoções da mãe para o espírito:Já as mamães tristes, com ansiedade, deprimidas, transmite essas vibrações para o espírito, que agrava mais ainda o seu estado de perturbação do então feto. André Luiz nos informa que há casos em que essa vibração pessimista da mãe é tão intensa para o espírito do bebê, que este abandona o útero da genitora, sendo considerado um aborto inconsciente. E as mães calmas, amorosas, otimistas transmite todas essas sensações harmoniosas para o espírito, que se transforma em coragem para ele, contribuindo para o estado de equilíbrio do feto.

       O estado emocional do pai: não apenas a mãe sente as alterações no campo mental e emocional, o pai também pode sentir essas mudanças. Este pode sentir mais confiante, alegre, mais de bem com a vida. Em outros casos sente ciúmes da esposa e passa a dar-lhe atenção; pode também se sentir agressivo, triste, deprimido... Sendo estas vibrações do espírito, em que tiveram um passado feliz ou infeliz juntos, que vem encarnar para mais uma oportunidade de desfazerem as mágoas, tristezas, inimizades... para assim, sanarem as dividas mutuas, e concretizarem a amizade, servindo também para a mãe.

         Estado emocional da familia: os conflitos domésticos, são registrados pelo espírito. Isto pode causar muitas vezes problemas emocionais ou físicos no bebê; como insegurança, uma constante irritabilidade, incontinência urinária durante a noite...      



       Então equilíbrio da mãe e dos familiares durante a gestação, é tudo. Muito amor tem que ser dado a mãe nesse período para que ela passe confiança para o espírito que está se preparando para encarnar. E a mãe tem que se doar por inteira com total abnegação, para acolher esse espírito que está vindo, que precisa de muito amor, paciência, alegria... para iniciar a sua mais nova caminhada evolutiva.


As Postagens 41 à 45 são sobre Reencarnação, acompanhe as demas, você vai gostar! Abraço.

2 comentários:

  1. Estou com depressão gestacional, tem como eu pedir a alma que não encarne? Não o amo, seria melhor para eu e o bebê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vanessa!

      São por meios das encarnações que estabelecemos laços com os outros espíritos. O amor e o ódio são os causadores dos laços de afinidade e de indiferença, que estabelecemos no decorrer das encarnações. Assim, quando criamos laços resultado de algum conflito precisamos resgatar este relacionamento de qualquer natureza, pois a vida vem nos cobrar de inúmeras formas o nosso debito. E a piedade, a misericórdia Divina, que muitas vezes não compreendemos, nos coloca como nossos filhos ou nossos pais, para que possamos nos reajustarmos. Muitas vezes estes planos de resgate, foram estabelecidos ainda no plano espiritual, para que tal espírito reencarne com determinada mãe, pai, ou família; pois é aquele núcleo familiar que precisa dele e tal espírito precisa de tal mãe, de tal pai e de tal núcleo familiar.

      Divaldo Franco fala que “O ódio é o amor que adoeceu”. Então se está adoecido apenas a reencarnação para trabalhar a saúde desse sentimento e indo se revertendo em amor. É por meio do não amar, do ódio que o amor é construído, porque o laço de ódio é passageiro. E você, Vanessa está tendo esta oportunidade de trabalhar o amor em relação a este espírito que está para reencarnar como seu filho, não poderia ser um resgate de uma vida passada? E Deus está lhe oferecendo esta grande oportunidade de reajuste e desse espírito se reajustar com você. A reencarnação existe para nos curarmos. Estamos aqui no mundo material para aprendermos a amar, e nos reajustarmos.

      Não desista de amar, ou de aprender a amar. Estamos aqui para aprender, muitas vezes com provações muito difíceis, tarefas que nos desestabilizam, mas que estas tarefas possivelmente foram deferidas ainda quando estávamos no mundo espiritual, antes de encarnamos.

      Faça prece, peça forças a Deus para conseguir ir enfrente. Faça prece para você e para o bebê que você está gerando. De uma forma ou de outra se for da vontade Divina, perante as Leis de Deus, esse espírito que você está gerando como filho vai retornar para você, pois vocês tem que construir o amor. Não é fácil, mas lembre que é possível. Por isso que reforço faça prece, muita prece. Se você poder procure uma Instituição Espírita Kardecista da sua cidade, que segue a codificação de Allan Kardec. Lá você pode fazer um tratamento espiritual se for necessário, compreender melhor as circunstâncias, assistir palestras publicas que irá ampliar os seus entendimentos e horizontes. E tomar passe, água fluidificada que irá lhe acalmando e lhe dando força e sustentação, para você e o seu bebê.

      Vanessa, desejo de todo o coração para você e para o bebê que o amor seja construído, embora a construção seja de difícil erguimento. Mas lembre, Deus está com vocês. Que Deus os abençoe, que Jesus os ampare e que os bons espíritos os auxilie. Meus votos de muita Luz, para vocês dois.

      Deus conosco.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir

Todos podem deixar seu comentário no Jardim Espírita. Se for caso de resposta, responderei assim que poder, podendo levar alguns dias.
Não publicarei comentários que contenham termos vulgares, palavrões, ofensas, publicidade e dados pessoais (como e-mail, telefone, endereços, etc.). Então fiquem a vontade para comentar!