Translate

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

MINUTOS DE SABEDORIA: Nossa Mente Está Mergulhada na Mente Divina.


Nossa mente está mergulhada na Mente Divina que sustenta os universos infinitos.

Nossa força mental permanece impregnada da Força Mental Divina, que está em toda a parte ao mesmo tempo.

Procure manter-se unido a essa Força Infinita, e jamais será derrotado.

Você tem esse poder: confie!

Você vencerá em toda a linha, se o quiser.




Fonte: Livro: Minutos de Sabedoria. De C. Torres Pastorino. Mensagem 9.


quarta-feira, 10 de outubro de 2018

DESENCARNOU A ESCRITORA ZiBIA GASPARETTO, AOS 92 ANOS


          Morreu nesta quarta-feira, 10 de outubro de 2018, a escritora de livros de temática espiritual Zibia Gasparetto, aos 92 anos. A informação foi compartilhada pela editora Vida e Consciência em seu site e página no Facebook. A editora foi fundada por Zibia em 1989 com seus filhos Luiz Antonio e Silvana Gasparetto. Zibia Gasparetto lutava contra o câncer. A nota publicada no site da editora Vida e Consciência, foi a seguinte: 

Hoje, o astral recebe com amor uma de suas representantes na Terra. 

Zibia Gasparetto, 92 anos, completou hoje sua missão entre nós e parte para uma nova etapa ao lado de seus guias espirituais, deixando uma legião de fãs, amigos e familiares, que foram tocadas por sua graça, delicadeza e por suas palavras sábias. 

Foram mais de 68 anos dedicados ao espiritismo, 58 obras publicadas e mais de 18 milhões de livros vendidos. 

Agradecemos de coração a todos que permitiram que seus ensinamentos de luz permeassem e transbordassem em suas vidas. 

Esse legado será eterno e os conhecimentos de Zibia sobre as relações humanas e espirituais serão transmitidos por muitas e muitas gerações. Ela segue em paz ao plano espiritual, olhando por todos nós. 

Feliz recomeço!




         Em maio, a escritora perdeu o filho, Luiz Antonio, que estava com câncer de pulmão. Luiz era médium e escritor como a mãe, além de apresentador de televisão – comandou o programa Encontro Marcado, na RedeTV!, entre 2005 e 2008.

         Zibia publicou 58 obras e vendeu mais de 18 milhões de exemplares. A escritora e médium lançou títulos como O Matuto e Laços Eternos. Nascida em Campinas, interior de São Paulo, Zibia afirmava ter desenvolvido a mediunidade aos 22 anos. Dez anos depois, lançou o seu primeiro livro, O Amor Venceu, psicografado do espírito Lucius.



           Site MSN Notícia


quinta-feira, 4 de outubro de 2018

DESENCARNOU O ESCRITOR ESPÍRITA RICHARD SIMONETTI

         
Richard Simonetti.
Escritor, divulgador, trabalhador Espírita.

          Na manhã da quarta-feira, 03 de outubro de 2018 desencarnou o escritor espírita Richard Simonetti. Ele lutava contra um câncer no cérebro. Nascido no dia 10 de outubro de 1935, em Bauru (SP), foi funcionário do Banco do Brasil de 1956 a 1986, quando se aposentou. Passou, então, a dedicar-se inteiramente às atividades espíritas, particularmente no Centro Espírita Amor e Caridade, ao qual esteve ligado desde a infância. Expositor espírita, percorreu todos os Estados brasileiros, em centenas de cidades, e também outros países, como Estados Unidos, França, Suíça, Itália e Portugal. Articulou, em 1973, o movimento inicial de instalação dos Clubes do Livro Espírita, que prestam relevantes serviços de divulgação em centenas de cidades.

        De 1964 a 1994, participou da União das Sociedades Espíritas de Bauru, em seus Departamentos de Doutrina e de Divulgação. Foi responsável pela instalação do Clube do Livro Espírita de Bauru e pela manutenção da Livraria Espírita. Sustentou expressivo movimento de venda de livros que proporcionou recursos para a construção da sede da USE. Empenhou-se em passar sua experiência a outras cidades, ao demonstrar como se pode dinamizar a divulgação espírita a partir dessas iniciativas e, ao mesmo tempo, arrecadar recursos para outros serviços. Colaborou assiduamente em jornais e revistas espíritas. Escreveu regularmente para periódicos espíritas de projeção nacional – Reformador, Revista Internacional de Espiritismo, Folha Espírita. Membro da Academia Bauruense de Letras. É autor de quarenta e oito obras publicadas, com uma tiragem aproximadamente de dois milhões e duzentos mil exemplares, entre os quais estão: Conheça o Espiritismo, Para Viver uma Grande Mensagem, A Bênção da Gratidão e A Voz do Monte editados pela Federação Espírita Brasileira.


                          



Fonte da informação: Federação Espírita Brasileira - FEB
Fonte da Imagem: Editora CEAC.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

AVISO !!!

Amigos Leitores, 

O blog Jardim Espírita não tem página no facebook, só temos este blog que está funcionando desde de 2013, um canal no youtube para postagens de vídeos que também publicamos aqui no blog e a rede social google+.

O porque deste aviso é que chegou ao nosso conhecimento que tem uma página na rede social do facebook, com o nome jardim espírita com publicações desde de 2014, assim sendo um ano após a criação do Blog Jardim Espírita. Deixamos claro que não temos nenhum vínculo com esta página do facebook, e que não conhecemos o seu administrador, assim não nos responsabilizamos pelo conteúdo desta página do facebook.

Deus conosco.
Paz, Luz e Harmonia.
Blog Jardim Espírita.



segunda-feira, 1 de outubro de 2018

FALSA MENSAGEM ATRIBUÍDA A CHICO XAVIER


         Estão divulgando na internet, nas redes sociais uma mensagem que está sendo atribuída a Chico Xavier e ao Espírito André Luiz, do ano de 1952, com conteúdo político sobre o futuro político do Brasil. Esta mensagem é falsa. E a Federação Espírita Brasileira – FEB publicou no dia 19 de setembro de 2018, uma nota de esclarecimento sobre esta falta mensagem atribuída a Chico Xavier e a André Luiz.

         Este texto sempre surge de tempos em tempos, sendo interpretado de acordo com o cenário político que o Brasil atravessa. Na ultima eleição para presidente em 2014 este mesmo texto surgiu, sendo atribuído e usado associado ao então candidato à presidência Aécio Neves. Como também esta mesma “profecia” foi atribuída ao juiz Sérgio Moro, por coordenar os processos da Operação Lava Jato.

        Para quem é espírita e ler e estuda as obras do espírito André Luiz, psicografadas por Chico Xavier, sabe que André Luiz não escreve em estilo e nem em tom profético em seus textos. Nem Chico Xavier foi profeta. O espírito André Luiz mesmo sendo psicografado por outros médiuns, como Waldo Vieira, escreve no mesmo estilo, e preza em todos os seus livros, mensagens e textos com fontes oficiais e seguras pela moral e lógica do Espiritismo. Jamais em tons proféticos.

         Responsabilidade e Respeito pelo trabalho e pela divulgação que esses dois grandes nomes do Espiritismo fez e ainda faz por meio dos seus livros pela Doutrina Espírita, que sempre preza pela ética, pela moral e pelo respeito. Sendo livros, mensagens para enriquecer nosso espírito e nos ajudar a avançar espiritualmente. E jamais proféticos, pois eles não são profetas. Aqui não estamos falando de política e sim de responsabilidade e respeito pela divulgação da Doutrina Espírita.



        Segue a baixo a nota de esclarecimento publicada pela Federação Espírita Brasileira – FEB (Ou Clique aqui para ler o comunicado direto do site da FEB): 

Esclarecimento sobre a psicografia de Chico Xavier
Brasília, 19 de setembro de 2018
Chegou ao conhecimento da Federação Espírita Brasileira uma psicografia atribuída ao médium Francisco Cândido Xavier e ditada pelo Espírito André Luiz, com supostos esclarecimentos sobre o futuro político brasileiro. Este texto que surge de tempos em tempos vem com o título “Mensagem de Natal”, contemplando diversas interpretações de acordo com o cenário atual. Após análise da mensagem, a Federação Espírita Brasileira entrou em contato com órgãos federativos e pesquisadores, constatando que se trata de uma mensagem apócrifa.
É salutar que nestes momentos decisivos tenhamos uma conduta confiante no Evangelho e pautada no exemplo deixado por Jesus Cristo.  Vibremos, positivamente, focados em um futuro de paz e união, com respeito às opiniões diversas.
Lembramos aqui um trecho da mensagem psicofônica recebida pelo médium Divaldo Pereira Franco, no encerramento da Reunião Ordinária do Conselho Federativo Nacional (publicada no Reformador do mês de dezembro de 2014), em Brasília, DF, na manhã de domingo, em 9 de novembro de 2014 que diz:
“Neste momento de desafio e de conflitos de todo porte, é natural que surjam divergências, opiniões variadas, procurando a melhor metodologia para o serviço da Luz. O direito de discordar, de discrepar, é inerente a toda consciência livre. Mas, que tenhamos cuidado para não dissentir, para não dividir, para não gerar fossos profundos ou abismos aparentemente intransponíveis.
Que o espírito de união, de fraternidade, leve-nos todos, desencarnados e encarnados, à pacificação, trabalhando essas anfractuosidades para que haja ordem em nome do progresso.
O amor é o instrumento hábil para todas as decisões. Desarmados os corações, formaremos o grupo dos seres amados do ideal da Era Nova.
Nunca olvideis que o mundo espiritual inferior vigia as nascentes do coração dos trabalhadores do Bem e, ante a impossibilidade de os levar a derrocadas morais, porque vigilantes na oração e no trabalho, pode infiltrar-se, gerando desequilíbrio e inarmonias a benefício das suas sutilezas perversas e a prejuízo da implantação da Era Nova sob o comando do Senhor.
Nunca olvidemos, em nossas preocupações, que a Barca terrestre tem um Nauta que a conduz com segurança ao porto da paz.
Prossegui, lidadores do Bem, com o devotamento que se vos exige de fazerdes o melhor que esteja ao vosso alcance, em perfeita identificação com os benfeitores da humanidade, especialmente no Brasil, sob a égide de Ismael, representando o Mestre inolvidável.
Venceremos lutando juntos, esquecendo caprichos pessoais, de imposições egotistas, pensando em todos aqueles que sofrem e que choram, que confiam em nossa fragilidade e aguardam o melhor exemplo da nossa renúncia em favor do Bem, do nosso devotamento em favor da caridade, da nossa entrega em novo holocausto.”
Muita paz a todos!



         Segue a baixo a falsa mensagem que está sendo vinculada, em que aparece de formas diferentes pelas redes sociais e pela internet:


"Mensagem de Natal de André Luís, na psicografia de Francisco Cândido Xavier, no Centro Espírita Jesus de Nazareno, em Congonhas-MG, no dia 23 de dezembro de 1952.

"NO MEIO À CRISE VIRÁ UM HOMEM DA TERRA DO MÁRTIR TIRADENTES E, APESAR DAS PRESSÕES, MUITO FARÁ PELO BRASIL, INCLUSIVE QUE SERÁ O CRIADOR DE UMA CIDADE JARDIM TAL QUAL O ÉDEN, DIFERENTE DE TODAS AS CIDADES. TEMPOS DEPOIS, QUANDO AS TREVAS DO CALABOUÇO AUTORITÁRIO SE DISSIPAR, A ELE SE SEGUIRA UM OUTRO MINEIRO, QUE PROJETARÁ A ESPERANÇA, CONQUISTARÁ O POVO TRAZENDO UMA NOVA ONDA DE PATRIOTISMO PARA O PAÍS. MAS QUE NÃO TOMARÁ POSSE. MORRERÁ ANTES. SERÁ SUBSTITUÍDO POR OUTRO QUE MUITA CONFUSÃO IRÁ CRIAR E, NA SUA SAÍDA, VAI DEIXAR A NAÇÃO ABALADA; E DESTE ABALO VAI COMEÇAR O PERÍODO CRÍTICO, POR ANOS E ANOS. ATE´QUE, NA SEGUNDA DÉCADA DE UM NOVO MILÊNIO, O HOMEM DE PATRIOTISMO, VINDO TAMBÉM DA TERRA DE TIRADENTES, IRÁ CERCAR-SE DE OUTROS E VÃO DERRUBAR A VIGA MESTRA DA CONFUSÃO. E ENTÃO MUITA COISA NOVA VAI ACONTECER. MUITAS NAÇÕES PASSARÃO A DAR CRÉDITO E RESPEITO AO BRASIL."


sexta-feira, 28 de setembro de 2018

UMA RAÇA, UM PLANETA POR STEPHEN HAWKING


Esta é uma das grandes mensagens do professor STEPHEN HAWKING. Mostrando que não há barreiras para o ser humano, em que a única barreira somos nós mesmo, e que a mente é também um Universo Infinito. Que tudo é uma unidade, estando todos e tudo interligado. Porque somos um planeta, uma raça, e precisamos viver com respeito para podermos ganhar novos horizontes, e sermos aceitos pela sociedade cósmica, mas antes de tudo precisamos aprender a sermos cidadãos do Planeta Terra, para depois conseguirmos o status de cidadães cósmicos.

"Todos somos viajantes do tempo, caminhando juntos em direção ao futuro. Mas vamos todos trabalhar juntos, para fazer o futuro, um lugar que desejamos visitar. Seja corajoso. Seja determinado. Supere os obstáculos. Isso pode ser feito!" - STEPHEN HAWKING

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

DIFERENTES CATEGORIAS DE MUNDOS HABITADOS



Do ensinamento dado pelos Espíritos, resulta que os diversos mundos estão em condições muito diferentes uns dos outros quanto ao grau de adiantamento ou de inferioridade de seus habitantes. Entre eles há os que seus habitantes são ainda inferiores aos da Terra, física e moralmente; outros estão no mesmo grau, e outros lhes são mais ou menos superiores em todos os aspectos. Nos mundos inferiores, a existência é toda material, as paixões reinam soberanamente, e a vida moral é quase nula. À medida que esta se desenvolve, a influência da matéria diminui, de tal sorte que, nos mundos mais avançados, a vida, por assim dizer, é toda espiritual.

Nos mundos intermediários, há mistura do bem e do mal, predominância de um ou de outro, segundo o grau de adiantamento. Embora não possa ser feita, dos diversos mundos, uma classificação absoluta, pode-se, todavia, em razão de seu estado e de sua destinação, e baseando-se nas diferenças mais acentuadas, dividi-los de um modo geral, como se segue: os mundos primitivos, destinados às primeiras encarnações da alma humana; os mundos de expiação e de provas, onde o mal domina; os mundos regeneradores, onde as almas que ainda tem o que expiar haurem novas forças, repousando das fadigas da luta; os mundos felizes, onde o bem se sobrepõe ao mal; os mundos celestes ou divinos, morada dos espíritos depurados, onde o bem reina inteiramente. A Terra pertence à categoria dos mundos de expiação e de provas, e é por isso que o homem nela é alvo de tantas misérias.

Os espíritos encarnados sobre um mundo, a ele não estão ligados indefinidamente, e não cumprem nele todas as fases progressivas que devem percorrer para atingirem a perfeição. Quando atingiram sobre um mundo o grau de adiantamento que ele comporta, passam para um mundo mais avançado, e assim sucessivamente até que tenham atingido o estado de espíritos puros. São igualmente, estações em cada uma das quais encontram elementos de progresso, proporcionais ao seu adiantamento. É para eles uma recompensa passar para um mundo de ordem mais elevada, como é um castigo prolongar sua demora em um mundo infeliz, ou serem relegados para um mundo mais infeliz ainda que aquele qe são forçados a deixar, quando são obstinados no mal.


Fonte.: O Evangelho Segundo o Espiritismo. Allan Kardec. Capítulo III – item 3 à 5.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

INFLUÊNCIA DOS PLANETAS NAS PERTURBAÇÕES DO GLOBO TERRESTRE




           Há espíritos que governam, administram planeta. No planeta Terra Jesus é o nosso governador.

          Há espíritos que governam sistema solar inteiro. E tem todo conhecimento das leis naturais que envolve o sistema solar.

          Como também há espíritos que administram, governam galáxias, estes espíritos que conseguem administrar galáxias compreendem tudo que está inserido em termo de leis, fenômenos naturais envolvidos dentro da galáxia. E sabe da influência dos fenômenos naturais que uma galáxia causa a outra.

          Assim,  aquele que dirige um sistema solar sabe da influência natural entre os sistemas. Como também os governadores de planeta que conseguem entender plenamente a influência que há entre os orbes.

         A partir desse conhecimento eles podem planejar e prever fatos que vão ocorrer. É um determinismo natural, não é um determinismo do qual possamos inserir as nossas escolhas, pois somos ainda meros aprendizes, e não compreendemos a plenitude, a magnificência e nem temos ideia de todas as leis que regem o Universo. Esses  conhecimentos são  fruto de bilhões e bilhões de existência conforme a hierarquia que esses espíritos estejam a governar. Então, as previsão estão de acordo com o nível evolutivo, e com a hierarquia que este espírito está a governar. Estando as previsões dentro dos conhecimentos que adquiriram através da longínqua jornada evolutiva.

         Toda a natureza, toda a criação material passa por círculos, períodos. Que ascendem, descendem, e o círculo se repete sempre novamente, sem cessar, todo o processo. E esses círculos que se repetem os espíritos superiores que detém as informações deles, podem prever o futuro baseado nesse circulo, ou seja, sabem o que irá acontecer baseado nesses círculos. São as experiências dos círculos da natureza, que influência a matéria.

         A verdade absoluta não pertence senão aos espíritos de ordem mais elevada, e a Humanidade terrestre não poderia pretendê-la, porque não lhe é dado tudo saber; ela não pode aspirar senão a uma verdade relativa e proporcional ao seu adiantamento. – O Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec. Cap. XV – item 9.




          Abaixo está um texto da Revista Espírita, Outubro de 1868. Instruções dos Espíritos – Influência dos planetas nas perturbações dos globo terrestre, para melhor entendermos o tema:

          Na natureza não há um fenômeno, por pouco importante que seja, que não seja regulado pelo exercícios das leis universais que regem a Criação. Dá-se o mesmo nos grandes cataclismos, e se males de toda sorte castigam a Terra em certas épocas, não só é porque são necessários, em razão de suas consequências morais, mas, também, porque a influencia dos corpos celestes uns sobre os outros e as reações compostas de todos os agentes naturais devem fatalmente levar a tal resultado.

         Estando tudo submetido a uma série de leis, eternas como aquele que as criou, pois que não se poderia remontar à sua origem, não há um fenômeno que não esteja submetido a uma lei de periodicidade, ou de série, que provoca o seu retorno em certas épocas, as mesmas condições, ou seguindo, como intensidade, uma lei de progressão geométrica crescente ou decrescente, mas contínua. Nenhum cataclismo pode nascer espontaneamente, ou, se seus efeitos parecem tal, as causas que o provocam são postas em ação desde um tempo mais ou menos longo. Não, são, pois espontâneos senão em aparência, pois não há um só que não esteja preparado desde muito tempo, e que não obedeça a uma lei constante.

        Cada corpo celeste, alem das leis simples que presidem à divisão dos dias e das noites, das estações, etc., sofrem revoluções que demandam milhares de séculos para a sua perfeita realização, mas que, como as revoluções mais breves, passam por todos os períodos, desde o nascimento até o apogeu do efeito, depois do que há um decréscimo até o último limite, para recomeçar em seguida a percorrer as mesmas fases.

         O homem não abarca senão as fases de duração relativamente curta, e cuja periodicidade pode constatar; mas há umas que compreendem longas gerações de seres e, mesmo, sucessões de raças, cujos efeitos, por conseguinte, tem para ele as aparências da novidade e da espontaneidade, ao passo que se o seu olhar pudesse abranger alguns milhares de séculos para trás, ele veria, entre esses mesmos efeitos e suas causas, uma correlação que nem sequer suspeita. Esses períodos, que confundem a imaginação dos humanos por sua relativa duração, não são, contudo, senão instantes na duração eterna.

        O Espírito de Galileu Galilei, no livro A Gênese de Allan Kardec, no capitulo VI, de seus estudos de uranografia, sobre o tempo, o espaço e a sucessão indefinida dos mundos, compreende-se que a vida de uma ou de várias gerações, em relação ao conjunto, é como uma gota d’água no oceano. Não vos admireis, pois, de não poder perceber a harmonia das leis gerais que regem o Universo; o que quer que façais, não podeis ver mais que um pequeno canto do quadro, razão por que tantas coisas vos parecem anomalias.

       Num mesmo sistema planetário, todos os corpos que dele dependem reagem uns sobre os outros; todas as influências físicas aí são solidárias, e não há um só dos efeitos, que designais sob o  nome de grandes perturbações, que não seja a consequência da componente das influencias de todo esse sistema. Júpiter tem suas revoluções periódicas, como todos os outros planetas, e essas revoluções não deixam de ter influência sobre as modificações das condições físicas terrestres; mas seria erro considerá-las como a causa única ou preponderante dessas modificações. Elas intervêm por uma parte, como as de todos os planetas só sistema, como os próprios movimentos terrestres intervêm para contribuir para modificar as condições dos mundos circunvizinhos. Vou mais longe: digo que os sistemas reagem uns sobre os outros, em razão da aproximação ou do afastamento que resulta de um movimento de translação através das miríades de sistemas que compõem nossa nebulosa. Vou mais longe ainda: digo que nossa nebulosa, que é como um arquipélago na imensidade, tendo também o seu movimento de translação através de miríades de nebulosas, sofre a influência daquelas de que se aproxima. Assim, as nebulosas reagem sobre as nebulosas, os sistemas reagem sobre os sistemas, como os planetas reagem sobre os planetas, como os elementos de cada planeta reagem uns sobre os outros, e assim gradualmente, até o átomo. Daí, em cada mundo, as revoluções locais ou gerias, que só parecem perturbações porque  a brevidade da vida não permite ver senão os seus efeitos parciais.

          A  matéria orgânica não poderia escapar a essas influências; as perturbações que ela sofre podem, então, alterar o estado físico dos seres vivos e determinar algumas dessas doenças que atacam de maneira geral as plantas, os animais e os homens. Como todos os flagelos, essas doenças são para a inteligência humana um estimulante que a impele, por necessidade, à procura dos meios de as combater, e à descoberta das leis da Natureza.

         Mas, por sua vez, a matéria orgânica reage sobre o espírito; este, por seu contato e sua ligação íntima com os elementos materiais, também sofre influências que modificam suas disposições, sem, contudo, lhe tirar o livre arbítrio, superexcitam ou retardam a sua atividade e, por isto mesmo, contribuem para o seu desenvolvimento. A efervescência, que por vezes manifesta em toda uma população, entre os homens de uma mesma raça, não é uma coisa fortuita, nem o resultado de um capricho; tem sua causa nas leis da Natureza. Essa efervescência, a princípio inconsciente, que não passa de um vago desejo, uma aspiração indefinida por algo de melhor, uma necessidade de mudança, traduz-se por uma agitação surda, depois por atos que levam às revoluções morais, as quais, crede-o bem, também tem sua periodicidade, como as revoluções físicas, porque tudo se encadeia. Se a visão espiritual não fosse circunscrita pelo véu material, veríeis essas correntes fluídicas que, semelhantes a milhares de fios condutores, ligam as coisas do mundo espiritual e do mundo material.
 
         Quando se vos diz que a humanidade chegou a um período de transformação, e que a Terra deve elevar-se na hierarquia dos mundos, não vejais nestas palavras nada de místico, mas, ao contrário, a realização de uma das grandes leis fatais do Universo, contra as quais se quebra toda a má vontade humana.

(...)

        Tomai exemplo nas leis naturais, pois elas são todas solidarias entre si; e é esta solidariedade de ações que produz a imponente harmonia de seus efeitos. Homens, sede solidários, e avançareis harmonicamente para o conhecimento da felicidade e da verdade.

Pelo Espírito F. Arago

Aglomerado das Plêiades

          Então, as coisas no âmbito moral não ocorre tão rápido, pois causa dor. E a explicação segue na Revista Espírita, Outubro de 1868:

         Sim, por certo a humanidade se transforma, como já se transformou em outras épocas, e cada transformação é marcada por uma crise que é, para o gênero humano, o que são as crises de crescimento para os indivíduos; crises muitas vezes penosas, dolorosas, que arrastam consigo as gerações e as instituições, mas sempre seguidas de uma fase de progresso material e moral.

         A humanidade terrena, chegada a um desses períodos de crescimento, está plenamente, desde cerca de um século, no trabalho de transformação. É por isto que ela se agita por todos os lados, presa de uma espécie de febre e como que movida por uma força invisível, até que retome o equilíbrio sobre novas bases. Quem a vir, então, a achará muito mudada em seus costumes, em seu caráter, em suas leis, em suas crenças, numa palavra, em todo o seu estamento social.

         Uma coisa que vos parecerá estranha, mas que não deixa de ser uma rigorosa verdade, é que o mundo dos espíritos, que vos rodeia, sofre o contragolpe de todas as comoções que agitam o mundo dos encarnado; digo mais: ele aí toma uma parte ativa. Isto nada tem de surpreendente para quem quer que saiba que os espíritos são unos com a humanidade; que dela saem e a ela devem voltar; é, pois, natural que se interessem pelos movimentos que se operam entre os homens. Ficai, pois, certos de que quando uma revolução social se realiza na Terra, ela agita igualmente o mundo invisível; todas as paixões boas e más aí são superexcitadas como entre vós; uma indizível efervescência reina entre os espíritos que ainda fazem parte do vosso mundo e que esperam o momento de nele entrar.

        A agitação dos encarnados e dos desencarnados se juntam, por vezes e mesmo na maioria das vezes, porque tudo sofre, na natureza, as perturbações dos elementos físicos; é então, por um tempo, uma verdadeira confusão geral, mas que passa como um furação, depois do que o céu se torna sereno, e a humanidade, reconstituída sobre novas bases, imbuídas de novas ideias, percorre uma nova etapa de progresso.

        É no período que se abre que se verá florescer o Espiritismo, e que dará os seus frutos. É, pois, para o futuro, mais que para o presente, que trabalhais; mas era necessário que esses trabalhos fossem elaborados previamente, porque preparam as vias da regeneração pela unificação e pela racionalidade das crenças. Ditosos os que os aproveitam desde hoje; será para eles tanto de ganho e de penas poupadas.



segunda-feira, 10 de setembro de 2018

ENTENDENDO A DATA LIMITE - 2019, SEGUNDO CHICO XAVIER

          A chamada Data Limite, que são as revelações de Chico Xavier em relação a 2019, tem chamado a atenção de muitas pessoas. Tudo se deu inicio com conversas
Geraldo Lemos Neto
em que Geraldo Lemos Neto teve com Chico Xavier na década de 80. Geraldo Lemos Neto é fundador da Casa de Chico Xavier, de Pedro Leopoldo – Minas Gerais; e da Vinha de Luz Editora, de Belo Horizonte – Minas Gerais. Em uma entrevista para o jornal Folha Espírita, ano XXXV, n° 439, edição de maio de 2011; Geraldo Lemos Neto, ou Geraldinho como também é conhecido, deu uma entrevista a este respeito a Marlene Nobre,  sob o título: Revelações apontam que o futuro da Terra está nas mãos do homem. Clique aqui para ler a matéria da Folha Espírita.


          No documentário Data Limite, Divaldo Franco, diz que: “Chico somente falaria o que está dentro dos planos Divinos, e pela sua longa experiência de uma mediunidade ímpar, ele só nos traria uma revelação que merecesse credibilidade, e que pudesse ser confirmada posteriori.”

         Segue abaixo as informações da revelação de Chico à Geraldo Lemos Neto, contida na matéria da Folha Espírita (Clicando aqui você ler a postagem da matéria da Folha Espírita):

Geraldo Lemos Neto e Chico Xavier

A REVELAÇÃO DE CHICO XAVIER A GERALDO LEMOS NETO

No livro de Emmanuel, A Caminho da Luz.  Nas páginas finais da narrativa no capítulo XXIV, cujo título é O Espiritismo e as Grandes Transições.  Nele, Emmanuel afirma que os espíritos abnegados e esclarecidos falavam de uma nova reunião da comunidade das potências angélicas do Sistema Solar, da qual é Jesus um dos membros divinos, e que a sociedade celeste  se reuniria pela terceira vez na atmosfera terrestre, desde que o Cristo recebeu a sagrada missão de redimir a nossa humanidade, para, enfim, decidir novamente sobre os destinos do nosso mundo.

Emmanuel escreveu isso no ano de 1938, e a terceira reunião ocorreu quando o homem finalmente ingressou na comunidade planetária, deixando o solo do mundo terrestre para pisar pela primeira vez o solo lunar. O homem, por seu próprio esforço, conquistou o direito e a possibilidade de viajar até a lua, fato que se materializou em 20 de julho de 1969. Naquela ocasião, o Governador Espiritual da Terra, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, ouvindo o apelo de outros seres angelicais de nosso Sistema Solar, convocaria uma reunião destinada a deliberar sobre o futuro de nosso planeta. Depois de muitos diálogos e debates entre eles foram dadas diversas sugestões e, ao final do celeste conclave, a bondade de Jesus decidiu conceder uma ultima chance à comunidade terráquea, uma ultima moratória para a atual civilização no planeta Terra. Todas as injunções cármicas previstas para acontecerem no final do século XX foram então suspensas, pela Misericórdia dos Céus, para que o nosso mundo tivesse uma última chance de progresso moral.

Jesus deliberou conceder uma moratória de 50 anos à sociedade terrena, a iniciar-se em 20 de julho de 1969, e, portanto, a findar-se em julho de 2019. Ordenou Jesus, então, que seus emissários celestes se empenhassem mais diretamente na manutenção da paz entre os povos e as nações terrestres, com a finalidade de colaborar para que nós ingressássemos mais rapidamente na comunidade planetária do Sistema Solar, como um mundo mais regenerado, ao final desse período. Algumas potencias angélicas de outros orbes de nosso Sistema Solar recearam a dilação do prazo extra, e foi então que Jesus, em sua sabedoria, resolveu estabelecer uma condição para os homens e as nações da vanguarda terrestre. Segundo a imposição do Cristo, as nações mais desenvolvidas e responsáveis da Terra deveriam aprender a se suportarem umas às outras, respeitando as diferenças entre si, abstendo-se de se lançarem a uma guerra de extermínio nuclear. A face da Terra deveria evitar a todo custo uma terceira guerra mundial. Segundo a deliberação do Cristo, se e somente se as nações terrenas, durante este período de 50 anos, aprendessem a arte do bom convívio e da fraternidade, evitando uma guerra de destruição nuclear, o mundo terrestre estaria enfim admitido na comunidade planetária do Sistema Solar como um mundo em regeneração. Os avanços que se darão a partir dessa data de julho de 2019 seria inimagináveis.

Caso a humanidade encarnada decida seguir o infeliz caminho da III guerra mundial, uma guerra nuclear de consequências imprevisíveis e desastrosas, aí então o próprio planeta Terra, sob os auspícios da Vida Maior, reagirá com violência imprevista pelos nossos homens de ciência. O homem começaria a III guerra, mas quem iria termina-la seria as forças telúricas da natureza, da própria Terra cansada dos desmandos humanos, e seriamos defrontados então com terremotos gigantescos; maremotos e onda – tsunamis; veríamos a explosão de vulcões há muito extintos; enfrentaríamos degelos arrasadores que avassalariam os polos do globo com trágicos resultados para as zonas costeiras, devido à elevação dos mares; e, neste caso, as cinzas vulcânicas associadas às irradiações nucleares nefastas acabariam por tornar totalmente inabitável todo o Hemisfério Norte de nosso globo terrestre. Assim, grandes fluxos migratórios se formariam então para o Hemisfério Sul.

A Nova Era da Terra, neste caso, demoraria mais tempos para chegar com todo seu esplendor de conquistas cientificas e morais, porque seria necessário mais um longo período de reconstrução de nossas nações e sociedades, forçadas a se reorganizarem em seus fundamentos mais básicos.

Outra decisão dos benfeitores espirituais da Vida Maior foi a que determinaram que, após o alvorecer do ano 2000 da Era Cristã, os espíritos empedernidos no mal e na ignorância não mais receberiam a permissão para reencarnar na face da Terra. Reencarnar aqui, a partir dessa data, equivaleria a um valioso premio justo, destinado apenas aos espíritos mais fortes e preparados, que souberam amealhar, no transcurso de múltiplas reencarnações, conquistas espirituais relevantes como a mansidão, a brandura, o amor à paz e à concórdia fraternal entre povos e nações. Todos os demais espíritos, recalcitrantes no mal, seriam então, a partir de 2000, encaminhados forçosamente à reencarnação em mundos mais atrasados, de expiações e de provas aspérrimas, ou mesmo em mundos primitivos, vivenciando ainda o estágio do homem das cavernas, para poderem purgar os seus desmandos e a sua insubmissão aos desígnios superiores. 

Chico Xavier falou, que alguns dos seres angélicos de outros orbes planetários não estariam dispostos a nos dar mais este prazo de 50 anos, temerosos talvez de nossas nefasta e perniciosas influências. Essa última hora bem que poderia ser para nós considerada como a última bênçãos misericordiosa de Jesus Cristo em nosso favor. 




ENTENDENDO A DATA LIMITE

          Segundo as informações de Chico Xavier passadas a Geraldo Lemos Neto, se a humanidade está aprendendo através das décadas a lição, não haverá guerra mundial, e nem ataques nucleares; continuaríamos com os conflitos localizados pela Terra, mas sem o envolvimento mundial entre nações e sem bombas nucleares.  Pois, uma guerra nas atuais circunstâncias, teria resultados calamitosos. E totalmente destruidores, sem permitir que houvesse um vencedor. Assim, se a humanidade conseguir vencer esse prazo dos 50 anos, sem guerras de grandes proporções e destruições, segundo as informações, nenhum de nós poderia prever os avanços que se daria a partir de julho de 2019. Avanço no campo da ciência, da medicina, do bem estar publico e social, inclusive com a possibilidade de contato com outras humanidades, residentes em outro planeta, que trariam recursos e conhecimentos muito além dos que hoje conhecemos, então a Terra entraria em um hall de progresso inimaginável.

        Devemos entender, que tais mudanças não irão acontecer rapidamente, de forma abrupta, da noite para o dia. A humanidade ainda não estaria preparada para uma mudança tão grande de forma repentina. Sabemos que essa transição planetária, de mundos de provas e expiações, para mundo de regeneração, vem sendo operado a décadas, em que a humanidade vem sedo preparada por diversos meios para se estruturar para um ritmo mais avançado em todos os ângulos que regem a vida. 

       Sabemos que, há espíritos que dirigem, governam, administram planetas; no planeta Terra Jesus é o governador. Como também tem outros espíritos que governam sistema solar inteiro; e tem todo conhecimento das leis naturais que envolvem o sistema solar que governam. E também há espíritos que administram, governam galáxias, estes espíritos que conseguem administrar galáxias compreendem tudo o que está inserido em termo de leis, fenômenos naturais envolvidos dentro da galáxia; e sabe da influência dos fenômenos materiais que uma galáxia causa a outra.  Assim, compreendemos que aquele que dirige um sistema solar sabe da influência natural entre os sistemas, assim como há também, os governadores de planetas que conseguem entender plenamente as influencias que há entre os orbes. A partir desse conhecimento eles podem planejar e prever fatos que vão ocorrer, são conhecimentos adquiridos através de bilhões e bilhões de existências conforme a hierarquia que esses espíritos estejam a governar.  



BOMBAS ATÔMICAS E OUTRAS CIVILIZAÇÕES DO UNIVERSO

          Na visão de Chico Xavier, a humanidade estaria finalmente pronta para integrar a comunidade planetária e entrar em contato com outras civilizações do Universo, apenas se os países conseguirem evitar uma guerra nuclear, ou de grandes proporções entre as nações até a data limite e alcançar a paz nas relações internacionais.  Assim, a questão de avanço para o planeta Terra e para a humanidade é sempre esta:  de não haver uma guerra nuclear, ou uma III guerra mundial, e alcançarmos a paz entre as nações, entre os povos, nas relações internacionais.

         Paul Hellyer, ex-ministro de defesa do Canadá, a realidade destas
Paul Hellyer
civilizações e o seu contato com a humanidade terrena estão intimamente ligados a preocupações com a questão nuclear do Planeta Terra. Hellyer, afirma no documentário Data Limite, que: “A questão das armas nucleares é a principal preocupação dos nossos visitantes. A frequência das visitas aumentou muito logo depois que nós explodimos a primeira bomba atômica.”

         Foi muito grande a preocupação das civilizações de outros planetas,  devido a explosão da primeira bomba atômica.  Isto porque, o ser humano conseguiu desenvolver a energia que move o Universo, que é a energia nuclear. A energia liberada em uma explosão atômica, que hoje é de fusão nuclear, e não mais de Fissão nuclear, é a mesma energia que faz com que o sol ou qualquer outra estrela funcione. Então, essa capacidade de desenvolvimento de energia atômica causou grande preocupação a estes irmãos maiores em evolução que residem em outros orbes. Pois, dizem estes seres de forças galácticas que vem até aqui, que um cataclismo nuclear no planeta Terra, não afeta só o planeta Terra, afeta todo o sistema solar e uma boa parte desta área do Universo. Assim, estamos mexendo com algo perigoso não só para nós terráqueos, que gera desequilíbrio, que tem um efeito muito maior do apenas na Terra, é incomodar a vizinhança galáctica, gerando prejuízos não só a nós humanos e ao planeta Terra, mas aos outros planetas, estrelas, civilizações... Que compõem a nossa galáxias.

Ademar Gevaerd
          Segundo Ademar José Gevaerd, editor da revista UFO, no documentário Data Limite:  “Então, nós estamos mexendo com algo que está presente no Universo. Quando tivemos acesso a isso e ao grau de devastação que isto é capaz de proporcionar, as civilizações que já haviam nos observando a muito tempo vieram com muito mais intensidade e não raramente ao longo da história, sempre que houve um experimento atômico, um desenvolvimento de uma arma, a explosão de um teste, ou a construção de uma usina nuclear, ou aonde são guardados os mísseis nuclear, os discos voadores estão ali presentes, inquestionavelmente, invariavelmente, e recorrentemente. Onde há alguma coisa que se refira a energia nuclear eles estão presentes, e nos contatos que eles fazem conosco eles falam isso: ‘vocês não sabem com o que vocês estão lhe dando, isso é seriíssimo’. Nos previne, paralisam os mísseis, deteriorizam as cabeças das ogivas nuclear, deteriorizam os códigos de lançamento, em uma prova de poder e ao mesmo tempo de demonstração de uma mensagem, de que nós não devemos está fazendo aquilo. Nosso poder de destruição da Terra hoje é de 80 vezes a capacidade de ser destruída da Terra, ou seja, nós poderíamos nos destruir 80 vezes consecutivas com arsenal assumido, admitido pelas potencias, sem contar aquele arsenal que não é admitido.”

          Para Paul Hellyer, ex-ministro de defesa do Canadá, outras civilizações possuem um inventário da localização das armas nucleares na Terra. Hellyer, fala que: “E eles começaram a vir e até onde eu sei, eles fizeram um inventário de cada base militar no mundo que abriga uma arma nuclear. Todas as instalações! Porque a preocupação deles é de que não sejamos maduros o suficiente  para garantir que não usaremos essas armas novamente. Essa é a razão pela qual queremos que desistamos dela. Cada uma das explosões nucleares que detonamos afeta o cosmo, porque todos nós estamos unidos, estamos todos interligados, somo todos um! Atrapalhando o equilíbrio do sistema solar. Afetando outras formas de vida. E assim, cada vez que detonamos uma bomba, ela tem um efeito cascata que se reflete no cosmo, e eles não gostam disso, e eles não querem que isso aconteça, e essa é a razão pela qual eles estão nos vigiando de perto.”

          Essas civilizações de outros orbes mais avançadas do que a raça humana , acompanham a evolução da Terra, mas sempre discretamente, sem interferir diretamente, mas que eles carregam a preocupação com o arsenal nuclear de destruição em massa que nós carregamos, e que se esse seres chamados a responsabilidade eles interveriam sim, no caso de uma guerra nuclear, para não deixar que o homem não acabasse com o planeta, e não causasse desequilíbrio na galáxia e nesta parte do cosmo.




CONTATOS COM OUTRAS CIVILIZAÇÕES E AVANÇOS INIMAGINAVEIS

Chico Xavier no programa Pinga Fogo
          No programa pinga fogo, Chico Xavier, afirmou que: “Nós nos encontramos no limiar de uma era extraordinária. Se os países mais cultos do globo puderem suportar a pressão dos seus próprios problemas, então veremos uma Era extraordinariamente maravilhosa.”

          Chico foi a primeira personalidade ligada a um pensamento religioso no mudo que se “atreveu” em uma rede de televisão ao vivo em afirmar a existência desses seres, a existência de outros mundos habitados. Chico falou no programa Pinga Fogo, que: “Portanto nós  precisamos prestigiar a paz dos povos, a tranquilidade de todos, com respeito de todos, com veneração máxima pela ciência, para que nós possamos auferir esses benefícios no futuro talvez mais próximo que remoto, se nós fizermos por merecer. Então, teremos quem sabe a possibilidade de entrar em contato com outras comunidades da nossa galáxia.”


Saulo Gomes
        Para Saulo Gomes, no documentário Data Limite: “Chico tinha certeza da existência desses seres de outros planetas, com eles mantinham absoluta convivência, de respeito, de autoridade, porque acima de tudo Chico se preocupava com o que ele representava para nós na Terra, e dividir trabalho com esses seres.”

          Na visão de Chico Xavier, os avanços tecnológicos em tal encontro traria para a humanidade revolucionariam de uma vez por todas o modo de vida na Terra.

         Assim, segundo Chico, se a humanidade conseguir conviver em paz até a data limite estará finalmente pronta para integrar a comunidade planetária. Outras civilizações mais avançadas estarão autorizadas a se apresentarem formalmente iniciando uma nova Era para os habitantes do planeta Terra. Uma preparação que leve a um contato formalizado com essas outras formas de vida, que estão vindo aqui e que vão mudar por completo essa forma que entendemos a nossa própria existência. Esse contato só  depende da evolução e da conduta ético moral da humanidade.

          Entrar em uma Era de profundas transformações , essas transformações trariam conhecimentos, trariam vantagens inimagináveis a própria organização social humana, e dentre essas vantagens viria o contato com civilizações mais avançadas do que a Terra, residentes em outros orbes. Mas, a mudança que tanto sonhamos, e novos avanços científicos e em tecnologias inimagináveis tem um inicio, e esse inicio começa em cada um de nós pela busca do nosso melhoramento, para que nosso espírito cada vez mais galgue voos altos. A transição planetária já vem sendo operada à décadas, sem que a humanidade sinta, isto porque, toda mudança tem que vim aos poucos para que não cause caos, nem transtorno, e assim,  não haver colapso no entendimento do que está ocorrendo, tudo é muito bem elaborado e esquematizado pelas Forças Divinas, porque ninguém estaria apto a uma mudança repentina. Por isso, que não esperemos que depois que a Data Limite for atingida, em julho de 2019 tudo aconteça de forma repentina com avanços e alienígenas se comunicando oficialmente, não, pois a humanidade ainda não está preparada para tais avanços, deter conhecimento  é poder, e com o poder vem grandes responsabilidades. As mudanças irão vim, mais aos poucos a medida que a humanidade estiver apta para as transformações, assim como sempre foi no decorrer da história humana.

Divaldo Franco
          No documentário Data Limite, Divaldo Franco, diz que: “Já estamos vivendo este período de transição, segundo os benfeitores espirituais, a Terra está evoluindo, porque também evoluem os planetas, na visão espírita, a Terra um planeta Inferior, porque todos aqueles que habitam ainda somos espíritos inferiores, na medida em que desenvolvemos o nosso Cristo interno, os valores intelecto morais , a personalidade e a individualidade, vamos mudando de padrão vibratório e o planeta também.”

          Assim, com a transformação do ser humano a partir de novas gerações preparadas para mudar esse mundo, uma melhoria da raça humana, a partir da delineação de um projeto reencarnatório dirigido, para que a humanidade avance e esteja preparada para novas descobertas e contatos com outras civilizações do cosmo.  É a sucessão de geração em que prepara a humanidade para as transformações e para deter novos conhecimentos.  Quem tiver mais preparado para isso vai sentir menos o impacto da mudança. E este preparo está sendo feito desde de muito tempo e de forma sutil, para não haver abalos a mente humana.  Para Divaldo Franco: “Geneticamente somos seres paranormais, e nesse processo de evolução conseguiremos desenvolver a nossa paranormalidade, não apenas para sintonizar psiquicamente com seres de outra dimensão além da Terra como também em um mundo melhor em que as possibilidades de comunicação seja mais factíveis mantermos até mesmo encontro.”

          O ser humano vai se descobrir parte de algo muito maior, que transcende imensamente a Terra, que envolve inúmeros planetas, inúmeras civilizações mais avançadas, isso vai mudar os nossos conceitos em absolutamente tudo, nós vamos passar a ter uma vida cósmica, isso é inevitável.

          Para Divaldo franco: “Vai chegar um momento em que nós manteremos o intercambio lúcido com os seres de outra dimensão. Que também poderão vir aqueles que não tem uma formação espiritual elevada. Porque, estamos no Universo que ainda se está expandindo na direção do Infinito, mas, certamente, como é o mundo de regeneração e de bênçãos o mau em desaparecendo da Terra, nos proporcionará comunhão com seres muito elevados para alcançarmos a vitória do bem.”
“ O que nós vamos compreender é que fazemos parte de uma família universal, que não somos o único mundo criado por Deus. O próprio Jesus a quem nos reverenciamos como nosso Senhor e Mestre, disse ‘Há muitas moradas na casa do meu Pai!’”.  - Chico Xavier

          Uma família cósmica, que nós estamos dando os nossos primeiros passos no sentido de entender isso.  Na certeza que na casa do Pai há muitas moradas, vamos preparar e ampliar nossa consciência para esse momento Auro, de mãos dadas com nossos irmãos, irmãos deste Universo, e de outros Universos, irmãos destas dimensões e de outras dimensões que possamos partir para a grandeza da nossa razão de ser.
    
      “Há sinais de esperança... Em um mundo de loucuras... Há sinais de esperança! Há um espírito de cooperação se desenvolvendo em pequena escala em milhares de lugares e isso deve ser como sementes, que precisam ser regadas, multiplicadas e espalhadas. E com este espírito de cooperação, desistindo do ego em favor de querer servir a humanidade, fazer a diferença, e ajudar a construir um planeta melhor. Continuamente, há esperança! Esta é realmente a razão pela qual eu acredito em milagres e acho que isso vai acontecer!” - Paul Hellyer, ex-ministro de defesa do Canadá.

         “Vale a pena amar, quando amamos alcançamos a maturidade psicológica, a criatura humana tem sido educada para encontrar a felicidade. Se nós procurarmos ser melhores, mais pacíficos, mais afáveis, então o mundo será realmente muito melhor a partira da nossa transformação para a transformação da humanidade. Por isso, que o importante é amar. Então, amar é a grande ceia, é a resposta para uma vida feliz.” -  Divaldo Franco.

          Absolutamente tudo começa em cada um de nós, em nossas mudanças, paulatinamente, mas que se passarmos a nos avaliar veremos a mudança significativa que está ocorrendo em nosso ser imortal, pois, nos arrastamos por Eras carregando falhas e erros, e este é o momento de nossa renovação, em que tudo conspira e nos convida para esse trabalho incessante de renovação, transformação. Pois, para podermos alcançarmos e recebermos avanços inimagináveis em todos os setores da estrutura da vida na Terra, temos que desenvolvermos o amor, para tudo fluir em equilíbrio e em harmonia em novas conquistas, em avanços científicos, em conquistas sociais, em contatos com civilizações avançadas... Mas fiquemos cientes que todos esses avanços e contatos não se darão da noite para o dia, depois de julho de 2019, nada irá mudar significativamente a nossos olhos, não iremos receber civilizações de outros orbes oficialmente, pois ainda a humanidade não está preparada para isto. Mas que as primeiras transformações comecem em nós, a partir de agora, e começarmos a termos consciência de que não estamos sozinhos no Universo, que há outras irmão e vários e vários tipos de vidas e de mundos pelo cosmo e que fazemos parte de algo muito maior. Que a nossa transformação seja o nascer de uma Nova Era, para nosso planeta galgar novos avanços, novas conquistas, e sermos preparados para contatos oficiais com outras civilizações, como irmãos que somos todos nós, para que possamos aprender com estes irmão maiores. E que tenhamos consciência do cosmo, que a vida pulsa em todas as partes dos Universos, não existindo o vácuo, pois tudo está preenchido pela vida... Para finalmente termos a consciência que fazemos parte da família Universal! 


Assista abaixo o documentário Data Limite - Segundo Chico Xavier:





Fonte: Jornal Folha Espírita, ano XXXV, n° 439, edição de maio de 2011. 
           Documentário Data Limite - Segundo Chico Xavier.