Translate

sexta-feira, 15 de junho de 2018

ORIGEM E NATUREZA DOS ESPÍRITOS


Questões de O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec. Capítulo 1, perguntas e respostas das questões  76 à 83 aos Espíritos Superiores.

 


76 – Que definição se pode dar dos Espíritos?
“Pode-se dizer que os Espírtios são os seres inteligentes da Criação. Povoam o Universo fora do mundo material.”
Nota: O vocábulo Espírito é empregado aqui para designar as individualidades dos seres extra-corpóreos, e não mais o elemento inteligente universal.

77 – Os Espíritos são seres distintos da Divindade ou seriam apenas emanações ou porções da Divindade e Chamados, por essa razão, filhos de Deus?
“Meu Deus! São sua obra absolutamente como um homem que faz uma máquina; essa máquina é obra do homem e não ele mesmo. Sabes que quando o homem faz uma coisa bela, útil, ele a chama sua filha, sua criação. Pois bem, o mesmo se dá com relação a Deus: somos seus filhos, uma vez que somos sua obra.” 

78 – Os Espíritos tiveram princípio, ou existem como Deus, de toda a eternidade?
“Se os Espíritos não tivessem tido princípio, seria iguais a Deus, ao passo que eles são sua criação e submetidos à sua vontade. Deus existe de toda eternidade e isto é incontestável; mas saber quando e como nos criou, não o sabemos. Podes dizer que não tivemos princípio, se entenderes com isso que sendo Deus eterno, tem criado sem descanso; mas quando e como ele criou cada um de nós, digo-te, ainda, ninguém o sabe; aí é que está o mistério.”

79 – Visto que existem dois elementos gerais no Universo – o elemento inteligente, e o elemento material – pode-se-á dizer que os Espíritos são formados do elemento inteligente como os corpos inertes são formados do elemento material?
“Evidentemente; os Espíritos são individualizações do princípio inteligente como os corpos são individualizações do princípio material. A época e o modo dessa formação é que são desconhecidos.”

80 – A criação dos Espíritos é permanente, ou só ocorreu na origem dos tempos?
“É permanente; quer dizer, Deus não cessou jamais de criar.”

81 – Os Espíritos se formam espontaneamente ou procedem uns dos outros?
“Deus os criou, como a todas as outras criaturas, pela sua vontade; mas, ainda uma vez a origem deles é mistério.”

82 – É exato dizer-se que os Espíritos são imateriais?
“Como se pode definir uma coisa, quando faltam termos de comparação e com uma linguagem insuficiente? Pode um cego de nascimento definir a luz? Imaterial não é o termo; incorpóreo seria mais exato, pois deves compreender que sendo o Espírito uma criação, deve ser alguma coisa. É a matéria quintessenciada, mas sem analogia para vós outros, e tão etérea que não pode ser percebida pelos vossos sentidos.”

Dizemos que os espíritos são imateriais, porque sua essência difere de tudo o que conhecemos sob o nome de matéria. Uma comunidade de cegos não teria termos para definir a luz e seus efeitos. Um cego de nascença crê possuir todas as percepções pelo ouvido, o odor, o gosto e o tato; ele não compreende as ideias que lhe dariam o sentido que lhe falta. Da mesma forma, com relação à essência dos seres sobre-humanos somos verdadeiros cegos. Não os podemos definir senão por comparações sempre imperfeitas, ou por um esforço da nossa imaginação.

83 – Os Espíritos tem fim? Compreende-se que o princípio de onde eles emanam seja eterno, mas o que perguntamos é se sua individualidade tem um termo e se, num tempo dado, mais ou menos longo, o elemento de que são formados não se dissemina e não retorna à massa donde saiu, como ocorre com os corpos materiais. É difícil de conceber-se que uma coisa que teve começo, possa não ter fim.
“Existem coisas que não compreendeis porque a vossa inteligência é limitada e isso não é razão para que as rejeiteis. A criança não compreende tudo o que seu pai compreende, nem o ignorante tudo o que o sábio compreende.
Dissemos que a existência do espírito não tem fim; é tudo o que podemos dizer, por enquanto.”



Fonte: O Livros dos Espíritos. Allan Kardec. Cap. 1 - perguntas e respostas das questões  76 à 83 aos Espíritos Superiores.



segunda-feira, 11 de junho de 2018

MÚSICA ESPÍRITA: MOSTRA-ME A LUZ

Música: Mostra-me a Luz 
CD: Luz de Chrystal 
Cantora: Chrystal (Helena Cristina)



LETRA DA MÚSICA: MOSTRA-ME A LUZ



Ó! Meu Senhor, 
Mostra-me a luz!... (bis)
(Tira de mim o véu que me impede de ver
Que tua misericórdia é para todos) (bis)

São tantas coisas
Que eu preciso saber
São tantas coisas que preciso aprender
(Primeiro tenho que me conhecer) (bis)
Dá-me forças, ó meu senhor!
Para que eu comece minha transformação
(Amplia os meus sentidos desturva minha visão) (bis)

(Traz-me sempre na lembrança
Que teu perdão a todos nos alcança) (bis)



Introdução


Dá-me forças, ó meu Senhor!
Para que eu comece
Minha transformação
Amplia os meus sentidos desturva minha visão

(Traz-me sempre na lembrança que teu perdão a todos nos alcança) (bis)

Ó! Meu Senhor,
Mostra-me a luz!... (bis)
(Tira de mim o véu 
Que me impede de ver
Que tua misericórdia é para todos) (bis) 
la ,la ,la.....

segunda-feira, 4 de junho de 2018

A PERCEPÇÃO HUMANA E A GRANDEZA DO UNIVERSO

O texto a seguir está contido no livro Livro Os Mensageiros. Pelo Espírito André Luiz. Psicografia de Chico Xavier. Ano do livro 1944. Capitulo 15. 


A nebulosa de Órion é uma nebulosa difusa que
se encontra entre 1500 e 1800 anos-luz do Sistema Solar,
e situada a sul do Cinto de Órion.


             A percepção humana não consegue apreender senão determinado número de vibrações. Comparando as restritas possibilidades humanas com as grandezas do Universo infinito, os sentidos físicos são muitíssimos limitados. O homem recebe reduzido noticiário do mundo que lhe é moradia. É verdade que tem devassado com a sua ciência problemas profundos. A astronomia terrena conhece que o Sol, por medidas aproximadas, é 1.300.000 vezes maior que a Terra e que a estrela Capela é 5.800 vezes maior que o nosso Sol; sabe que Arcturo equivale a milhares de sóis, iguais ao que nos ilumina; está informada de que Canópus corresponde a 8.760 sóis idênticos ao nosso, reunidos; mediu as distancias entre o nosso planeta e a Lua; acompanhou certos fenômenos em Marte, Saturno, Vênus e Júpiter; sonda os milhões de sóis aglomerados na Via Láctea; conhece as estrelas variáveis, as nebulosas espirais e difusas. E não param as observações humanas na grandeza ilimitada do macrocosmo. A Ciência vai, igualmente, aos círculos atômicos; analisa a materialização da energia, o movimento dos elétrons, estuda o bombardeio de átomos e esquadrinha corpúsculos diversos. Mas todo esse trabalho, com a colaboração das lunetas de alta potencia e dos geradores de milhões de volts, ainda é serviço que apenas identifica os aspectos exteriores da vida. Há, porém, outros mundos sutis, dentro dos mundos grosseiros, maravilhosas esferas que se interpenetram. O olho humano sofre variadas limitações e todas as lentes físicas reunidas não conseguiriam surpreender o campo da alma, que exige o desenvolvimento das faculdades espirituais para torna-se perceptível. A eletricidade e o magnetismo são duas correntes poderosas que começam a descortinar aos encarnados alguma coisa dos infinitos potenciais do invisível, mas ainda é cedo para cogitarmos de êxito completo. Somente ao homem de sentidos espirituais desenvolvidos é possível revelar alguns pormenores das paisagens sob nossos olhos. A maioria das criaturas ligadas à crosta não entende estas verdades senão após perderem os laços físicos mais grosseiros. É da lei que não devemos ver senão o que possamos observar com proveito.


               Assista abaixo o vídeo da Comparação do Tamanho dos Corpos Celestes, e uma Viagem em Anos Luz  que nos permite refletir sobre a Grandeza das Criações Dividas pelo Universo: 



                           

Em um único segundo, a luz viaja
aproximadamente 300 mil quilômetros no vácuo. 




Fonte do texto: Livro Os Mensageiros. Pelo Espírito André Luiz. Psicografia de Chico Xavier.
As imagens e o vídeo desta postagem não estão no livro citado. 


segunda-feira, 28 de maio de 2018

BEM E MAL SOFRER



          Quando o Cristo disse: “Bem aventurados os aflitos, que deles é o reino dos céus”, não se referia aqueles que sofrem em geral, porque todos aqueles que estão neste mundo sofrem, estejam sobre o trono ou sobre a palha; mas, ah! Poucos sofrem bem; poucos compreendem que somente as provas bem suportadas podem condu-los ao reino de Deus. O desencorajamento é uma falta; Deus vos recusa consolações porque vos falta coragem. A prece é um sustentáculo para a alma, porém, ela não basta: é preciso que esteja apoiada sobre uma fé viva na bondade de Deus. Frequentemente, ele vos disse que não colocava fardos pesados em ombros fracos; o fardo é proporcional às forças, como a recompensa será proporcional à resignação e à coragem; maior será a recompensa quanto a aflição não seja penosa; mas essa recompensa é preciso merecê-la, e é por isso que a vida está cheia de tribulações.

        O militar que não é enviado ao campo de batalha não fica contente, porque o repouso da retaguarda no acampamento não lhe proporciona promoção; sede, pois, como o militar e não desejeis um repouso em que o vosso corpo se enfraqueceria e a vossa alma se entorpeceria. Ficai satisfeitos quando Deus vos envia à luta. Essa luta não é o fogo da batalha, mas as amarguras da vida, onde é preciso, algumas vezes, mais coragem do que num combate sangrento, porque aquele que ficaria firme diante do inimigo, se dobrará sob o constrangimento de uma pena moral. O homem não é recompensado por essa espécie de coragem, mas Deus lhe reserva louros e um lugar glorioso. Quando vos atinge um motivo de inquietação ou de contrariedade, esforçai-vos por superá-lo, e quando chegardes a dominar os ímpetos da impaciência, da cólera ou do desespero, dizei-vos co justa satisfação: “Eu fui o mais forte.”

       Bem-aventurados os Aflitos por, pois, ser traduzidos assim: bem-aventurados aqueles que tem oportunidades de provarem sua fé, sua firmeza, sua perseverança e sua submissão à vontade de Deus, porque terão em cêntuplo a alegria que lhes falta na Terra, e depois do trabalho virá o repouso. (LACORDAIRE, Havre, 1863)


Fonte: O Evangelho Segundo o Espiritismo. Allan Kardec. Capítulo V, item 18.  Instruções dos Espíritos.


quinta-feira, 24 de maio de 2018

SERMOS AGRADECIDOS


            


            Quanto reclamamos da vida abençoada que temos, que apesar das dificuldades sempre temos o necessário para nosso sustento material.

           Temos que agradecer mais ao Criador pelo dia que se inicia e a noite que se encerra, algumas vezes com suas dificuldades e conquistas;
            Agradecer pela nossa saúde, e quando a saúde nos falta agradecer pela oportunidade de aprender a sofrer com resignação;
           Agradecer pelo sopro da vida física;
           Agradecer, pela nossa capacidade física de interagir na matéria sem ter deficiência, e se alguma deficiência física tiver ou aparecer agradecer pela oportunidade de estarmos expurgando as nossas falhas espirituais que foram adquiridas pelos caminhos da vida;
          Agradecer pelo alimento abençoado que fortalece nosso corpo físico, as vezes sem fatura, mas que tantos outros não tem nada para ingerir;
         Agradecer pelo nosso trabalho que traz o sustento material, que as vezes pode não ser tão bom e gratificante realizar, mas que tantos outros irmãos gostariam de estar exercendo algum compromisso profissional e não estão, seja por falta de emprego ou por falta de saúde;
         Agradecer pelas pessoas do nosso convívio, pois são elas que nos fazem aprender e são a elas que ensinamos, que apesar de existir alguma dificuldade de convívio esta é a oportunidade de reparação ou de superação de si mesmo;
        Agradecer pela água fonte de vida e preciosa, que faz florescer a vida e nossa esperança;
       Agradecer pelo perdão;
       Agradecer pelos livramentos das causas inferiores físicas e espirituais que muitas vezes nem nos damos conta da proteção que recebemos;
        Agradecer pela nossa casa que nos abriga e nos protege;
        Agradecer pelas oportunidades que aparecem...

        Ah, como há tantas coisas para agradecer ao nosso Criador. Passaríamos horas em agradecimento. Quando agradecemos nossa vida ilumina-se. 

        Que possamos refletir mais sobre as circunstâncias da vida. E parar de reclamar de coisas pequenas, enquanto que coisas realmente grandes e serias estão acontecendo. É começar a exercer diariamente a eliminação das nossas mesquinharias, fazemos questão por tudo. Sem paciência para nada, nem para agradecer a vida que temos, seja ela boa ou ruim.

        Lembremos é aqui que devemos estar e devemos ser muito agradecidos por isto. Pois, Deus nos coloca sempre no melhor lugar para o nosso adiantamento. Já vivemos muitas vidas por diversas raças e países que a Terra possui. Mas, o nosso grande momento e o nosso palco é este que estamos vivendo agora. Que não deixemos de amar a Terra em que nos acolhe com tanto amor, pois é ela que proporciona o ensino necessário que temos que aprender, é por este fato que estamos aqui. A vida nunca erra, nós é que erramos, mas que temos a capacidade de refazer e acertar. 

       Será que somos realmente agradecidos?
       Que sejamos antenas para o amor e para o bem. Não esqueçamos de ser gratos e de amar.


Escrito pelo Jardim Espírita



segunda-feira, 21 de maio de 2018

OS CINCO SEGREDOS DA FELICIDADE DO HOMEM MAIS FELIZ DO MUNDO


          O monge Matthieu Ricard é a pessoa mais feliz do mundo. É o que afirmam os cientistas após estudarem seu cérebro.

         Ricard fala que: “Felicidade não é a busca infinita por uma série de experiências prazerosas.

         Aos 70 anos, Ricard dá cinco dicas para alcançar a felicidade:

1 -  Defina o que é felicidade.
Felicidade é um jeito de ser. É um estado mental ótimo, excepcionalmente saudável que dá a você os recursos para lidar com os altos e baixos da vida.

2 - Seja paciente.
Não seja como uma criança que faz pirraça... “Eu quero ser feliz agora”. Isso não funciona. A fruta amadurece com paciência e vira uma fruta e uma geleia deliciosas. Você não pode fazer isso com uma fruta verde. Leva tempo cultivar todas aquelas qualidades humanas fundamentais que criam bem-estar.

3 - Saiba que pode treinar a mente.
O que você fizer vai mudar seu cérebro. Se você aprender malabarismo, a mergulhar ou a esquiar, seu cérebro vai mudar. Da mesma forma, se você treinar sua concentração, se você treinar para ter mais compaixão, se você treinar para ser mais altruísta seu cérebro vai mudar, você será uma pessoa diferente. Todas essas habilidades podem ser aprendidas, assim como tocar piano ou jogar xadrez.

4 - Pratique pouco e sempre.
É como quando você rega as plantas no seu apartamento. Você precisa regar um pouco todos os dias. Se você derramar um balde uma vez por mês a planta vai morrer. É melhor fazer sessões curtas de meditação com frequência, do que uma muito longa de tempos em tempos, porque o processo de neuroplasticidade não será ativado ou mantido.

5 - Não deixe o tédio desencorajá-lo.
Devemos perseverar, porque, às vezes, quando está chato é que uma mudança de verdade ocorre. A regularidade é uma das grandes dicas de meditação e treinamento mental, para se tornar uma pessoa melhor, mais feliz e mais altruísta.


Assista abaixo o vídeo da BBC do monge Matthieu Ricard.



segunda-feira, 14 de maio de 2018

MÚSICA ESPÍRITA: POEMA DA VIDA

Música: Poema da Vida 
CD: Luz de Chrystal 
Cantora: Chrystal (Helena Cristina)





LETRA DA MÚSICA: POEMA DA VIDA

Somos, como as águas,
uns são rios, outros riachos,
Mas todos com um destino certo...
Uns secam antes de concluírem o percurso,
Outros... desembocam vencedores
nos braços do grande mar...

Descansam... por um certo tempo,
retornam ao azul do céu

Preparam-se
Para a gloriosa volta
Como gotículas de chuva
das mãos do Criador.


Somos, como as águas,
uns são rios, outros riachos,
Mas todos com um destino certo...
Uns secam antes de concluírem o percurso,
Outros... desembocam vencedores
nos braços do grande mar...

Descansam... por um certo tempo,
retornam ao azul do céu

Preparam-se
Para a gloriosa volta
Como gotículas de chuva
das mãos do Criador.

das mãos do Criador. 
das mãos do Criador. 
das mãos do Criador. 



CLIQUE AQUI para conhecer mais sobre a história do CD Luz de Chrystal e das Músicas Espírita da cantora Helena Cristina.


terça-feira, 8 de maio de 2018

MÃE, PONTE PARA AS EXPERIÊNCIAS

           A principal finalidade de o espírito nascer criança outra vez é a de ser educado novamente. E é a mãe que carrega o principal encargo nesta tarefa redentora. Quando chegamos esquecidos de quem somos, esquecidos do nosso passado, é ela que nos orienta e nos passa as primeiras impressões de como funciona o tempo da sociedade que renascemos, e nos educa novamente. Incentivando-nos a despertar os valores que estão adormecidos dentro de nós, e corrigir os desvios de caráter de que ainda somos portadores que acumulamos no decorrer de nossas existências passadas.

          Assumir o compromisso de gerar e educar filho, é compromisso perante as Leis Divina, é oferecer a oportunidade para que um espírito volte ao plano físico por meio da reencarnação, para adquirir novos conhecimentos, cabendo aos pais o amparo necessário para o filho galgar novos aprendizados na caminhada evolutiva.

         O amor de mãe, que doa o melhor de si para a evolução de um espírito que renasce, acolhendo-o, é também um reencontro com aqueles que na maioria das vezes foi uma alma amiga do passado ou alguém que traz a necessidade de reconciliação,  como oportunidade de reconstruírem uma nova história, e o ventre materno se torna uma monte de conexão entre o plano astral e o plano físico para tais reencontros e novas experiências.


          Em mundos mais evoluídos não existe a reprodução como a conhecemos, para eles pode parecer muito estranho mudarmos de plano astral para o plano físico por meio de um ser que já esteja no plano físico. De sermos plantados dentro deste ser e desenvolver no seu ventre a nossa forma física, utilizando os recursos materiais que chegam até nós pela mãe, que nos abriga, alimenta, sustenta e protege dentro do seu ventre, enfrentando todos os tormentos que uma gravidez e um parto traz, mas que seu amor preenche e supera todos estes tormento.   

          Aqui na Terra já sabemos que no futuro haverá o útero artificial para gerar as formas físicas no lugar da mãe. Chico Xavier previu tal acontecimento e informou que tal avanço cientifico irá acontecer no futuro. E atualmente a ciência já estuda tal diretriz de útero artificial, claro que o estudo ainda está em seus expoentes iniciais, em que os cientistas usam fetos de cordeiros prematuros para sobreviverem por 4 semanas fora do útero de suas mães. A ideia é que a pesquisa revolucione o tratamento de bebês prematuros, aumentando suas chances de vida. Os pesquisadores já deixaram claro que seria impossível tirar a mãe do processo, a intenção do estudo é simplesmente melhorar as chances de sobrevivência de fetos em urgência médica.  Para ler a postagem sobre útero artificial e a previsão de Chico Xavier clique aqui.

         Mas, compreendemos por meio da previsão que Chico Xavier informou no programa Pinga Fogo que participou, em 1971, pela Rede Tupi. Que quando a humanidade estiver pronta haverá o útero artificial para desenvolver as formas físicas dos bebês. Pois, sabemos que a ciência só faz evoluir, chegando em um certo nível sabe que há outros níveis e outras possibilidades a serem exploradas.  Já no livro intitulado “Chico Xavier, o Santo de Nossos Dias” de R. A. Ranieri, encontramos a seguinte informação que Chico informou em um certo dialogo:  “Olha gente, a ciência vai desenvolver o ser humano no laboratório. Eles (os cientistas) vão fabricar um enorme útero no laboratório e aí dentro vão gerar o ser. Levarão talvez de duzentos a quatrocentos anos até conseguirem realizar. Mas vão realizar. Aí libertarão a mulher do parto. E tem outra coisa. Nesse útero, os espíritos vão reencarnar, tudo direitinho, sem problema. Esse fato não vai alterar coisa alguma, a ciência vai conseguir isso. Ora, o avanço da ciência é obra da espiritualidade através dos missionários. “

          Se esta questão irá impedir o amor entre mãe e filho? Pelo contrário, o
verdadeiro amor estará desenvolvido na humanidade futura, não um amor apegado como sentimos, mas a vinculação do amor saudável. Pois, como segundo Chico Xavier falou: “Temos que educar o amor, porque não temos sabido amar uns aos outros como Jesus nos amou.” É amar de uma forma universalista.

        A imagem materna permeia nosso ser desde o primórdio da existência da Criação Universal com o Big Bang. Deus também Se Fez Mãe para Criar o Universo e a infinitude de vidas em diferentes formas e mundos, e em múltiplas dimensões, sustentando estas magnânimas criações até hoje com desvelo de Mãe e que continua a expadir. Mas, Deus proporcionou a estes seres também ter o poder da formação da vida, em gerar os seus iguais para a Lei da Evolução, seja em diferentes formas de gerar. Em todas as épocas e em todos os mundos o brilho de uma verdadeira mãe, nunca irá parar de brilhar e de aquecer, pois são também divinas em seu compromisso santificante.


sexta-feira, 4 de maio de 2018

PRECE POR ALGUÉM QUE ESTEJA EM AFLIÇÃO


PREFÁCIO DA PRECE:
          Se é do interesse do aflito que a sua prova siga o seu curso, ela não será abreviada pelo nosso pedido; mas seria ato de impiedade desencorajar-se porque o pedido não foi atendido; aliás, na falta de cessação da prova, pode-se esperar obter qualquer outra consolação que modere a sua amargura. O que é verdadeiramente útil para aquele que sofre é a coragem e a resignação, sem as quais o que suporta é sem proveito para ele, porque será obrigado a recomeçar a prova. É, pois, para essa finalidade que é preciso, sobretudo, dirigir seus esforços, seja em apelando aos bons Espíritos em sua ajuda, seja reerguendo por si mesmo o moral do aflito por aconselhamentos e encorajamentos, seja, enfim, em o assistindo materialmente, se for possível. A prece, neste caso, pode, por outro lado, ter um efeito direto, dirigindo sobre a pessoa uma corrente fluídica para fortalecer seu moral.
(O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. V, nº 5 e 27; cap. XXVII, nº 6 e 10).





PRECE:
        Meu Deus, cuja bondade é infinita, dignai-vos abrandar a amargura da posição (dizer o nome da pessoa), se isso for da vossa vontade.

        Bons Espíritos, em nome de Deus Todo-Poderoso, eu vos suplico assisti-lo em suas aflições. Se, no seu interesse, elas não podem lhe ser poupadas, fazei-o compreender que são necessárias ao seu adiantamento. Dai-lhe a confiança em Deus e no futuro, que as tornará menos amargas. Dai-lhe também a força de não sucumbir ao desespero, que lhe faria perder seu fruto, e tornaria sua posição futura ainda mais penosa. Conduzi meu pensamento até ele, e que ajude a sustentar a sua coragem.  




Fonte: Coletânea de Preces Espíritas. Allan Kardec. 


sábado, 28 de abril de 2018

CONHECENDO UMA CANTORA ESPÍRITA – HELENA CRISTINA

          Embora não muito divulgadas e pouco conhecida no meio espírita, existe músicas espíritas, com letras edificantes, conteúdo elevado e doutrinário, em que muitas vezes nos transporta para as harmonias das esferas espirituais. Assim, é com as músicas apresentadas pela cantora Helena Cristina, conhecida como Chrystal.

         Helena Cristina recebeu por meio mediúnico todas as letras e melodias que compõem o CD Luz de Chrystal, fazendo a psicografia das músicas. Cristina, acabou adotando o nome artístico “Chrystal” devido a várias pessoas passarem a lhe chamar desta forma.

        A mediunidade sempre esteve presente na vida de Cristina, desde a primeira infância, mas só passou a entender o que acontecia depois que começou a estudar o Espiritismo. Um certo dia, quando ela já era espírita, passou a escutar músicas, melodias distorcidas, como se fosse de algum rádio e tentava sintonizar o aparelho de som para escutar melhor, mas nada acontecia. Um dia sentiu a presença de alguém ao seu lado, era o Espírito chamado Gabriel, que Cristina passou a saber posteriormente o seu nome. E ele pediu para que ela pegasse papel e lápis, assim, ela providenciou o material sem saber o que iria acontecer, mas com tranquilidade e sem pretensões, começou a escrever o que lhe era ditado pelo Espírito Gabriel.


        De inicio não tinha ideia de que se tratava de músicas, acreditava serem poemas, mas logo depois percebeu que as melodias que escutava, embora distorcidas, estavam relacionadas com as mensagens que estava recebendo. Isto porque, depois que escrevia as letras começava a ouvir as melodias. Cristina ficou muito surpresa por está recebendo letras e melodias para compor músicas, pois ela não tinha nenhum conhecimento musical. Então, o que fazer com aquelas canções? Por mais que perguntasse para aquela entidade que vinha lhe trazer as letras e melodias, não obtinha nenhuma resposta, apenas lhe transmitia mais uma música, e mais uma, chegando a receber três músicas de uma só vez, uma estrofe de cada vez até que ao terminar haviam três musicas prontas, e isso tudo de forma muito rápida.

        Sem entender ao certo o que era tudo aquilo, e sem saber o que fazer com o material, Cristina decidiu não dar mais atenção aquela voz e passou algum tempo resistindo aos apelos. Mas, os pedidos foram mais fortes, até que um dia o Espírito Gabriel disse que teria que trabalhar nas músicas, era um compromisso que ela tinha em trabalha-las e canta-las, embora não fosse cantora. Era um chamado incessante ao trabalho. Gabriel pediu que Cristina mostrasse o material a José Luiz da Silva, que era músico e frequentava a mesma casa espírita que Cristina na época. Com timidez foi falar com o senhor José Luiz, mostrando as letras das  canções, ele perguntou-lhe como eram cantadas. E timidamente Cristina começou a cantar uma das canções. O senhor José Luiz, se emocionou, pois, ele percebeu que as melodias e letras eram de músicas realmente simétricas, ficando impressionado, tinha cifras bastante melódicas que só quem conhece de música poderia fazer. Então, ele cifrou as músicas a medida que Cristina cantava, e assim, as músicas começam a se estruturar aqui no plano material. A partir daí ambos se tornaram amigos. Mas, tempos depois o senhor José Luiz desencarnou, antes da gravação do CD.

        Embora, Cristina houvesse pensado que tudo tinha acabado e ficado desanimada com a partida do amigo e incentivador musical para o plano espiritual, era o início da jornada. A partir daí conheceu o cantor e também compositor de músicas espíritas Totonho, e este posteriormente apresentou-a ao produtor Sóstenes. O caminho estava trilhado, o CD iria nascer fruto de muito esforço, superação e determinação. E em todo o processo de produção e gravação do CD, o Espírito Gabriel estava lá ao lado de Cristina. O nome para o CD também foi inspirado por Gabriel, que o chamou de Luz de Chrystal.

        O caminho não foi fácil e ainda hoje não o é, desde o início há um processo de superação para Cristina aprender a cantar, vencer a timidez, aprender a se apresentar, desenvolver o CD, e hoje adentrar com esse belíssimo trabalho que é o conjunto de músicas do CD Luz de Chrystal no meio espírita é um exercício de persistência, porque falta apoio e incentivo, mas como sabemos se ao menos uma pessoa for tocada por esse lindo trabalho que começou no plano espiritual e veio por meio de Helena Cristina para o plano terreno, já valeu todos os esforços dos dois planos da vida.  

Capa do CD - Luz de Chrystal

        Toda parte financeira para o desenvolvimento do CD saiu das próprias finanças de Helena Cristina e de seu esposo Elenilson, que muito se esforçou para tornar este projeto realidade.  Toda a renda arrecadada com a venda dos CDs é destinado as ações sociais das casas espíritas. Pois, devemos dar de graça o que de graça recebemos.

         O CD Luz de Chrystal é composto de 14 músicas, todas voltadas para os temas espíritas, além claro de divulgar a Doutrina Espírita através da música. São músicas muito ricas em conteúdo, que nos eleva, nos conecta com o mais alto, com a espiritualidade amiga, nos faz refletir, e como uma boa canção nos transporta para paisagens de luz.


        Acompanhe aqui o Blog Jardim Espírita os vídeos com as músicas do CD Luz de Chrystal, que iremos publicando no decorrer das postagens. Assista abaixo o vídeo com a música O Espiritismo, que compõe o CD Luz de Chrystal.