Translate

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Post. 38: A PACIÊNCIA DE CADA DIA

        A paciência é uma das grandes necessidades que permite ter uma  convivência boa e em harmonia consigo mesmo e com os demais,e  abrindo a sintonia com Deus. Desenvolve-la, trabalhá-la é vital para a vivencia nesta sociedade atual, que requer de cada um o que não se pode dar, o tempo que cada vez mais fica escasso pelas inúmeras atividades diárias.

       A paciência é conseguida quando se é exercitada, então a cada contratempo, discordância é um meio de trabalhá-la. Ser paciente traz paz, porque ao invés de responder mau em uma discussão, fazer o uso do silêncio é uma grande atitude que constrói a paciência, silenciar é uma atitude digna dos fortes, pois simplesmente as coisas, as adversidades passam sem que haja a necessidade de reação, sem precisar defender a nossa opinião, ou de impor aquilo que se pensa, porque tudo passa, tudo, os momentos caóticos são apenas momentos passageiros.  Quando uma situação é complicada e se fala mais do que se deve, as coisas ficam mais difíceis de serem solucionadas posteriormente. Paciência e silêncio estruturam o pensamento para que as respostas sejam certas no momento certo. Além de tudo a paciência faz o raciocínio se fortificar, trazendo a paz interior e a calmaria tanto para si mesmo, quanto para o clima do ambiente dar uma aliviada, desta forma os pensamentos correm e ficam mais abertos para refletir antes de reagir.
 
       O impulso de um momento tenso pode destruir vidas, complicar relações, e podendo ser levadas até mesmo ao fim, para saber lidar com as emoções fortes e de baixa vibrações e atitudes indignas, é fundamental desenvolver o caráter, a força emocional interna e tudo isso depende da nossa amiga, a paciência. Se controlar é ter autodomínio, e possuir autodomínio é ter poder, no entanto esse poder vem do amor. Você percebe como você é forte quando compreender melhor a vida, quando escutar os outros com amor, quando souber estabelecer conversas concretas e esclarecedoras, quando cuidar das pessoas, que é uma das grandes provas de paciência. Assim você dar a você mesmo paz, paz interior.

       Independente do papel desempenhado na sociedade, é a obrigação de todos nós trabalhar esta virtude crucial, independente do que se é, a paciência é fundamental, sem ela ninguém desempenhará bem o seu dever. Se nos depararmos com uma pessoa desequilibrada, que sai brigando por qualquer coisa, e chamando palavrão; silenciar é o melhor caminho, e fazer uma prece para que esta pessoa desequilibrada não encontre uma outra pessoa que esteja em seu nível de desequilíbrio ou mais desequilibrada ainda, para que não aconteça uma tragedia.  
 
       Se o ônibus atrasou, se a programação que tínhamos foi desfeita, se nos atrasamos, se não conseguimos o que queremos, se as pessoas nos aborrecem, se o transito está congestionado, se ocorreu algum contratempo,  se o sofrimento e a dor parecer que não tem fim... tenhamos paciência, e para as doenças do corpo físico, que sejam superadas com resignação, pois tudo tem um momento e um motivo, você está aonde tem que está, seja uma ocasião boa ou ruim, nada é por acaso, sempre estamos “no lugar certo, na hora certa”. Temos que passar pelas adversidades da vida para que possamos estruturar as nossas virtudes, este é o caminho para a construção da nossa moral, temos que passar pelas pequenas provas diárias e pelas provas da vida, por esta razão temos que desenvolver a paciência nas provações do dia a dia, para poder vencer as provas da vida que são complexas e muito mais complicadas. A paciência é um ponto vital para ser desenvolvido nas nossas vidas.
Iluminação a todos nós!

"Aprenda, como uma das suas primeiras obrigações, a dominar-se." (Pitágoras)   
"É essencial começar nosso treinamento da paciência quando estamos calmos, e não quando sentimos raiva." (Dalai Lama) 
 
FIQUE A VONTADE PARA COMENTAR!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem deixar seu comentário no Jardim Espírita. Se for caso de resposta, responderei assim que poder, podendo levar alguns dias.
Não publicarei comentários que contenham termos vulgares, palavrões, ofensas, publicidade e dados pessoais (como e-mail, telefone, endereços, etc.). Então fiquem a vontade para comentar!