Translate

segunda-feira, 10 de março de 2014

Post. 127: ESTADO DE COMA, SEGUNDO O ESPIRITISMO

            O estado de Coma, cujo corpos ficam meses e até mesmo anos em estado vegetativo, pode ser um resgate de alguma falta para o indivíduo e sua família. O paciente estando preso ao corpo, sem poder voltar para vida material, ou seguir em definitivo para a vida espiritual; e a família com a responsabilidade de dar assistência ao doente, e sendo de extrema importância que essa assistência seja de boa vontade, com dedicação, amor, sem questionar o passado, para poder construir um futuro de bênçãos e sem débitos referente a tal resgate de ambas as partes. 


Mas, aonde e como fica a situação do espírito durante o coma?
O estado de coma, é uma situação parecida com a do sono, em O Livro dos Espíritos, os Espíritos Superiores nos informa que durante o sono a alma se liberta parcialmente do corpo, dispondo de uma relativa liberdade, pode estar distante do seu corpo carnal, mas estando sempre ligado a seu corpo pelo cordão (ou laços)  fluídico ou energético, enquanto seu corpo físico tiver vida orgânica.
O Espiritismo nos esclarece que depende do grau evolutivo de cada um, para saber aonde o espírito fica durante o Coma. Se a pessoa for muito apegada ao mundo material, ao seu corpo, aos seus bens, e que não se conforma com a situação que está vivenciando, o espírito fica junto do corpo ou aprisionado a ele, não se afastando até que permita que Benfeitores Espirituais o ajudem. Se for um espírito com mais entendimento e/ou mais elevado, enquanto é tratado, ele pode se deslocar pelas dimensões espirituais, visitando lugares e espíritos afins, muitos aproveitam tal liberdade para aprender. Mas, em qualquer das situações, o Plano Espiritual sempre estende seus esforços na tentativa de auxílio; e para que tenha maiores condições ao trabalho dos benfeitores espirituais, tanto para o enfermo como para os familiares e médicos, é necessário e de extrema importância o uso da prece, manter o equilíbrio, palavras sinceras e fraternas, transmissão de paz, manter conversas edificantes...
Se a família, amigos e médicos conversam com o paciente em estado de Coma, muitos terão a capacidade de ouvir e ver, sem poder ter a capacidade de dar a resposta. No entanto, quando a Espiritualidade Superior permite, estes espíritos em estado de coma pode comunicar-se com médiuns e relatar tudo o que está sentindo e vivenciando ou ainda comunicar-se via pensamento ou intuição com aqueles que estão ao seu redor e tem esta sensibilidade mediúnica, e transmitir assim seus recados.

Em muitas circunstancias, pessoas saídas do Coma narram as paisagens e os contatos com seres que os precederam na passagem para a vida espiritual. É comum que após essas experiências elas passem a ver a vida de uma maneira diferente, reavaliando seus valores íntimos, para trabalhar no melhoramento de alguma tendência inferior.

Deus não permite que passamos por situações que não sejam e que não tragam algum bem para nossa vida, de algum “mal” se pode extrair o bem, absolutamente tudo tem um porque de acontecer, e nada é um acaso, e o que se pode tirar de fatos como  este do Coma é a reflexão da vida, e fazer uma auto-análise para ver que rumo a vida está sendo levada, e se não é para um caminho satisfatório ao bem, ter a humildade de reconhecer e começar a melhorar. Deus ver esperança e futuro aonde vermos o fim, e possibilita enxergamos a verdadeira realidade da vida, a vida espiritual. 

"Não espere por uma crise para descobrir o que é importante 
em sua vida."       (Platão)

29 comentários:

  1. Que música maravilhosa?
    Sabe o nome dela?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo(a) Leitor(a). Que bom que você gostou da música.

      O nome da primeira música é Ode à Esperança. Do cd Sons da Natureza. Segue o link da música no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=UtyIMRe2864

      O nome da segunda música é Amanher.
      o nome da terceira música é Only Time, de Enya.

      O Player de música fica encima da página do blog (esta lista branca e verde) lá você pode passar, ou voltar, ou dar pausa nas músicas. Assim, como também fica o nome da música que está tocando.

      Seja sempre bem vindo(a) ao Jardim Espírita.
      Paz, luz e hamonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  2. Passo por um momento muito delicado com minha sogra em estado de coma profundo causado por um aneurisma de grau V. Me parece que é um grau máximo. O Médico dela não deu muitas esperanças de retorno e se tiver não deixará os aparelhos. Sei o quanto é difícil para nos parentes ... minha esposa esta arrasada e muito triste. Ela tem 85 anos e esta no 7 dia do seu coma.
    Acredito na doutrina espírita e sei que ela esta em "grande negociação" para saber se seu perispírito se rompe ou não. Este artigo é muito esclarecedor e irei passar para minha esposa ler. Estamos todos os dias em corrente de oração por ela e agradeço pelo artigo que é esclarecedor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo leitor! Que bom que o Jardim Espírita por meio desta postagem sobre o estado de coma te ajudou de alguma forma.

      Realmente a Doutrina Espírita é o Consolador Prometido por Jesus. O Espiritismo nos traz consolação, esperança onde pensamos que é fim, nos traz entendimento onde achavamos que não haveria mais nada para entender, nos abre o horizonte... E ter a certeza de que a morte não é o fim da vida, mas sim a passagem para a nossa verdadeira vida, que é a vida espiritual, pois somos seres espirituais vivenciando a vida na matéria.

      Apenas uma ressalva: o perispírito não se rompe, o perispírito é o corpo espiritual do espírito. O que se rompe com a morte são os "laços" fluidicos que faz a ligação do perispírito ao corpo físico. Ai é quando se dar o desencarne.

      Há outras postagens que podem ajudar a sua família nesse momento difícil, como mensagens, orações, postagens que nos levam a entender melhor a vida sob a luz da Doutrina Espírita.

      Continuem em prece. Desejo para sua esposa e você muita força, muita fé, muito entendimento, para superar esses momentos difíceis. E para a sua sogra muita luz. Que os bons espíritos ampare a sua família e a sua sogra.

      Que Deus os abençoe.
      Paz, luz e harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  3. Meu irmão mais velho ficou 11 dias em Coma e faleceu. hoje faz 50 dias. O artigo é muito esclarecedor. Ficamos muito abalados com o estado dele no coma e ele mexeu as duas pernas bem devagar quando fui visitar ele na UTI .

    ResponderExcluir
  4. Olá boa tarde o marido da munha melhor amiga esta em coma.faço evangelho em seu favor e sinto como se ele estivesse falando no meu ouvido ,tenho ressei-o de passar o que ouço para a minha amiga eu trabalho no passe e só tenho sensibilidade ao estremo me oriente amigos. Rosa Porto velho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rosa!

      Pelo que entendi você é trabalhadora de um centro espírita, realizando o trabalho de passe?! Você deveria procurar auxílio na casa espírita Kardecista de uma forma mais direta, já que você é trabalhadora de um centro. E pelo jeito esta situação está te incomodando, e que há informações que ele te passa que você tem medo de transmitir a ela, você não mencionou se o conteúdo é bom ou ruim, mas de que qualquer modo está te abalando.

      E pelo o que entendi também, você realiza o Evangelho no Lar. Como você deve saber, a prática do Evangelho no Lar não deve ser direcionada para manifestações espirituais. O Evangelho no Lar não é uma reunião mediúnica, os médiuns presentes não podem e não devem deixar os espíritos se manifestarem. O Plano Espiritual recomenda insistentemente para não realizar sessões de desenvolvimento mediúnico, nem de desobsessão, não realizar qualquer tipo de comunicação com os desencarnados no ambiente familiar. Isto porque os lares não estão preparados para estes tipos de trabalhos, e nem o Evangelho no Lar é destinado para este fim, pois estes trabalhos requerem condições vibratórias especiais, que só é encontrado nos centros espíritas. O Evangelho no Lar é destinado para a evangelização da família. Pois, todos nós precisamos nos evangelizar sempre.

      Então, você pode fazer prece para ele sem ser no momento do Evangelho no Lar. E pedir para a sua amiga persistir em mais prece pelo marido. Mas procure orientação de uma forma pessoal e para você explicar o que está se passando com mais detalhes em uma Casa Espírita Kardecista.

      Espero que a minha resposta tenha te ajudado de alguma forma. E seja sempre bem vinda ao Jardim Espírita e agradeço a sua visita.

      Deus conosco.
      Que Jesus te abençoe e nos ampare.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  5. BOA NOITE,ESTOU PASSANDO POR ESSE MOMENTO COM MINHA MAE TAO QUERIDA HA 90 DIAS.COMA PROFUNDO,IDAS E VINDAS NA UTI,SO DE PURO SOFRIMENTO EM ESPECIAL MEU.DE NAO PODER AJUDA-LA.E MUITO TRISTE MAS SEI QUE EXISTE UM PROPOSITO.JA NAO TENHO MAIS FORCAS,MAS VOU ATE ONDE DEUS ME MANDAR.ADRIANA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Adriana! Agradeço a sua visita ao Jardim Espírita.

      São nesses momentos de provação que devemos consolidar nossa fé, e fazer uso com mais intensidade da prece. É com a prece que você pode ajudar a sua mãe, a prece é remédio, é o que nos liga a nosso Criador, é energia, é força, traz luz, e nos liga com o mundo espiritual. Tenha perseverança e abnegação.

      Que Deus abençoe a sua mãe. E que nosso Mestre Jesus te ilumine e ampare você e sua mãe.
      Deus conosco.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  6. Olá há dois anos a minha mãe entrou em coma está em casa, o coma dela é leve ela abre os olhos parece entender e pisca respondendo alguma pergunta. Ela só tem 74 anos e cuido de tudo sozinha apesar de sermos 4 irmãos. Me questiono o porque de tanto sofrimento às vezes penso que rla devia se entegar e sinto-me culpada por isso. Tem sido dias muito difíceis ela já edteve duas vezes na uti e se estabiiza. É sondada, traquestomizada e sofre muito sem poder falar ou se mexer. Não sei o que fizemos para merecer isso nem até quando vou aguentar essa situação. Amo demais ela e ela sempre foi muito apegada a família e sei que vai aguentar tudo para ficar conosco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amiga Leitora!

      Todos nós temos nosso tempo de vida a cumprir, uns com saúde e outros doentes, indo de acordo com as necessidades espirituais de cada um. As doenças sevem como limpeza para as imperfeições que o espírito carrega, em que fazem parte das provas da vida, sendo um atributo à imperfeição da nossa natureza e da inferioridade do mundo que habitamos atualmente, que é o mundo em estágio evolutivo de provas e expiações.

      Enquanto há vida tem que lutar por ela, cuidar do corpo físico com amor, pois ele nos possibilita a vivencia no plano físico para trabalharmos o nosso progresso. E há muitos meios de progressos e a doença é uma delas. Não tem que haver entrega, entregar-se é um suicídio inconsciente. E o suicídio é o maior crime que existe, tem que ter a luta até o fim para superar a prova que tem que ser superada. E tudo com abnegação.

      A sua situação e de sua mãe é de sofrimento sem dúvida alguma, mas lembre-se que há muitas outras pessoas passando por situações semelhantes. Conheço uma família em que está com a mãe com o mal de Alzheimer há cerca de 4 anos, e está em um estagio avançado em que não há mais nenhum tipo de comunicação entre a mãe e as 2 filhas que cuida dela. Embora, tenha outras irmãs, apenas as 2 cuidam da mãe.

      Persevere, lute, cuide de sua mãe, não desista, não reclame é a sua missão. Ela faria o mesmo por você, como ela fez quando você era criança, agora é a sua vez de cuidar dela. As respostas para as perguntas que você faz hoje vem depois. Der o melhor de si para ter a consciência livre. Lembre nada é por acaso.

      Leia a seguinte postagem sobre doenças, é interessante para você, segue o link: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2014/03/post130-doencas-na-visao-da-doutrina.html

      Que Jesus te ampare nesta sua missão, que Deus te abençoe e abençoe a sua mãe.

      Deus conosco.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  7. Ola tenho passado por um momento muito difícil com minha mae ela esta em estado comatoso a mais de 20 dias na UTI já lutou contra o canser cuido da minha irma mais velha que e paralítica não sei o porque de tanto sofrimento pra ela esta a tanto tempo neste sofrimento

    ResponderExcluir
  8. Minha mae esta em estado comatoso a 20 dias na UTI já lutou contra o canser e agora esta a mais de 30 dias no hospital meu sofrimento e grande porque sou mais garrafa com ela cuido da minha irma mais velha que e paralítica e não entendo o porque de tanto sofrimento pra ela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Roselayne!

      Nossas provações não são por acaso, não entendemos no presente do porque de tantos sofrimentos, no entanto, no futuro iremos compreender. Encontramos no livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, no capitulo Bem-Aventurados os Aflitos a seguinte passagem: “Por estas palavras: Bem-Aventurados os aflitos, porque serão consolados, Jesus indica, ao mesmo tempo, a compensação que espera aqueles que sofrem, e a resignação que faz abençoar o sofrimento como o prelúdio da cura. Essas palavras podem, ainda, ser traduzidas assim: Deveis considerar-vos felizes por sofrer, porque as vossas dores neste mundo são a dívida das vossas faltas passadas, e essas dores, suportadas pacientemente sobre a Terra, vos poupam séculos de sofrimento na vida futura. Deveis, pois estar felizes porque Deus transformou vossa dívida permitindo pagá-la presentemente, o que vos assegura a tranquilidade para o futuro.”

      Todos nós carregamos dividas, dividas estas que contraímos em nossas vidas passadas ou até mesmo nesta; e para pagar nossas dividas é preciso passar por tormentos em nossas vidas. Doenças faz com que possamos nos libertar das dificuldades espirituais que carregamos, não pense que o sofrimento é em vão ou que não tem um propósito, nada em nossas vidas é por acaso. As doenças faz como se fosse uma limpeza em nossa alma, retirando as “sujeiras” que carregamos. A doença é a cura para nossa alma doente. É como Jesus nos indicou entrar pela porta estreita, mas para entrar nela e vivenciar uma vida futura de paz é preciso nos purificar para adentrar nesta porta estreita que é difícil de passar.

      Não detenha seus pensamentos nas questões negativas que você, sua mãe e Irmã estão vivendo, já pesou que por meio desses sofrimentos que estão passando vão se libertar de dificuldades espirituais que carregam? Não compreendemos, mas o sofrimento é as portas para uma vida futura melhor, em que o sofrimento bem vivenciado e liberto de reclamações e vivido de forma abnegada nos leva a um nível a mais na nossa jornada evolutiva. Não há progresso sem caos, sem sofrimento. Como podemos dar valor aos dias de verão se não temos os dias de invernos a passar?! Todos nós vamos passar por momentos de dificuldades, de dor, de provação.

      “ ‘Bem-aventurados os aflitos’, porque serão consolados;são felizes porque se quitam, e, depois de se quitarem, estão livres.”- livro O Evangelho Segundo o Espiritismo.

      Fique alegre minha irmã, pois a felicidade ainda está por vir, seja forte e paciente, lute e faça sua prece diária. Deus te abençoe.

      Leia a postagem sobre doenças na visão da Doutrina Espírita, segue o link: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2014/03/post130-doencas-na-visao-da-doutrina.html

      Desejo que a resposta tenha sido útil a você e que te traga algum entendimento, continue estudando o Espiritismo, ele nos faz compreender a vida de uma melhor forma, aqui no Jardim Espírita temos vários temas a luz da Doutrina Espírita.

      Deus conosco.
      Que Jesus nos ampare sempre.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
    2. Boa noite!Estou com minha mãe a dois anos com o diagnóstico não concluído.E uma hipótese de ser doença autoimune porém sem conclusão. Ela está em estado vegetativo segundo a Medicina,porém pisca os olhos para nos quando comunicamos com ela.Muito doloroso pois em meses ela ficou assim...Realizamos nossas preces e damos a ela todo cuidado.Ficamos nos perguntado o porque de tamanho sofrimento na família! ?A mente sabe do dever do nosso compromisso com o pai,porém a matéria não suporta tanta dor.Recebemos orientação de desligar os aparelhos.Mas por via achamos e acreditamos não ser nossa essa decisão de determinar o fim.Deixamos nas mãos do criador que tudo pode.

      Excluir
    3. Olá, Amigo(a) Leitor(a)!

      Realmente, não se pode interromper a vida humana, mesmo estando em estado vegetativo e sem esperanças da vida voltar em plena atividade. Pois, tal pessoa pode ter nascido para passar por está provação, e tendo esta necessidade de eliminar faltas passadas por meio de tal situação.

      No livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, no capitulo V, item 28, a seguinte pergunta feita por Allan Kardec e respondida pelo o Espírito São Luís:
      Pergunta: Um homem está agonizando, vítima de cruéis sofrimentos; sabe-se que seu estado é desesperador; é permitido poupar-lhe alguns instantes de angústia, apressando-lhe o fim?
      Resposta: Quem, pois, vos daria o direito de prejudicar os desígnios de Deus? Não pode ele conduzir um homem à borda do fosso para daí o retirar, a fim de fazê-lo retornar a si mesmo e de o conduzir a outros pensamentos? Em qualquer extremo que esteja um moribundo, ninguém pode dizer com certeza que sua ultima hora chegou. A ciência jamais se enganou em suas previsões?
      Sei muito bem que há casos aos quais se pode considerar, com razão, como desesperadores; mas se não há nenhuma esperança fundada de um retorno definitivo à vida e à saúde, não existem inumeráveis exemplos em que, no momento de dar o último suspiro, o doente se reanima e recobra suas faculdades por alguns instantes? Pois bem! Essa hora de graça que lhe é concedida, pode ser para ele da maior importância, porque ignorais as reflexões que poderia fazer seu espírito nas convulsões da agonia, e quantos tormentos pode lhe poupar um relâmpago de arrependimento.
      O materialista, que não vê senão o corpo e não considera a alma, não pode compreender essas coisas; mas o espírita, que sabe o que se passa além do túmulo, conhece o valor do último pensamento. Abrandai os últimos sofrimentos quanto esteja em vós; mas guardai-vos de abreviar a vida, não fosse senão de um minuto, porque esse minuto pode poupar muitas lágrimas no futuro. (São Luiz, Paris, 1860).

      Já no capitulo Bem-Aventurados os Aflitos, do mesmo livro, a seguinte passagem: “Por estas palavras: Bem-Aventurados os aflitos, porque serão consolados, Jesus indica, ao mesmo tempo, a compensação que espera aqueles que sofrem, e a resignação que faz abençoar o sofrimento como o prelúdio da cura. Essas palavras podem, ainda, ser traduzidas assim: Deveis considerar-vos felizes por sofrer, porque as vossas dores neste mundo são a dívida das vossas faltas passadas, e essas dores, suportadas pacientemente sobre a Terra, vos poupam séculos de sofrimento na vida futura. Deveis, pois estar felizes porque Deus transformou vossa dívida permitindo pagá-la presentemente, o que vos assegura a tranquilidade para o futuro.”

      Que possamos cumprir as leis da natureza com convicção e entendimento, sabendo sempre que o melhor sempre nos aguarda.

      Que Deus te abençoe e que Jesus ampare você e sua família e sua mãezinha.

      Deus conosco.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  9. Boa tarde, o texto acima é muito esclarecedor...meu pai se encontra no 25 de UTI, os médicos dizem que qualquer um ja teria partido porem ele luta, nos familiares enxergamos vida e temos fé que Deus sempre fará o melhor para o seu filho...muitos dizem o que devemos falar ou orar, cada um com a sua crença...porém penso que o texto acima é o que mais se aproxima da realidade pois todos temos um propósito dmnessa vida e gostaria que vcs pudessem me indicar mais leituras para o meu entendimento nesse momento de demanda dor e perguntas e alguma prece que poderia estar sempre rezando para o espírito do meu pai...ele era muito apegado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Amigo Leitor!

      Os livros de André Luiz sobre a vida no mundo espiritual que inicia com Nosso Lar, Os Mensageiros, Missionários da Luz, No Mundo Maior, Entre a Terra e o Céu, Ação e Reação, Libertação, Nos Domínios da Mediunidade, e a Vida Continua. Esses livros traz ensinamentos sobre a vida espiritual, mas não esqueça dos livros da Codificação de Kardec, principalmente O Livro dos Espírito, livro magnífico que nos ajuda a compreender a vida.

      Desejo uma boa leitura, e aprendizado.

      Deus conosco.
      Paz, Luz e harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  10. Meu marido esta em coma vigil desde 05/09/2016. Aos poucos definhando. Com escaras. O suporte esta sebdo dado e tudo temos feito para o conforto dele. So tem 61 anos. Sei que sofre embora os medicos digam que nao. Que nos e quem sofremos. Minha dor e maior porque ele e generoso. Bom. E temos um filho do coraçao de 8 anos que sofre muito. Sei das provaçoes. Sei da minha missao porem questiono ainda sobre o que tem nosso filho a resgatar com ele. Nao sei. Tenho muitas duvidas e uma grande dor no peito. Medo tambem. Me ajudem por favor. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Angela!

      Vivemos em um mundo de provas e expiações, o sofrimento que todos nós passamos é necessário para o nosso progresso. E tenhamos a certeza que todos nós iremos passar por dificuldade em nossas vidas, se hoje vivemos a calmaria, no futuro iremos passar por provações, por dificuldades... Cada um de nós temos as nossas próprias dividas a serem pagas, nosso espírito já percorreu um longo caminho, acertando e errando, o que somos hoje é o resultado destes caminhos que já percorremos, e as dividas dos erros tem que serem pagas no momento em que o espírito está apto para isso. Deveríamos encarar nossas dificuldades como um processo de libertação das nossas dificuldade, que é por meio dessas provações em que vamos nos depurando, só essas dificuldades nos liberta das nossas faltas. Esquecemos que somos seres espirituais vivendo a forma física, ou seja, somos espíritos em processo de aprendizado no mundo material, e que não pertencemos a este plano material e sim a nossa verdadeira vivencia é a vivencia espiritual, é nossa forma espiritual. Aqui estamos na Terra para depurar nosso espírito, por meio de aprendizados de diversos segmentos e depois voltamos ao mundo espiritual.

      Filhos adotivos, do coração, são verdadeiros filhos, que muitas vezes por alguma questão os pais não puderam gera-lo, mas mesmo assim a vida traz eles para junto dos seus verdadeiros pais, os conhecidos pais de coração.

      Estou te passando estes links sobre doenças, e adoção para você ler e refletir, espero que seja útil:

      http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2014/03/post130-doencas-na-visao-da-doutrina.html

      http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2014/05/post147-adocao-segundo-o-espiritismo.html

      E lembre que tudo em nossa vida passa:
      http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2013/06/post46-tudo-passa-mensagem-de-chico.html

      E a nossa fé, faz com que sejamos auxiliado pela espiritualidade amiga, que não estamos abandonados e Deus nos manda esses amigos abnegados nos auxiliar em nossos processos de dor.

      Deus conosco.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  11. Boa tarde...me chamo Alvaro..estou com minha mae em coma e estado grave..os medicos recomendaram a manter apenas os aparelhos basicos pra manter minha mae..pois ja n tem muito o porque de continuar..nossa duvida eh se devemos manter tudo ou so esses aparelhos basicos? Sera que n estariamos atrapalhanao prolongar a vida dela nesse estado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alvaro!

      Encontramos no livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, no capitulo V, item 28, a seguinte pergunta feita por Allan Kardec e respondida pelo o Espírito São Luís:

      Pergunta: Um homem está agonizando, vítima de cruéis sofrimentos; sabe-se que seu estado é desesperador; é permitido poupar-lhe alguns instantes de angústia, apressando-lhe o fim?
      Resposta: Quem, pois, vos daria o direito de prejudicar os desígnios de Deus? Não pode ele conduzir um homem à borda do fosso para daí o retirar, a fim de fazê-lo retornar a si mesmo e de o conduzir a outros pensamentos? Em qualquer extremo que esteja um moribundo, ninguém pode dizer com certeza que sua ultima hora chegou. A ciência jamais se enganou em suas previsões?
      Sei muito bem que há casos aos quais se pode considerar, com razão, como desesperadores; mas se não há nenhuma esperança fundada de um retorno definitivo à vida e à saúde, não existem inumeráveis exemplos em que, no momento de dar o último suspiro, o doente se reanima e recobra suas faculdades por alguns instantes? Pois bem! Essa hora de graça que lhe é concedida, pode ser para ele da maior importância, porque ignorais as reflexões que poderia fazer seu espírito nas convulsões da agonia, e quantos tormentos pode lhe poupar um relâmpago de arrependimento.
      O materialista, que não vê senão o corpo e não considera a alma, não pode compreender essas coisas; mas o espírita, que sabe o que se passa além do túmulo, conhece o valor do último pensamento. Abrandai os últimos sofrimentos quanto esteja em vós; mas guardai-vos de abreviar a vida, não fosse senão de um minuto, porque esse minuto pode poupar muitas lágrimas no futuro. (São Luiz, Paris, 1860).

      Amigo Leitor, desta forma compreendemos que enquanto tiver um sopro de vida no organismo tem que ser preservado da melhor forma possível , com todos os recursos que a medicina hoje nos possibilita para abrandar o sofrimento do doente, e dar o tempo de vida necessário que aquele espírito ainda precisa sobre a Terra, como São Luis nos esclarece: “ABRANDAI OS ÚLTIMOS SOFRIMENTOS QUANTO ESTEJA EM VÓS; MAS GUARDAI-VOS DE ABREVIAR A VIDA, NÃO FOSSE SENÃO DE UM MINUTO, PORQUE ESSE MINUTO PODE POUPAR MUITAS LÁGRIMAS NO FUTURO.” Ou seja, a vida humana em hipótese alguma pode ser abreviada, pois todo minuto de vida, de sofrimento é necessário para a evolução do espírito, ali ele está depurando os seus erros por meio da sua situação.

      Espero que a minha resposta ajude de alguma forma, e que sirva para reflexão.

      Que Jesus nos ampare sempre.

      Deus conosco.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  12. Caro Alvaro, eu fiz essa pergunta, porem nao pude fazer nada para abreviar o sofrimento do meu marido que acabou falecendo. Seja por questoes espurituais, seja por questoes legais nao temos esse direito por mais que nos doa ver alguem querido sofrendo. E a gente com eles nao e? Sofri muito enquanto meu marudo estava em coma e a unuca atitude que tomei foi de autorizar que nao o levasse mais para o CTI em caso de nova parada cardiaca pois iriam reanima_lo mas o quadro nao iria mudar(coma vigil). Assim cuidei dele com tudo que era necessario para o seu conforto e dignidade. Foi_se apos dois meses. Em paz. Fique com Deus. Força nessa hora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Angela!

      Lembro da sua questão aqui no Jardim Espírita. Lembre que seu esposo cumpriu a missão que cabia a ele, e assim ele avançou mais um pouco no seu caminho evolutivo.

      E percebo que apesar da sua dor, você está dando palavras de força as pessoas, como foi o caso aqui com o nosso amigo leitor Alvaro. Agradeço as suas palavras para ele, por meio da experiência que você viveu. Você ajudando as pessoas, você está ajudando a você mesma. Desejo para você Angela e para o seu filho, força, animo, luz, fé, e que o Espiritismo traga cada vez mais consolo neste momento de sua vida e do seu filho.

      Fico feliz te de ver aqui no Jardim Espírita, sinta-se sempre bem vida. Que Jesus te ampare.

      Deus conosco.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir
  13. Minha mãe sofreu um AVC há 21 dias e está em coma desde então. Apesar dos médicos falarem que as chances dela acordar são poucas, tenho muita esperança na recuperação total dela. É como se eu soubesse que ela vai sair dessa. O seu estado clinico é bom e querem retirá-la da UTI. Eu só temo pelo tratamento que ela recebe diariamente quando não estamos presentes, tenho a impressão de que ela sente muita dor. Depois desse texto tenho certeza de que tudo isso que estamos passando nesse momento tem um proposito e que minha mãe escolheu passar por isso para nos ajudar a aprender. Obrigada!

    ResponderExcluir
  14. Prezado, meu pai se encontra em estado vegetativo há 6 meses, como consequência de uma parada cardíaca, e os médicos dizem que ele não tem chances de sobreviver.
    Meses antes desse incidente, ele descobriu que minha mãe estava traindo ele com um amigo, dentro de sua casa. Isso partiu o seu coração de uma forma irreparável, ele queria até tirar a própria vida... tanto que pouco tempo depois, o coração dele parou.
    Sempre tive uma ligação muito forte com ele e tenho medo de que ele esteja preso neste plano por minha causa. Já disse a ele que o amo, que sempre o amarei e que sempre vou apoiá-lo, independente do caminho que escolher.
    Sei que ele está sofrendo, pois ele sempre chora, expressando dor e sofrimento.
    Eu não aguento vê-lo sofrer mais, pois sempre foi uma pessoa muito boa, não merece o que passou nos meses antes do acidemte, nem o que está passando.
    Ele está em uma cama, com dor, com feridas, já teve pneumonias e outras infecções... enquanto as pessoas que o apunhalaram pelas costas gozam de saúde plena, vivem suas vidas normalmente e acreditam que não fizeram nada de errado, que o que fizeram é algo normal.
    Cuido dele da melhor forma possível, tento ser o mais carinhosa e amável, não deixo ele sozinho, converso com ele somente sobre coisas boas, conto histórias boas que vivemos, coloco as músicas que ele gosta, enfim, faço de tudo pelo bem estar dele. Mas, ainda assim, me sinto impotente. Sinto que estou falhando com ele porque não consigo amenizar seu sofrimento.

    Uma semana antes de ele de ele ficar assim senti uma presença muito maléfica em nossa casa quando fui dormir. Uma sombra muito escura e extremamente ameaçadora me observava, como se fosse me atacar a qualquer momento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Amiga Leitora!

      Não sinta culpa, nem que você está falhando. Você está desempenhado o seu papel de filha com dignidade, com amor, você está o auxiliando e o amparado neste momento em que ele precisa tanto. Lembre que ninguém pode impedir o sofrimento de ninguém, porque cada um de nós temos as nossas próprias provações, expiações para passar. Somos espíritos viajores do tempo, com varias e varias encarnações. Chega momentos em nossas vidas em que a vida vem nos cobrar as nossas faltas, erros cometidos isso para todos. Haverá sim pessoas que auxilie e nos ampare com amor e carinho como você está fazendo com seu pai.

      A Doutrina Espírita nos ensina que só voltamos ao mundo espiritual na hora estabelecida por Deus (excerto pelo suicídio em que adianta o regresso ao plano espiritual e que é o crime mais terrível que se pode cometer segundo as leis divinas). Não é o apego as pessoas que nos fazem ficar encarnados, quando chega a hora temos que regressar ao plano espiritual.

      Continue com os cuidados abnegados ao seu pai, você aprenderá muito auxiliando ele. Uma das leis da natureza e que rege a vida é a lei de causa e efeito. Aqueles que hoje cometem o mau se acham livre pela ilusão da matéria, no entanto, a vida sempre vem cobrar as nossas dividas de uma forma ou de outra. Deus criou leis perfeitas que ninguém foge a elas. Refletimos a frase de Chico Xavier: “Somos livres para decidir sobre os nossos atos, muito embora, nos tornemos escravos de suas consequências.”
      Espero que minha resposta te tenha levado alguma reflexão, e que te auxilie de alguma forma. Volte sempre ao Jardim Espírita, você é muito bem vinda. Todas as semanas publicamos novas postagens.

      E deixo para você está outra frase de Chico Xavier: “Cada boa ação que você pratica é uma luz que você acende em torno dos seus próprios passos.”

      Que Deus Abençoes você e seu pai e que Jesus os ilumine.

      Deus conosco.
      Paz, Luz e Harmonia.
      Jardim Espírita.

      Excluir

Todos podem deixar seu comentário no Jardim Espírita. Se for caso de resposta, responderei assim que poder, podendo levar alguns dias.
Não publicarei comentários que contenham termos vulgares, palavrões, ofensas, publicidade e dados pessoais (como e-mail, telefone, endereços, etc.). Então fiquem a vontade para comentar!