Translate

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Post.73: AS RECENTES DESCOBERTAS E AVANÇOS CIENTIFICOS

São varias as descobertas e avanços científicos, sendo muito difícil colocar todas em uma única postagem, da tecnologia usada no nosso dia a dia, até estudos sobre cura pra o câncer e AIDS. Além de muitas descobertas no universo, que possibilita ao homem começar a encarar a vida em outros planetas, que não estamos sós no infinito universo.  E umas das mais comentadas,  que é o estudo  dos pesquisadores do CERN (Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear) para conseguirem “encontrar” o chamado Bóson de Higgs — ou a “partícula de Deus”, que seria a origem de toda matéria existente no universo.

Todo esse avanço significa, toda a misericórdia de Deus para com a humanidade, e mostra o quanto evoluímos para receber tais novidades em nosso Planeta, isso é um premio para a humanidade, o resultado de que o humano tem sim capacidade de fazer cada vez mais o bem, para poder receber qualidade de vida. Muitos podem dizer que o homem quer saber mais que Deus, mas não, pois é Deus que permite todas essas descobertas e avanços a medida em que a humanidade esta preparada, está apta e madura para os avanços.  A cura para terríveis doenças vai ser alcançadas, os primeiros passos foram dados, com a permissão de Deus.

Vejamos algumas descobertas e avanços científicos interessantes:

Novo elemento químico descoberto
Os cientistas suecos dizem que conduziram experimentos que lhes permitiram detectar a "impressão digital" de um elemento de curta duração, porém super-pesado, que foi apelidado provisoriamente de Ununpentium.
O nome, que se refere ao lugar 115 do elemento na Tabela Periódica, é apenas provisório.
O Ununpetium provavelmente irá obter um novo nome, se a descoberta for formalmente aprovada por especialistas da União Internacional de Física e de Química Pura e Aplicada. Elementos químicos conhecidos incluem carbono, silício e ferro.

SAÚDE
Células “reprogramadas” poderão criar tecidos e órgãos
Um dos grandes avanços na área da saúde está na “reprogramação” de células adultas. Com esta conquista, os cientistas conseguiram transformar células de pele ou sangue nas chamadas “células pluripotentes” — que possuem o potencial de se tornar qualquer tipo de célula existente no organismo.
Células sanguíneas podem ser reprogramadas para atuarem em outras partes do corpo. Tal descoberta é um grande passo para o tratamento de doenças raras, pois os cientistas já estão utilizando a técnica na produção de linhas de células voltadas a determinados pacientes. Além disso, outros genes são capazes de transformar as células da pele em neurônios ou até mesmo em células de sangue. Outro grande objetivo deste tipo de técnica está em poder auxiliar transplantes, criando e substituindo tecidos, células e órgãos.

O vírus Adenovírus pode combater o câncer
O adenovírus que causa problemas respiratórios e conjuntivite, foi adapado por cientistas da Argentina, do Chile, da Grã-Bretanha e dos EUA,  para atacar o câncer de pele e de pâncreas em camundongos, foi possível reduzir ou eliminar tumores sem danificar outros tecidos. Isso ocorreu porque os cientistas modificaram o DNA de modo que o vírus só possa se reproduzir em células cancerosas. A técnica representa um grande avanço em relação aos tratamentos convencionais para o câncer, como a quimioterapia ou radioterapia, que deixam sequelas graves.

AIDS
- Em 2007, o americano Timothy Ray Brown portador da AIDS, teve a sua infecção erradicada por meio de um tratamento elaborado para leucemia, que envolveu a destruição de seu sistema imunológico e um transplante de  medula de um doador com uma mutação genética rara que resistia a ação do vírus.
- Este ano uma menina americana soropositivo de 2 anos e 2 meses, não demostrara sinais de infecção pelo vírus após deixar o tratamento por cerca de um ano. No entanto, mais testes serão necessários para assegurar que o tratamento - iniciado 30 horas após o nascimento da menina- funcionaria em outras pessoas. Essa noticia dar muita esperança de que uma cura para o HIV em crianças é possível e pode ser um passo a mais rumo a uma geração da AIDS.
- Vacina brasileira de cientistas da FMUSP contra a AIDS vai ser testada em macacos, a partir do segundo semestre deste ano, com duração prevista de 24 meses, os experimentos têm o objetivo de encontrar o método de imunização mais eficaz para ser usado em humanos. concluída essa fase, e se houver financiamento suficiente, poderão ter inicio os primeiros ensaios clínicos. 

Cromossomo da Síndrome de Down é inativado
Uma pesquisa inédita feita na Universidade de Massachussets, nos Estados Unidos, conseguiu inativar o cromossomo causador da Síndrome de Down, em um trabalho feito com células-tronco retiradas da pele de uma garota portadora da síndrome.,
Na pesquisa liderada por Jeanne Lawrence, esse cromossomo foi isolado e inativado, representando um grande avanço para o desenvolvimento de técnicas de erradicação da síndrome, ainda que a longo prazo. O estudo foi publicado na edição desta semana do periódico científico Nature .
“A pesquisa ainda está em células-tronco. Ainda vai levar no mínimo 10 anos para começarmos a tentar aplicar a técnica em humanos, embora esse prazo seja uma mera suposição. Não é bom criar expectativas que a cura virá em breve, porque não é assim. Requer ainda muita pesquisa”, explica o geneticista brasileiro Salmo Raskin, presidente da Sociedade Brasileira de Genética Médica, que elogiou a metodologia usada. Mas sendo este um grande avanço para o tratamento da síndrome.


ASTRONOMIA
DESCOBERTA DE UMA ESTRELA COM MESMA MASSA E MESMA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO NOSSO SOL
Astrônomos brasileiros, em colaboração com pesquisadores estrangeiros, descobriram a estrela HIP 102152 (nome provisório), na constelaçao de capricornio, que pode ser considerada uma espécie de irmã gêmea do nosso Sol, só que bem mais velha.  Com diastancia de 250 anos-luz da Terra, também teria condições de formar planetas rochosos como o nosso. 
Por enquanto já se viu que não há no seu entorno planetas gigantes gasosos, mas ainda existe a expectativa de encontrar pequenos planetas como a Terra. Para os astrônomos, no momento o maior interesse é ter a possibilidade de visualizar como a nossa estrela vai evoluir. 
O pesquisador Jorge Meléndez, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), da USP, diz: "O Sol, com 4,6 bilhões de anos, está na metade da sua vida. Deve ter mais uns 5 bilhões de anos. Mas infelizmente nós astrônomos só o temos observado com telescópio há 400 anos (desde que Galileu Galilei fez as primeiras observações), o que torna impossível estudá-lo só com base nelas. Por isso é importante encontrar gêmeos. Existem já outras estrelas candidatas, a primeira foi encontrada em 1997, mas essa é a mais velha, tem 8,2 bilhões de anos", conta. O trabalho também identificou uma gêmea mais nova, 18 Scorpii, que deve ter cerca de 2,9 bilhões de anos.” 

ENCONTRADO PLANETA DE COR AZUL
Usando o Telescópio Espacial Hubble Nasa/ESA, astrônomos conseguiram, pela primeira vez, determinar a verdadeira cor de um planeta que orbita outra estrela. Se visto próximo, este planeta, conhecido como HD 18933b, seria de um azul-cobalto, semelhante à cor da Terra vista a partir do espaço. 
A atmosfera do planeta é escaldante, com uma temperatura de mil graus Celsius, e suas chuvas são acompanhadas de ventos de até 7 mil km/h. A uma distância de 63 anos-luz da Terra, este corpo turbulento é um dos exoplanetas mais próximos da Terra entre os que podem ser vistos cruzando a sua estrela.

ENCONTRADO PLANETA COM COR ROSA NO INICIO DA SUA VIDA
Um planeta cor-de-rosa, que orbita uma estrela parecida com o Sol, foi descoberto por uma equipe internacional de astrónomos. Denominada GJ 504b, o corpo celestre tem quatros vezes amassa e aproximadamente o mesmo tamanho de Júpiter, e é o planeta de menos massa já descoberto com o uso de imagens - foi utilizado o Telescopio Subaru, localizado no Havaí. 
"Se pudessemos viajar para esse planeta, veríamos um mundo ainda brilhando com o calor de sua formação, com uma cor que lembra flores de cereja, um magenta escuro", afirma Michael McElwain, pesquisador do Centro de Voo Espacial Goddard da Nasa, em Maryland, EUA, que participou da descoberta. 
A estrela ao redor da qual o planeta orbita, denominada GJ504, é um pouco mais quente do que o Sol, e pode ser vista a olho nu, na constelação de Virgem. Os pesquisadores estimam que esse sistema (estrela e planeta) tenha 160 milhões de anos de idade, o que o torna jovem - estima-se que o nosso sistema solar tenha se formado há 4,5 bilhoes de anos. 
Sistema solares jovens são alvos de interesse para estudos de imagem, porque seus planetas ainda não perderam muito do calor de sua formação, o que melhora a visibilidade. "O Sol está por volta da metade de sua vida de produção de energia. Estudar esses sistemas é como ver o nosso próprio sistema solar quando jovem", diz McElwain. 
Descoberta nova lua em Netuno
O astrônomo Mark Showalter que estudava imagens de arquivo de Netuno feitas pelo telescópio espacial Hubble localizou a 14ª lua na órbita do planeta. Esse satélite tem um diâmetro estimado em apenas 20 quilômetros e orbita Netuno a uma distância de 105,3 mil quilômetros. 
Ele contou que programou o computador e saiu para caminhar enquanto o trabalho era feito, cerca de uma hora. "Quando voltei, olhei para a imagem e lá estava esse ponto extra que não deveria estar lá."

 A Postagem 72 é sobre como acontece as descobertas cientificas: http://jardim-espirita.blogspot.com.br/2013/09/post72-como-acontece-as-descobertas.html

Um comentário:

  1. um novo mundo nos aguarda com descobertas sendo feito todos os dias tanto na saúde como na área cientifica em pesquisas que possam ajudar ao homem em seu caminho evolutivo, somos apenas uma mera partícula de areia em relação a tudo o que viemos a descobrir com o passar dos anos, obrigado Deus por nos dar esse discernimento e compreensão das coisas e nos permitir tais descobertas, obrigado Senhor muito obrigado, e a vocês amigos do jardim muito obrigado por nos dar tão alegria em ler tais postagens.

    ResponderExcluir

Todos podem deixar seu comentário no Jardim Espírita. Se for caso de resposta, responderei assim que poder, podendo levar alguns dias.
Não publicarei comentários que contenham termos vulgares, palavrões, ofensas, publicidade e dados pessoais (como e-mail, telefone, endereços, etc.). Então fiquem a vontade para comentar!